Partilhar

Coceira na vagina sem corrimento: causas e tratamento

 
Por Dra. Ivonne Nieves Blanco, Médica Cirurgiã. 7 setembro 2020
Coceira na vagina sem corrimento: causas e tratamento

Ao longo das diferentes fases da vida, desde a adolescência até a fase adulta, as mulheres sempre estiveram expostas a diferentes tipos de doenças na região íntima. Uma delas é a coceira vaginal sem fluxo, que pode ocorrer por diversas causas, indo desde reações alérgicas até produtos utilizados no dia a dia, como sabonetes, látex de preservativos ou roupas íntimas, até transtornos hormonais ou infecções.

Tudo isto é capaz de desencadear a coceira na vagina sem corrimento, a qual pode vir acompanhada de prurido e dor na região na vulva. Por isso te convidamos para que continue lendo este artigo de ONsalus onde terá mais informações sobre a coceira na vagina sem corrimento: causas e tratamento.

Também lhe pode interessar: Vagina branca, o que pode ser?

Causas da coceira na vagina sem corrimento

O aparecimento da coceira vaginal sem corrimento pode ocorrer por diferentes causas, entre as quais estão:

Alergias e assaduras

Para mulheres mais sensíveis, o contato com certas substâncias, elementos ou alguns produtos pode provocar o aparecimento da irritação na região da vulva. Estas reações alérgicas causam o aparecimento da ardência vulvare coceira sem corrimento.

As reações alérgicas na região da vulva podem aparecer por causa do uso de produtos como:

  • Absorventes.
  • Tecidos das roupas íntimas.
  • Sabonetes.
  • Papel higiênico.
  • Látex dos preservativos.
  • Amaciantes de tecidos.

O uso frequente de roupas justas no corpo também gera o aparecimento de lesões devido ao atrito constante da pele com a textura da roupa, gerando o aparecimento de:

  • Coceira na vagina sem corrimento.
  • Dor e prurido vaginal.
  • Inflamação.

Infecção vaginal

Surge devido a uma alteração da flora bacteriana da vagina, frequentemente causada pela Candida albicans, ou vaginite, gerando o aparecimento dos seguintes sintomas:

  • Coceira vaginal sem corrimento.
  • Dor vaginal.
  • Prurido vaginal.
  • Vermelhidão na região vaginal.

Os fungos se desenvolvem facilmente em lugares úmidos como a vulva ou a vagina, causando o aparecimento da ardência, além de incômodos nas respectivas áreas.

Descubra mais coisas sobre a infecção vaginal em: Candidíase vaginal: sintomas, tratamento e prevenção.

Dispareunia

Também chamada de vulvodinia, se caracteriza por incômodos como:

  • Ardência sem fluxo.
  • Irritação e coceira vaginal.
  • Inflamação.
  • Inchaço.
  • Dor.

Este desconforto pode afetar o dia a dia, especialmente ao se sentar ou ter relações sexuais.

Transtornos hormonais

As mudanças hormonais presentes durante algumas fases da vida podem causar o aparecimento de lesões que influenciam, além do ressecamento vaginal, na dor, coceira e queimação vaginal sem corrimento. Estas fases podem ser:

  • Menopausa.
  • Depois de uma intervenção cirúrgica de ovários.
  • Tratamento por radio ou quimioterapia.

Doenças da pele

Existem algumas doenças dermatológicas que afetam a vulva e a mucosa vaginal causando feridas e ardência vulvar. Estas doenças da pele podem ser:

  • Líquen plano o simples.
  • Eritema multiforme.
  • Pênfigo.

Presença de oxiúros

Os oxiúros são parasitas presentes na região intestinal e localizados na região perianal. Pode ocorrer uma reinfecção devido a sua proximidade com a região da vulva. Além disso, a infecção vaginal por este parasita pode ser transmitida através das relações sexuais anais devido a sua proximidade com a área vulvar.

A infecção por oxiúros gera prurido e o aparecimento de escoriações perineais resultado do coçar frequente.

Tratamento da coceira na vagina sem corrimento

Se você está coceira na zona íntima mas não apresenta sem corrimento, é importante consultar um ginecologista para que ele faça um diagnóstico concreto do que pode estar causando esta alteração. Uma vez que o ginecologista tenha feito o exame, o tratamento a ser seguido dependerá da causa em específico.

Tratamento para reação alérgica ou assadura

Quando esta alteração ocorre devido a uma alergia ou assadura, o tratamento será iniciado evitando a utilização de algumas peças de roupas que desencadeiem esta reação ou o contrato com certas substâncias, como sabões, cremes perfumados, entre outras coisas.

O médico indicará medicamentos que revertam esta reação, como antialérgicos o anti-inflamatórios de uso tópico.

Tratamento da infecção vaginal

Se uma infecção vaginal está causando ardência vulvar sem fluxo, o ginecologista indicará antibióticos de acordo com o tipo de microrganismo que estiver causando a infecção. Nos casos de fungos, os antifúngicos serão os indicados.

Tratamento dispareunia

No caso de uma dispareunia, o médico indicará um tratamento baseado nos sintomas que a paciente apresentar, devido ao fato de que não existe um tratamento definitivo para esta alteração.

Tratamento de transtornos hormonais

Quando é causado por transtornos hormonais, o ginecologista indicará um tratamento a base de complementos hormonais e lubrificantes que permitam aliviar o desconforto durante as relações sexuais.

Tratamento da presença de oxiúros

Se a alteração for causada pela presença de oxiúros, será indicado um tratamento anti-helmíntico como mebendazol ou albendazol para eliminar os parasitas que causam esta alteração.

Como prevenir a coceira na vagina sem corrimento

Estas são algumas recomendações indicadas para prevenir queimação e coceira na vagina sem corrimento:

  • Manter a área da vulva limpa e seca.
  • Evitar o uso de sabonetes fortes, pós e aerossóis.
  • Utilizar roupas confortáveis e folgadas, assim como roupa íntima de algodão, desta forma, a região fica melhor ventilada, diminuindo a umidade na região da vulva.
  • Na hora de ter relações sexuais, é importante ter cuidado, portanto use preservativos a fim de evitar contrair e propagar estes tipos doenças.
  • Não usar roupas molhadas por longos períodos de tempo.
  • Não tomar antibióticos por longos períodos de tempo, somente deve ingeri-los pelo tempo que o médico tiver prescrito.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Coceira na vagina sem corrimento: causas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema reprodutor feminino.

Bibliografia
  • Mex, G. O. (2015). Prurito vulvar: determinación de las causas más frecuentes y su tratamiento. Ginecol Obstet Mex, 83, 179-188.
  • Ricci, P. (2010). Vulvodinia: un diagnóstico olvidado frente al dolor vulvar. Revista chilena de obstetricia y ginecología, 75(1), 64-76.
  • Series de Especialidad Clínica. Diagnóstico y tratamiento de dermatosis vulvares.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Coceira na vagina sem corrimento: causas e tratamento
Coceira na vagina sem corrimento: causas e tratamento

Voltar ao topo da página