menu
Partilhar

Como diminuir a sensibilidade na glande

 
Por Redação ONSalus. 5 junho 2021
Como diminuir a sensibilidade na glande

Escolher o melhor tratamento para adiar a ejaculação é algo importante de se conhecer. Se você não tratar a causa pela qual a glande é muito sensível e somente se limitar a tentar não sentir prazer, é possível que continue sofrendo com este problema.

Pelo menos 30% dos homens sofrem com ejaculação precoce em algum momento de sua vida. Costuma ser uma condição da qual muitos homens têm vergonha e, por isso, muitas vezes tentam fazer tratamentos por conta própria, que costumam falhar.

Você pode tomar medicamentos ou usar sprays ou géis retardantes, são várias as opções, mas para conseguir atrasar a chegada do orgasmo, é necessário avaliar cada caso em particular, analisando quais são suas preocupações e qual pode ser a origem delas, para assim alcançar um resultado eficaz.

Se quer saber como diminuir a sensibilidade na glande, neste artigo do ONsalus, te explicaremos quais são as possíveis causas deste problema e os possíveis tratamentos para isso.

Também lhe pode interessar: Manchas escuras na glande, o que pode ser?

Como saber se tenho ejaculação precoce

A ejaculação precoce costuma ser atribuída ao fato de que a glande é muito sensível. Realmente, é um transtorno mais frequente do que se acredita, estima-se que 30% dos homens o sentem ao menos uma vez na vida. É dito que um homem ejacula precocemente quando tem um orgasmo muito antes do que deseja, ao começar a penetração, ao começar a masturbação ou, inclusive, antes de começar qualquer um destes atos.

Além disso, isto não basta para fazer um diagnóstico, já que para que seja realmente considerado um problema, é necessário apresentar certos sintomas e que eles ocorreram com certa regularidade.

Sintomas da ejaculação precoce

Para que a ejaculação seja considerada precoce:

  • Deve sempre ocorrer em menos de um minuto desde a penetração ou manipulação do pênis.
  • Esta situação costuma ser recorrente na maioria das relações sexuais.
  • É praticamente impossível retardar a ejaculação.
  • A situação costuma gerar angústia, estresse e, inclusive, problemas com sua parceira.

Se em alguns casos ejaculou antes do previsto e isto não te incomoda, você não sofre de ejaculação precoce.

Algumas vezes, existe uma alternância entre períodos de ejaculação normal e alguns episódios de ejaculação mais rápida. Nestes casos, se trata mais de uma ejaculação precoce variável natural. Continue lendo para saber como diminuir a sensibilidade na glande.

Por que tenho muita sensibilidade na glande?

Existem diferentes motivos pelos quais você pode estar sofrendo este problema.

Quando a ejaculação precoce te acompanha desde quando começaram suas relações sexuais e nunca passou por uma situação diferente, é chamada de "ejaculação precoce primária". Do contrário, se este problema é mais recente e antes tinha conseguido manter relações sexuais por mais tempo sem ejacular, é chamada de "ejaculação precoce adquirida".

Alguns autores propõem dividir as causas entre psicológicas e físicas, atribuindo a umas ou a outras a origem do problema. A verdade é que se trata uma pessoa completa, com seu corpo, mente e seu mundo interior. Por isso, geralmente, quando um problema físico gera certo mal-estar, também pode te despertar sentimentos como ansiedade, vergonha, nojo ou frustração. Normalmente, se trata de uma questão que engloba fatores psíquicos e físicos. Pode ser devido a apenas uma causa ou várias.

Entre as causas da ejaculação precoce mais comuns estão:

  • Ansiedade.
  • Problemas com sua parceira ou parceiro.
  • Depressão.
  • Estresse.
  • Falta de aceitação do seu corpo ou problemas com sua aparência.
  • Relações sexuais precoces.
  • Disfunção erétil.
  • Preocupação com a ejaculação precoce.
  • Relações sexuais escondidas ou proibidas, que provoquem um sentimento de culpa.
  • Ter sofrido um abuso sexual.
  • Problemas hormonais.
  • Fraqueza nos músculos do assoalho pélvico.
  • Infecção ou inflamação urinária ou prostática.

Como diminuir a sensibilidade na glande

Como vimos, a ejaculação precoce é o resultado de uma situação complexa e vivências tanto físicas quanto mentais. Então, para conseguir resolver este problema, é necessário vê-lo a partir de diferentes perspectivas. Se ficar apenas na questão física, não chegará ao fundo da questão.

Como retardar a ejaculação?

Para resolver este problema pela raiz, é necessário se aprofundar em suas causas. O que está realmente te incomodando? Por que está sentindo ansiedade, depressão ou está tendo problemas com sua parceira?

Talvez não esteja feliz com seu corpo? É importante saber que a maioria das pessoas não se ajustam aos padrões de beleza que supostamente devemos imitar e isso não deveria ser um problema, pois somos todos diferentes e é bom isso seja assim.

Pensar no que está acontecendo e tentar conversar com sua parceira pode te ajudar muito. Eliminará a pressão em ambos e fará com que você veja as coisas mais claramente.

