menu
Partilhar

Azeite com limão em jejum: para que serve e benefícios

 
Por Redação ONSalus. 22 novembro 2021
Azeite com limão em jejum: para que serve e benefícios

A medicina natural voltou a ganhar importância nos últimos tempos. Conhecer os elementos que a natureza oferece para ajudar a recuperar o equilíbrio corporal é uma excelente ferramenta que pode ser complementada perfeitamente com a medicina moderna, sendo que existem vários trabalhos científicos que têm como principal tema a recuperação destas práticas.

Uma delas é o azeite de oliva, o qual demonstrou uma grande quantidade de benefícios com seu consumo regular. No entanto, o que acontece quando ele é consumido com outro potente agente de saúde como o limão? Ele pode ser consumido diariamente? Quais efeitos tem? Isto e muito mais você encontrará no seguinte artigo do ONsalus sobre o azeite com limão em jejum: para que serve e benefícios.

Benefícios do azeite de oliva

É importante esclarecer que o azeite de oliva, o qual demonstramos seus excelentes benefícios logo abaixo, é o extra virgem, ou seja, aquele que é obtido por pressão a frio. Se o azeite foi submetido a algum outro processo de refinamento ou também foi misturado com outros azeites (é muito comum encontrá-lo combinado com os prejudiciais óleo de palma, soja ou canola), não somente perde estas características frutadas como também pode até prejudicar o corpo.

Entre os benefícios de tomar o azeite de oliva extra virgem com frequência, estão:

  • Antioxidante: favorece os processos normais no corpo inibindo os danos que o estilo de vida atual provoca, atuando como uma boa resistência contra a oxidação.
  • Anti-inflamatório: diminui a inflamação corporal, favorecendo todos os tipos de processos de cura.
  • Antimicótico: foram relatados os benefícios para combater infecções por fungos no corpo.
  • Colabora com a limpeza hepática: seus óleos benéficos ajudam o fígado a limpar as impurezas acumuladas, presentes na forma grãos de areia e cálculos tanto na vesícula quanto nas vias biliares, como também dentro do fígado.
  • Resistente ao calor: é o único óleo que não gera resíduos tóxicos se cozinhar com ele. Embora algumas de suas propriedades sejam perdidas (por isso que algumas pessoas não recomendam cozinhar com ele), somente o azeite de oliva preserva sua capacidade antioxidante e anti-inflamatória se exposto ao calor.

Todas estas características permitem compreender porque ele é tão saudável e porque você deve substituir completamente qualquer outro azeite, com exceção dos saudáveis óleos prensados à frio obtidos da linhaça, chia, sésamo e girassol, já que estes possuem ácidos graxos essenciais (ômega 3, 6 e 9), embora continue sendo melhor consumi-los com as sementes inteiras. De qualquer forma, estes óleos, por mais saudáveis e benéficos e que sejam, devem ser incorporados à alimentação de maneira limitada: em pequenas quantidade e evitando consumi-los cozidos.

Você talvez possa se interessar por este outro artigo em que falamos se azeite de oliva emagrece.

Benefícios do limão

É difícil sintetizar em apenas um artigo a grande quantidade de benefícios que o limão recém espremido fornece ao corpo. Vale também esclarecer que para que o limão provoque um melhor efeito no corpo deve ser consumido natural, fresco, espremido na hora e, sobretudo, longe de outras refeições. Pode ser combinado com água para suavizar seu sabor.

Os benefícios do limão são:

  • É rico em minerais: cálcio, ferro, silicatos, sódio, potássio, enxofre, magnésio e fósforo. Todos essenciais para o funcionamento normal do corpo.
  • Rico em vitamina C.
  • É um poderoso bactericida e antimicrobiano.
  • Colabora com a limpeza e eliminação de toxinas acumuladas no corpo: fígado, gordura. Facilitando a função depuradora de órgãos como o fígado, a pele ou os rins.
  • Apesar de ter seu sabor ácido, contém bases que ajudam a alcalinizar o corpo, por isso que é muito útil no tratamento de diversas doenças, entre elas os problemas de acidez gástrica, muito diferente do que se acreditava.
  • Anti-hemorrágico: ajuda a parar sangramentos.

Agora que você viu os benefícios do azeite e do limão, falaremos a seguir sobre os benefícios do azeite com limão em jejum. Será que é bom mesmo para a saúde ou é melhor evitar essa mistura?

Para que serve o azeite com limão em jejum

Como vimos, tomar azeite de oliva e limão longe de outras refeições possui grandes benefícios, o que é fácil de fazer em jejum pela manhã, já que desta forma a absorção e efeito provocados no corpo são melhores.

