Partilhar

Espinhas no pênis: causas

Por Leonardo Simon. Atualizado: 12 setembro 2018
Espinhas no pênis: causas

Na maioria dos casos, o aparecimento de espinha no pênis não representa um sintoma grave, é algo bastante comum entre os homens e não é prejudicial. Neste caso, sempre é recomendável estar a parte de qualquer alteração manifestada nos genitais e examinar com cuidado todo tipo de deformação ou crescimento anormal na pele do pênis, também tendo em consideração os sintomas associados a este. Apesar de, muitas vezes corresponderem a causas triviais, as espinhas ou as protuberâncias nos genitais podem indicar o padecimento de algum tipo de doença mais grave em alguns casos, como uma doença sexualmente transmissível. Continue lendo este artigo do ONsalus para descobrir quais são as causas das espinhas no pênis.

Também lhe pode interessar: Coceira no pênis: causas

Bolinhas no pênis por foliculite

Os folículos pilosos estão localizados sob a pele e são os responsáveis pelo nascimento dos pelos e por garantir que eles permanecem saudáveis. Estes folículos estão presentes tanto na pele do escotro quanto na base do pênis e podem ser vistos como pequenos caroços idênticos, de acordo com cada pessoa, podem ser mais ou menos visíveis. Contudo, é importante saber que não se tratam de bolinhas no pênis, mas sim de folículos.

No entanto, o que realmente pode originar o aparecimento de bolinhas vermelhas no pênis, inflamadas e inclusive com pus no seu interior é a doença que causa a inflamação destes folículos pilosos, que é chamada de foliculite. Neste caso, se observará a presença de bolinhas ou pústulas situadas próximos ao folículo piloso afetado e coceira. Na maioria dos casos, a foliculite surge por causas banais, como sua obstrução devido a inadequada depilação íntima ou o roçar de alguma peça de roupa. Contudo, em outros casos pode estar relacionada com infecções bacterianas ou micóticas.

É importante consultar um médico se a erupção cutânea não diminuir sozinha, se a infecção é grave ou se os sintomas se prolongam por mais de três dias para receber o tratamento adequado, pois este pode incluir desde cremes antibióticos até medicamentos antifúngicos e/ou anti-inflamatórios.

Espinhas no pênis: causas - Bolinhas no pênis por foliculite

Espinha no pênis por glândulas de Tyson

As glândulas de Tyson são protuberâncias muito pequenas com uma forma de abóbada que muitos homens têm em seus genitais. Estas bolinhas no pênis costumam ser de cor rosa ou esbranquiçadas e estão localizadas ao redor da cabeça do pênis, formando anéis de uma ou mais fileiras. É importante salientar que não são uma doença, não são contagiosas e que são formações totalmente benignas, pois são apenas uma variante anatômica que alguns homens apresentam em seus genitais.

Apesar de alguns homens que as possuem poderem se sentir incomodados pelo fator estético, ou ainda terem complexos e inseguranças na hora de ter relações sexuais, o fato é que estas saliências não precisam de tratamento e podem ser eliminadas apenas através de uma cirurgia estética, recorrendo a técnicas como o laser de CO2, que é o mais aconselhado pelos especialistas.

Espinhas no pênis: causas - Espinha no pênis por glândulas de Tyson

Bolinhas no pênis por grânulos ou manchas de Fordyce

Assim como as glândulas de Tyson, outras formações benignas que os homens podem apresentar em seus genitais são os chamados grânulos ou manchas de Fordyce. Estes se caracterizam por ser grânulos esbranquiçados, amarelados ou da cor da pele que podem estar presentes tanto no pênis quanto no escroto desde o nascimento e se tornarem mais visíveis a medida que a pessoa vai ficando mais velha, especialmente depois da puberdade.

Os grânulos de Fordyce são pequenas bolinhas que correspondem às glândulas sebáceas que estão localizadas em algum lugar errado, mas ao contrário do que muitas pessoas acreditam, são inofensivas e não representam nenhum tipo de doença, incluindo doenças sexualmente transmissíveis. Podem ser um problema estético para o homem afetado e a única forma possível de torná-las menos visíveis é através de tratamentos com laser ou pequenas intervenções cirúrgicas.

Balanite devido a candidíase

Outra das causas das bolinhas no pênis pode ser a condição da balanite devido a candidíase. A balanite se refere à inflamação da glande mas, quando é causada por candidíase, uma infecção provocada por variedades do fungo Candida albicans, recebe o nome de balanite candidiásica. Quando os homens apresentam essa infecção, podem ser observados sintomas como vermelhidão no prepúcio e o aparecimento de bolinhas brancas no pênis (que também podem ser vermelhas) eem torno deste, além de coceira, sensação de ardência e dores ao ter relações sexuais.