A maioria dos homens que sofrem problemas de ereção também estão cheios de situações de estresse ou ansiedade que não sabem lidar.

É por isso que procurar ajuda profissional, muitas vezes, é um bom começo. Você pode consultar um urologista, sexologista ou psicologista, inclusive seu médico ou médica de confiança pode te orientar e aconselhar para tratar sua situação.

É normal que esta situação te cause vergonha. Na verdade, a maioria dos homens têm dificuldade em enfrentar este tipo de assunto, mas se não o fizer, estará prolongando seu sofrimento.

Não existem receitas mágicas nem únicas. Cada caso deve ser tratado de forma específica e é preciso tentar diferentes soluções, até encontrar a que dá o melhor resultado.

O que se costuma aconselhar é fazer o acompanhamento psicológico e medidas físicas, inclusive medicamentos, que te ajudem a adiar a ejaculação.

Entre as coisas que podem ser usadas para retardar a ejaculação estão:

Usar camisinhas especiais

Algumas marcas comerciais oferecem camisinhas que ajudam a retardar a ejaculação. Estas podem ser mais grossas que o normal ou conter substâncias anestésicas que ajudem a diminuir a sensibilidade da glande.

Cremes anestésicos

Outra forma de diminuir a sensibilidade no pênis é através do uso de anestésicos tópicos, tais como: lidocaína, benzocaína ou prilocaína. Podem vir isolados ou combinados para adormecer a região.

Sprays ou géis retardantes

Outra forma de reduzir as sensações na região genital e, portanto, diminuir a sensibilidade da glande, é com o uso de sprays retardantes. Agem da mesma forma que os cremes: um anestésico adormece a área mais sensível para tentar, desta forma, frear a ejaculação.

Tanto os sprays quanto os cremes podem ter certas consequências indesejadas. Por um lado, podem causar irritação, por isso que é necessário testá-los em outras partes do corpo, como o antebraço, antes de passá-los no pênis. Por outro lado, pode ser que a sensibilidade diminua mais do que o desejado e que, inclusive, seja perdida a longo prazo.

Outro problema que costuma apresentar é que também seja diminuída a sensibilidade na vagina. É por isso que se aconselha usá-los cerca de 10 a 15 minutos antes de manter a relação sexual e remover o excesso do produto.

Existem alguns medicamentos que podem retardar a ejaculação como um efeito colateral. É claro que não é desejável utilizá-los por muito tempo. Às vezes podem ser usados no começo do tratamento, junto com um tratamento psicológico.

Tramadol

É um analgésico bastante potente que, entre seus efeitos colaterais, pode fazer com que os orgasmos e a ejaculação sejam atrasados, mas não é uma panaceia, já que também pode provocar náuseas, dores de cabeça e até mesmo adormecimento em diferentes partes do corpo.

Antidepressivos

Também pode ser indicado o uso de fluoxetina, escitalopram, paroxetina ou sertralina. Todos eles podem prolongar de modo secundário o tempo de ejaculação, mas também podem gerar diminuição da libido.

Náuseas, excesso de sono e aumento da transpiração são algumas das possíveis reações adversas que podem acompanhar o tratamento.

É importante esclarecer que o resultado não é imediato. Às vezes, podem ser necessário cerca de 10 dias para ver os efeitos na ejaculação.

Inibidores da fosfodiesterasa-5

São frequentemente utilizados para o tratamento da disfunção erétil. Como efeito colateral, podem atrasar a ejaculação. O mais comum é o sildenafil, popularmente conhecido como Viagra ou Revatio. Também podem ser utilizados o vardenafil e o tadalafil.

Neste outro artigo você conhecerá estimulantes masculinos naturais.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como diminuir a sensibilidade na glande, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema reprodutor masculino.

Bibliografia
  • Martin C, Nolen H, Podolnick J, Wang R. Current and emerging therapies in premature ejaculation: Where we are coming from, where we are going. Int J Urol. 2017 Jan;24(1):40-50. doi: 10.1111/iju.13202. Epub 2016 Oct 5. PMID: 27704632.
  • Pereira-Lourenço M, Brito DVE, Pereira BJ. Premature Ejaculation: From Physiology to Treatment. J Family Reprod Health. 2019 Sep;13(3):120-131. PMID: 32201486; PMCID: PMC7072026.
  • Krishnappa P, Fernandez-Pascual E, Carballido J, Martinez-Salamanca JI. Sildenafil/Viagra in the treatment of premature ejaculation. Int J Impot Res. 2019 Mar;31(2):65-70. doi: 10.1038/s41443-018-0099-2. Epub 2019 Mar 5. PMID: 30837718.
  • Yang Y, Lu Y, Song Y, Chen H, Liu X. Correlations and stratification analysis between premature ejaculation and psychological disorders. Andrologia. 2019 Sep;51(8):e13315. doi: 10.1111/and.13315. Epub 2019 May 15. PMID: 31090231.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Como diminuir a sensibilidade na glande
Como diminuir a sensibilidade na glande

Voltar ao topo da página