Destacamos que tomar azeite com limão em jejum é algo que você pode fazer por um tempo definido de até 15 dias. O ideal é utilizar o azeite de oliva extra virgem e limão recém espremido, na razão de 2 colheres de sopa de azeite de oliva e 2 limões. Entre os efeitos desta mistura, temos:

  • Limpeza do fígado: o fígado é como uma grande esponja que ajuda a limpar tudo que nosso corpo ingere e não precisa ou não aproveita, mas parte desta limpeza faz com que resíduos fiquem acumulados dentro do mesmo, sendo necessário limpá-lo. Esta tarefa pode ser feita por ele mesmo, mas como a ingestão de alimentos tóxicos é muito abundante desde a infância, tal capacidade de depuração costuma ser insuficiente.
  • Antioxidante: ajuda a limitar os processos oxidantes no corpo, com o qual existem benefícios de conservar os tecidos saudáveis, retardando seu envelhecimento causado pelo estilo de vida pouco saudável.
  • O limão ajuda a limpar acúmulos tóxicos em outras áreas do organismo, como tecido gorduroso, rins e pele, com os quais o processo de limpeza é feito de forma bastante completa.

Efeitos do azeite com limão em jejum no corpo

Pode ser que durante este tratamento de azeite com limão em jejum você tenha sintomas como: diarreia, tosse, secreções, urina forte, espinhas ou erupções cutâneas. Tudo isto faz parte da movimentação de impurezas e não deve ser interrompido, uma vez que deve estar ajudando seu corpo, pois ele está sendo desintoxicado e você deve ajudá-lo. Como?

  • Com banhos de vapor.
  • Bebendo bastante água, pode tomar infusões que ajudem a limpar os rins (rabo de cavalo, cabelo de milho).
  • Ficando em repouso e tranquilo nestes dias.
Azeite com limão em jejum: para que serve e benefícios - Para que serve o azeite com limão em jejum

Precauções ao tomar azeite com limão em jejum

Reforçamos que este tratamento de azeite com limão em jejum pode durar cerca de duas semanas e você não deve estendê-lo por mais tempo, já que como tudo, se for feito de forma exagerada, pode te prejudicar.

Este tratamento também pode ser feito por crianças, mas elas devem consumir apenas o azeite de oliva, sendo suficiente uma colher de sopa em jejum.

Algo muito importante para acompanhar este processo, quase que fundamental, é manter uma alimentação saudável, já que você não pode ou não deveria sobrecarregar seu sistema digestivo, pois deve se ocupar principalmente com a desintoxicação:

  • Sua alimentação deve ser principalmente a base de frutas e verduras cruas preparadas na forma que quiser, condimentadas ou não.
  • Além disso, você pode adicionar frutos secos e sementes, uma vez que fornecem os ácidos graxos essenciais necessários.
  • Um elemento que não pode faltar no seu dia a dia é a maçã, já que o ácido málico contido nestas é essencial para amolecer a sujeira do fígado. Além disso, é preferível que você consuma grandes quantidades das mesmas nos dias anteriores a limpeza, já que o resultado será muito mais eficaz.

Agora que você já sabe os benefícios e e a maneira e tempo certos de tomar o azeite com limão em jejum, não perca este outro artigo sobre azeite com limão para pedra na vesícula.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Azeite com limão em jejum: para que serve e benefícios, recomendamos que entre na nossa categoria de Alimentação.

Bibliografia
  • Barreca D, Gattuso G, Bellocco E, et al. Flavanones: Citrus phytochemical with health-promoting properties. Biofactors. 2017;43(4):495‐506. doi:10.1002/biof.1363
  • Langella C, Naviglio D, Marino M, Calogero A, Gallo M. New food approaches to reduce and/or eliminate increased gastric acidity related to gastroesophageal pathologies. Nutrition. 2018;54:26‐32. doi:10.1016/j.nut.2018.03.002
  • Gorzynik-Debicka M, Przychodzen P, Cappello F, et al. Potential Health Benefits of Olive Oil and Plant Polyphenols. Int J Mol Sci. 2018;19(3):686. Published 2018 Feb 28. doi:10.3390/ijms19030686
  • Foscolou A, Critselis E, Panagiotakos D. Olive oil consumption and human health: A narrative review. Maturitas. 2018;118:60‐66. doi:10.1016/j.maturitas.2018.10.013
  • Fernandes J, Fialho M, Santos R, et al. Is olive oil good for you? A systematic review and meta-analysis on anti-inflammatory benefits from regular dietary intake. Nutrition. 2020;69:110559. doi:10.1016/j.nut.2019.110559

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
Azeite com limão em jejum: para que serve e benefícios
1 de 2
Azeite com limão em jejum: para que serve e benefícios

Voltar ao topo da página