A candidíase é uma doença mais comum entre as mulheres, mas os homens também podem contraí-la após entrar em contato com uma vagina infectada (causa mais comum), por terem um sistema imunológico debilitado, por praticarem uma má higiene na região genital ou por sofrerem de diabetes. Neste caso, é necessário ir ao médico e iniciar um tratamento baseado em medicamentos antifúngicos para acabar com o fungo responsável pela infecção e aliviar os sintomas. Durante o tratamento e até que a candidíase seja curada por completo, é aconselhável não ter relações sexuais, já que assim se corre o risco de passar a doença para outras pessoas e agravar as lesões.

Espinhas no pênis: causas - Balanite devido a candidíase

Espinhas no pênis por DST: verrugas genitais, herpes genital, molusco contagioso

Algumas doenças sexualmente transmissíveis (DST) que podem gerar o aparecimento de bolinhas no pênis e, entre elas, se encontram as seguintes:

Verrugas genitais

Protuberâncias que são causadas pelo vírus do papiloma humano (HPV) que não costumam causar dor e que podem variar de formato de acordo com o paciente. São uma espécie de massas suaves ao toque, da mesma cor que a pele e que podem ser elevadas ou planas, grandes ou pequenas e aparecer de maneira isolada ou em grupo formando uma espécie de cacho. No caso dos homens, costumam se manifestar no pênis, no escroto, em redor do ânus, na virilha ou nas coxas. Esta é uma doença que é contraída sexualmente e, por isso, é conveniente consultar o médico ou um urologista o quanto antes possível para serem feitos os exames apropriados e iniciar o tratamento adequado.

Descubra mais detalhes sobre esta doença consultando o artigo verrugas no pênis: causas e tratamentos.

Herpes genital

É outra doença que pode ser transmitida ao ter relações sexuais com uma pessoa infectada. É causada pelo vírus da herpes simples tipo 1 e tipo 2. Nos homens, provoca o aparecimento de pequenas bolhas cheias de líquido em áreas como o pênis, o escroto, o ânus, os glúteos ou as coxas, além de outros sintomas como mal-estar, febre, dores musculares e inflamação dos gânglios linfáticos da virilha.

A herpes genital é uma doença que não tem cura e para a qual se costumam receitar medicamentos antivirais para aliviar os sintomas e manter a frequência dos surtos controlada.

Molusco contagioso

O molusco contagioso é uma infecção causada por um vírus da família dos Poxvírus que provoca uma espécie de pápulas ou crescimentos similares às glândulas de Tyson que comentamos anteriormente. Este vírus pode se propagar por via sexual e, neste caso, as lesões cutâneas aparecem nos genitais apresentando normalmente uma cor rosada ou similar à da pele e um núcleo central com uma sustância branca e espessa (semelhante ao queijo). No geral, não causa dor nem inflamação ou vermelhidão, mas pode chegar a crescer bastante e derivar em um nódulo cor de carne.

Espinhas no pênis: causas - Espinhas no pênis por DST: verrugas genitais, herpes genital, molusco contagioso

Outras possíveis causas das bolinhas no pênis

Além citadas anteriormente, outras condições podem estar por trás do aparecimento de espinha no pênis:

  • Líquen plano: doença que provoca uma erupção cutânea na pele dos genitais. As bolinhas ou protuberâncias que aparecem costumam ser simétricas, ter bordas finas, estar cobertas por linhas brancas finas, apresentar um aspecto brilhante e serem de cor avermelhada escura ou roxa. Se desconhece qual é a causa exata de tal doença, mas existem fatores como a hepatite C ou a exposição a medicamentos e produtos químicos que aumentam o risco de desenvolvê-la.
  • Psoríase: doença cutânea crônica que nos genitais pode causar o aparecimento de manchas vermelhas, bolinhas e rachaduras na pele do pênis, coceira e problemas para ter boas ereções. É preciso controlar os surtos seguindo as instruções médicas e cuidar da pele dos genitais com os produtos indicados.
  • Câncer de pênis: este é um tipo de câncer muito pouco frequente mas, entre seus sintomas comuns, se destacam o aparecimento de nódulos, erupções avermelhadas, protuberâncias com crostas, áreas inchadas, além de mudanças significativas na cor da pele do pênis e dor na ponta do mesmo.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Espinhas no pênis: causas, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema reprodutor masculino.

Escrever comentário sobre Espinhas no pênis: causas

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Arnaldo Gomes
tenho um caroço na região pubiana, o que pode ser? É espinha mesmo?

Espinhas no pênis: causas
1 de 5
Espinhas no pênis: causas

Voltar ao topo da página