Partilhar

Abscesso no glúteo: causas, tratamento e remédios caseiros

 
Por Dra. Ivonne Nieves Blanco, Médica Cirurgiã. 28 agosto 2020
Abscesso no glúteo: causas, tratamento e remédios caseiros

A presença de um abscesso cutâneo é muito comum e também dolorosa. Costuma aparecer em qualquer idade e em diferentes partes do corpo, sendo comum na região dos glúteos, o que muitas vezes impossibilita a pessoa de sentar.

Estes abscessos surgem como resultado de um processo infeccioso que gera o acúmulo de pus, um líquido espesso que contém tecido morto e células brancas do sangue, além de germes e bactérias. O acúmulo destas células faz com que não seja possível haver a drenagem do abscesso, que se trata de um mecanismo de cura de um processo infeccioso.

Continue lendo este artigo do ONsalus, no qual explicamos as causas de um abscesso no glúteo, seu tratamento e quais remédios caseiros podem te ajudar a aliviá-lo e curá-lo mais rapidamente.

Abscesso no glúteo: causas

As causas de um abscesso cutâneo no glúteo são diversas, entre as quais temos:

  • Obesidade: o sobrepeso pode fazer com que a área dos glúteos fique muito mais úmida, além do atrito constante ao caminhar, o que causa lesões na pele, podendo causar a presença de um abscesso nesta região.
  • Alterações na pele: a presença de feridas, machucados ou punções na pele deixa a pessoa suscetível a sofrer contaminações por bactérias, as quais podem desencadear um processo infeccioso e gerar o acúmulo de pus na região dos glúteos.
  • Uma falta de higiene na região dos glúteos quando se tem uma lesão pode permitir a proliferação de bactérias, gerando assim o abscesso.
  • A presença de um pelo grosso e rígido pode causar o aparecimento de um abscesso na região dos glúteos como consequência de uma infecção.
  • Pacientes imunodeprimidos: nestes pacientes, o sistema imunológico está enfraquecido, portanto estão mais propensos a sofrerem processos infecciosos que podem evoluir até a formação de um abscesso.
  • Após a aplicação de uma injeção intramuscular mal aplicada ou sem as devidas medidas de higiene na região dos glúteos, pode haver um processo infeccioso, o qual levará ao acúmulo de pus e, consequentemente, o abscesso.
  • O uso de roupas justas faz com que o atrito com a pele cause lesões, as quais podem ser contaminadas, gerando o aparecimento de um abscesso no glúteo.

Sintomas do abscesso no glúteo

Os sintomas que podem acompanhar um abscesso cutâneo são os seguintes:

  • Febre e calafrios.
  • Inflamação muito dolorosa ao toque.
  • Endurecimento da área afetada.
  • Presença de pus e supuração de sangue acompanhada de mau cheiro.
Abscesso no glúteo: causas, tratamento e remédios caseiros - Sintomas do abscesso no glúteo

Tratamento de um abscesso no glúteo

O tratamento de um abscesso cutâneo dependerá dos sintomas que você apresentar. O médico será o profissional encarregado por indicar o tratamento a ser seguido de acordo com as condições em que o abscesso se encontre.

Alguns pequenos abscessos não precisam ser drenados, ou seja, se curam por conta própria após tomar analgésicos, anti-inflamatórios e antibióticos. Neste sentido, pode ser muito útil colocar compressas mornas, já que contribuem com a velocidade de formação do ponto bem como da drenagem do abscesso.

Nos casos onde são grandes e doloridos, a área é sedada e então o abscesso é drenado, sendo que para isso pode ser feita uma pequena incisão com o bisturi ou pode ser feito um furo. Isto bastará para que a secreção comece a sair do seu interior. Depois de drenar completamente o abscesso, deve-se lavar a área com soro em abundância e cobri-la com gazes, inclusive em seu interior, por 24 a 48 horas.

