Doenças do sistema imunitário

Caroço interno na axila dolorido: causas e tratamento

 
Magce Bonilla
Por Magce Bonilla, Química. 6 junho 2022
Caroço interno na axila dolorido: causas e tratamento

Quando um caroço na axila é preocupante? O que é um linfoma na axila? Sentir uma bolinha ou protuberância debaixo da axila pode causar preocupação, especialmente quando você sentir dor ao apalpá-la. Em alguns casos, esta condição aparece pela inflamação dos gânglios nesta região, resultado de infecções bacterianas, virais ou cutâneas, que tendem a se formar quando estamos com a imunidade baixa. Os nódulos na região da axila podem se manifestar por diversos motivos, umas mais complexas de tratar do que outras, por isso é importante ficar atento diante de qualquer anomalia que você possa sentir nesta área para consultar um especialista e ter um diagnóstico claro.

Se você tem um caroço interno na axila dolorido, neste artigo do ONsalus, te explicamos quais são as principais causas pelas quais ele se forma e seus possíveis tratamentos.

Índice

  1. Furunculose
  2. Gânglios inflamados
  3. Hidradenite supurativa
  4. Lipomas
  5. Infecção mamária
  6. Linfoma
  7. Quando se preocupar devido a um caroço na axila

Furunculose

Um caroço interno na axila dolorido pode ter como causa a furunculose, que é uma infecção dermatológica do folículo piloso, causada pela bactéria bactéria Staphylococcus aureus. Este tipo de infecção é profunda, como indicam alguns estudos[1], e é um nódulo inflamatório, que se desenvolve através da camada da derme. Normalmente, é notado um nódulo muito doloroso na axila, sólido, duro, inflamado, que aumenta de tamanho com o passar dos dias e que pode estourar e gerar pus.

Como tratar

Tratar os furúnculos na região axilar requer necessariamente de uma avaliação médica para determinar se ele deve ser drenado através de uma incisão. O tratamento dependerá de cada caso. Alguns precisam de antibióticos orais e em cremes, especialmente se manifestam febre e há celulite associada; outros, sendo recorrentes, devem manter tratamentos mais complexos, focados em antibióticos pontuais como a clindamicina, a descontaminação relacionada ao ambiente do paciente e a descolonização, buscando erradicar a bactérias através de um conjunto de antibióticos específicos.

Neste outro artigo falamos sobre as causas e como curar as bolinhas no sovaco.

Gânglios inflamados

Os gânglios inflamados também se manifestam como caroços ou protuberâncias debaixo das axilas, que aparecem por infecções presentes no organismo, especificamente no braço e na mama, ou por consequência da mononucleose, herpes, aids, linfoma, entre outras doenças.

Os gânglios, por fazerem parte do sistema imunológico, costumam aumentar de tamanho para combater qualquer agente infeccioso. Apesar de que na maioria das vezes, estas inflamações não sejam graves, quando aumentam de tamanho e aparecem em várias partes do corpo devem ser examinadas, posto que podem estar relacionados a doenças autoimunes ou câncer.

Como tratar

Normalmente, o caroço interno na axila dolorido formado pelo gânglio inflamado costuma desaparecer sozinho em alguns dias, contudo, é importante consultar um médico se a inflamação continuar e sintomas como a febre ou outros incômodos persistirem, a fim de que possa determinar bem a causa e indicar o tratamento adequado a base de antibióticos, ou determinar se são necessários exames mais detalhados para definir o diagnóstico.

Hidradenite supurativa

Também conhecida como acne inversa, são caroços duros que se formam na região das axilas quando as glândulas sudoríparas ficam inflamadas e tampam a saída de suor. A hidradenite se manifesta como nódulos ou pequenos caroços doloridos, que deixam marcas ou cicatrizes na pele.

Como tratar

Tratar uma hidradenite supurativa necessita de uma avaliação médica, posto que é fundamental determinar quão avançada está a doença. Em geral, são sugeridas injeções de corticoides e o uso de antibióticos em creme e por via oral. Em situações mais graves, é indicada uma cirurgia para remover radicalmente a área afetada.

