Partilhar

Cardio em jejum funciona? Vantagens e desvantagens

 
Por Nicolas Garin, Redator ONsalus. Atualizado: 20 fevereiro 2018
Cardio em jejum funciona? Vantagens e desvantagens

Muitas pessoas acreditam que o cardio em jejum ajuda a queimar gordura. No entanto, existem diferentes opiniões em relação a essa afirmação que muitos outros contradizem. Quem apoia a teoria se baseia na premissa que, ao não ter alimentos no corpo, os níveis de insulina ou glicose são muito baixos e, por essa mesma razão, o corpo necessita receber energia de outros sítios, como é o caso da gordura corporal acumulada. Logo, fazer cardio em jejum faz com que o corpo consuma mais energia e queime mais gordura. Não obstante, esta prática consiste em fazer exercícios de cardio de forma moderada e não muito intensa. A afirmação tem a sua lógica, no entanto, nem todo o mundo concorda com essa teoria. Confuso? Pois continue lendo este artigo do ONsalus e acabe com todas as dúvidas em relação a essa matéria. No final, você vai conseguir responder sozinho à pergunta "pode fazer cardio em jejum?"

O que é metabolismo e como funciona?

Para confirmar a teoria de que a queima de gordura em jejum funciona, devemos primeiro entender como funciona o nosso metabolismo no processo de queima de gordura.

Você conhece os triglicerídeos? Eles são um tipo de colesterol pertencente à família dos lipídios ou, por outras palavras, das gorduras. Os triglicerídeos são a maneira que o nosso organismo tem de armazenar anergia. A função do metabolismo é converter os alimentos que consumimos em energia. No entanto, aqueles que não são convertidos (porque o corpo não necessita de mais energia) sãoarmazenados no organismo sob a forma de gordura.

Para queimar gorduras, necessitamos libertar os triglicerídios acumulados e, para isso, é necessário um processo para quebrar a sua corrente e separá-los em dois compostos: ácidos e glicerol. Este processo se realiza através da lipase hormônio sensível (LHS) que atua através da insulina. Assim, trava a mobilização das gorduras e também das catecolaminas (adrenalina e noradrenalina) que fazem com que a gordura se mova. Por isso, quanto maior for o nível de insulina no nosso corpo, mais difícil é a queima de gordura. Isto é o que fundamenta a teoria da queima de gorduras em jejum, já que antes de tomar qualquer alimento os níveis de insulina e glicose estão muitos baixos.

Uma vez quebrados, os triglicerídios passam para o sangue através de uma proteína denominada de albumina que os transporta para qualquer parte do corpo onde possam ser utilizados. No entanto, para que os triglicerídios sejam usados como energia e não se acumulem como gorduras, é necessário que se juntem às mitocôndrias celulares, o que é feito através de uma enzima chamada CPT (carnitina palmitoil transferase I e II).

Por tudo isto, a teoria de queimar gordura em jejum não é de todo válida, pois são necessários outros processos para que esta se converta em energia.

Cardio em jejum funciona? Vantagens e desvantagens - O que é metabolismo e como funciona?

Fazer cardio em jejum é bom?

Então, fazer cardio em jejum é bom ou mau? Como explicamos anteriormente, é certo que os baixos níveis de insulina facilitam a queima de gordura. Logo, em jejum, a queima de gordura é mais fácil.

Não obstante, embora tenham razão nesse ponto, devemos ter em conta outros fatores quando chega a hora de queimar gordura. O cardio que se realiza em jejum é de intensidade baixa, queimando assim a gordura acumulada e transformando-a em energia. No final, estaremos a queimar gordura, sim, mas muito lentamente.

Intensificar os níveis de cardio não vai melhorar a situação, já que em jejum terão efeitos contrários aos desejados. Níveis elevados de cardio em jejum têm como consequência a perda da massa muscular que tanto custa a ganhar. Quando o corpo não tem energia suficiente porque já queimou todas as gorduras, necessita ir buscá-las em outro sítio, como os músculos.

Além disso, necessitamos em conta que não é de todo certo que os níveis de glicogênio sejam mais baixos pela manhã. Durante o sono, o organismo não se move e apenas requer energia necessária para sobreviver, já que não realiza atividade física intensa. Por esse motivo, a energia que se consome provém dos ácidos graxos e não do glicogênio armazenado. O jantar que comemos no dia anterior forneceu glicose que não vai ser usada durante a noite.

Você deve ter em conta que, quando queima muita gordura na parte da manhã, você vai oxidar muito mais e queimar muito menos no resto do dia. Assim, você pode queimar gordura e convertê-la em energia, mas isso não significa que durante o dia você continue mantendo o ritmo de queima de gordura com a sua atividade normal até porque, como vimos anteriormente, o corpo queima a massa muscular quando esgota as reservas.

Portanto, a resposta à pergunta que fazemos é relativa. Fazer cardio em jejum não é mau, e sim, é certo que você vai queimar parte da gordura. No entanto, não é recomendado pois, além de poder fazer você perder massa muscular, os níveis de intensidade devem ser muito baixos. Para isso, é melhor tomar um bom pequeno almoço e fazer exercício depois. Desse modo, a queima de gordura será mais equilibrada ao longo do dia e você vai perder muito mais do que perderia em jejum. E, sobretudo, você não deve se sentir pressionado a fazer exercício demasiado intenso em jejum.

Cardio em jejum funciona? Vantagens e desvantagens - Fazer cardio em jejum é bom?

Como fazer cardio para queimar gordura

Para queimar gordura, o ideal é apostar numa dieta hipocalórica para não gastar tantas calorias e, assim, poder gastar mais calorias do que as consumidas. A insulina continuará a ter os seus picos altos mas, ao não ingerir apenas calorias, você estará sempre queimando gordura.

Neste caso, é conveniente fazer cardio ao longo do dia, mas nunca em jejum. Desta maneira, a dieta - juntamente com o exercício - ajuda a queimar gorduras de maneira muito mais rápida e saudável.

Se você deseja fazer cardio em jejum, aposte em exercícios de baixa intensidade como bicicleta, natação ou jogging (sem ser intenso). Contudo, recomendamos que você consulte o seu médico se você tiver algum problema ou doença.

Além disso, você deve sempre ter em conta que o processo de queima de gordura não é momentâneo e que o metabolismo flui e muda constantemente. Não pense que, se a insulina está alta, será impossível perder gordura já que isso não é sempre assim. Como vimos anteriormente, depende também de outros fatores.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Cardio em jejum funciona? Vantagens e desvantagens, recomendamos que entre na nossa categoria de Atividade física.

Escrever comentário sobre Cardio em jejum funciona? Vantagens e desvantagens

O que lhe pareceu o artigo?

Cardio em jejum funciona? Vantagens e desvantagens
1 de 3
Cardio em jejum funciona? Vantagens e desvantagens

Voltar ao topo da página