Quando existe mais de um abscesso, o paciente apresenta celulite infecciosa ou está imunodeprimido e, neste casos, recomenda-se o uso de antibióticos após a avaliação da secreção.

Remédios naturais para um abscesso no glúteo

Existem diversos remédios caseiros utilizados no tratamento do abcesso nos glúteos, entre eles, é importante mencionar:

  • Sementes de cominho: estas são frequentemente utilizadas em problemas de pele devido as suas diversas propriedades, como a anti-inflamatória ou a antibacteriana. Contribui na drenagem do pus localizado no abscesso, bem como diminui a inflamação e a vermelhidão do abscesso no glúteo. Para prepará-las, você deve moer uma colher pequena de sementes de cominho adicionando água em seguida. Você pode aplicar esta mistura sobre a lesão uma vez ao dia.
  • Noz moscada: este remédio caseiro é utilizado para diminuir o crescimento das bactérias e melhorar a circulação sanguínea, além de reduzir a inflamação no glúteo. É uma excelente opção para quando a lesão demora para sarar, especialmente, em pessoas com diabetes. Se este for o seu caso, deve misturar ½ colher pequena de pó de noz moscada em 1 copo d'água ou de leite e tomá-lo uma vez a cada noite.
  • Óleo de Neem: este óleo possui propriedades antibacterianas e antissépticas, é uma excelente opção contra as infecções de pele. Nos casos de abscesso nos glúteos, deve ser aplicado diretamente no local da lesão 3 ou 4 vezes ao dia.
  • Cúrcuma: a cúrcuma em pó tem um efeito anti-inflamatório, antibacteriano e age purificando o sangue. Pode ser ingerida como chá ou você pode aplicar o pó diretamente no abscesso. Para preparar o chá, você precisa de uma colher pequena de pó de cúrcuma misturada em um copo de água quente. Você pode tomá-lo 3 vezes ao dia. Caso deseje passar a cúrcuma na lesão, deve preparar uma pasta com o pó e água e, em seguida, colocá-la sobre o abscesso.
  • Alho: além das propriedades antimicrobianas, é rico em nutrientes como o potássio e flavonoides. Para sua aplicação, você deve triturar dentes de alho até conseguir uma pasta, a qual será aplicada diretamente na área da lesão, em seguida, cubra este área com uma gaze e deixe agir por cerca de 30 minutos.
  • Óleo de melaleuca: é um óleo essencial com excelentes propriedades, uma vez que ajuda no tratamento das infecções bacterianas, especialmente, nos abscessos. Não é recomendável aplicá-lo diretamente sobre a pele, pois pode causar queimaduras. Para passá-lo na pele, você deve misturar 5 gotas de óleo de melaleuca com uma colher pequena de azeite de oliva ou óleo de coco. Em seguida, deve impregnar um algodão com este óleo e aplicar na área afetada 2 ou 3 vezes ao dia, até que o abscesso desapareça.
  • Equinácea: é uma planta natural com um excelente efeito imunoestimulante, portanto age como um antibiótico natural. Possui propriedades antivirais e antimicrobianas que permitem a cura rápida das feridas e dos abscessos no glúteo. Você pode consumi-la através de cápsulas 3 vezes ao dia.

Por fim, se você está sofrendo com um abscesso no glúteo deve consultar seu médico, que se encarregará de indicar o tratamento a ser seguido após te examinar. Quando for necessário fazer uma drenagem, ele será a pessoa apropriada para fazê-la. Se você assume a responsabilidade de decidir que prefere ignorar esta recomendação, veja como tratar um abscesso em casa nesse artigo.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Abscesso no glúteo: causas, tratamento e remédios caseiros, recomendamos que entre na nossa categoria de Pele, cabelo e unhas.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Abscesso no glúteo: causas, tratamento e remédios caseiros
1 de 2
Abscesso no glúteo: causas, tratamento e remédios caseiros

Voltar ao topo da página