Lipomas

Os lipomas são tumores benignos de gordura , que aparecem normalmente em tecidos subcutâneos e tecidos moles profundos, podendo causar um caroço interno na axila dolorido.

Levando em conta estudos científicos[2], seu crescimento é regular, de forma lenta, é frequentemente arredondado, de textura pastosa ou cística. Em geral, estes caroços adiposos são assintomáticos, por isso que em alguns casos a pessoa pode tê-lo por bastante tempo e não apresentar dor.

Como tratar

Os lipomas, normalmente, são inofensivos e não precisam de tratamento, além disso, às vezes, devido ao seu grande tamanho e desconforto, é recomendado extraí-los através de cirurgia ou lipoaspiração.

Neste outro artigo falamos sobre o lipoma no pescoço, suas causas e como removê-lo.

Caroço interno na axila dolorido: causas e tratamento - Lipomas

Infecção mamária

A infecção mamária, também conhecida como mastite, pode gerar caroços internos na axila doloridos ou bolinhas debaixo da axila devido à inflamação do tecido mamário, resultado de uma infecção nas glândulas linfáticas. Geralmente, é comum vê-las em mulheres que estão em período de amamentação.

Como tratar

Estas infecções frequentemente são tratadas com antibióticos específicos e repouso relativo, recomendados pelo especialista, especificamente, o obstetra/ginecologista.

Linfoma

O linfoma é um tipo de câncer que ocorre nos gânglios linfáticos, que se manifestam com um aumento de tamanho e pode ser notado e apalpado na parte inferior da axila. Normalmente, a pessoa pode apresentar febre, sudoração e perda de peso, por isso é fundamental receber uma avaliação médica para ter um diagnóstico preciso e aplicar o tratamento adequado, de acordo com o seu caso.

Como tratar

Esta doença, na maioria dos casos, é tratada com quimioterapia e, adicionalmente, com radioterapia. Além disso, em circunstâncias especiais, é necessário realizar o transplante de progenitores hematopoiéticos[3].

Quando se preocupar devido a um caroço na axila

É importante prestar atenção a qualquer anomalia que você possa sentir debaixo da axila, especificamente, caroços ou protuberâncias. Neste sentido, você deve observar minunciosamente seu aspecto, seu aumento de tamanho em pouco tempo ou se continua no mesmo lugar após várias semanas.

Da mesma forma, diante de qualquer mudança que apresentar fisicamente, como perda de peso ou outros sintomas adicionais, você deve necessariamente solicitar uma avaliação médica detalhada para seu caso a fim de determinar o tratamento apropriado.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Caroço interno na axila dolorido: causas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema imunitário.

Referências
  1. 1. Sánchez, J. (2013). Revisión Bibliográfica: Forunculosis. [Documento en Línea]. Disponível em: <https://www.medigraphic.com/pdfs/revmedcoscen/rmc-2013/rmc134c.pdf>. Acesso em 7 de junho de 2022.
  2. 2. Huczak, L. Driban, N (2007). Lipoma y Lipomatosis. [Documento en Línea]. Disponível em: <http://www.scielo.org.ar/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1851-300X2007000100006>. Acesso em 7 de junho de 2022.
  3. 3. Rifón, J. (2020). Linfoma. [Documento en Línea]. Disponível em: <https://www.cun.es/enfermedades-tratamientos/enfermedades/linfoma>. Acesso em 7 de junho de 2022.
Bibliografia
  • Vila, A. Puig, L. (2003). Foliculitis y Forunculosis. Clínica y tratamiento. [Documento en Línea]. Disponível em: <https://www.elsevier.es/es-revista-farmacia-profesional-3-articulo-foliculitis-forunculosis-clinica-tratamiento-13042393>. Acesso em 7 de junho de 2022.
  • Mayoclinic (2022). Hidrosadenitis Supurativa. [Documento en Línea]. Disponível em: <https://www.mayoclinic.org/es-es/diseases-conditions/hidradenitis-suppurativa/symptoms-causes/syc-20352306>. Acesso em 7 de junho de 2022.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
1 de 2
Caroço interno na axila dolorido: causas e tratamento