Partilhar

Como tratar feridas no pênis

 
Por Gennesis Gonzalez, Médica Cirurgiã. 24 abril 2019
Como tratar feridas no pênis

As feridas no pênis, seja na glande (cabeça do pênis) ou no prepúcio (camada de pele suave que cobre a glande) podem ser causadas por diferentes causas que você deve conhecer para então poder tratá-las de forma adequada. Estas lesões podem surgir devido a relações sexuais, pelo uso de roupa muito justa, devido a uma má higiene íntima ou inclusive por DST e outras infecções, uma vez que se trata de uma área extremamente sensível e delicada.

Qualquer ferida no pênis deve ser tratada imediatamente para evitar complicações, por isso que é importante ficar atento desde a primeira vez que observarmos algo diferente na região genital e iniciar o tratamento apropriado de acordo com sua causa. Tal tratamento pode incluir o uso de cremes, antibióticos, cicatrizantes e pomada para feridas no pênis. Neste artigo do ONsalus te explicamos em detalhes como tratar feridas no pênis de acordo com a causa que as tenham originado.

Também lhe pode interessar: Ferida no prepúcio: causas e como curar

Feridas no pênis: o que pode ser

É importante conhecer um pouco sobre as possíveis causas que podem provocar feridas tanto na glande quanto no prepúcio e, assim, poder explicar ao médico qual é a situação pela qual estamos passando:

Pele irritada

A glande é uma região do pênis que possui múltiplas terminações nervosas, o que a torna uma região muito mais sensível e, embora tenha uma espessura maior que o resto do pênis, pode ser suscetível a produtos de higiene, como o sabonete, e pode até mesmo ser sensível a determinados tipos de tecidos da roupa. A irritação do prepúcio ou da glande pode provocar:

  1. Descamação.
  2. Fissuras no prepúcio.
  3. Coceira intensa que causa arranhões e possíveis feridas no pênis.
  4. Queimação.

Além disso, a pele também pode ficar irritada devido à fricção de algumas roupas íntimas e pela má higiene nesta área. Isto faz com que o suor e o mau odor aumentem, favorecendo o crescimento de microrganismos na pele da glande e prepúcio.

Relações sexuais

O ato sexual brusco representa uma causa comum do aparecimento de feridas no prepúcio e glande. Isto ocorre devido ao atrito ou fricção excessiva durante as relações sexuais ou masturbação.

DST transmitida por vírus

  • HIV: o Vírus de Imunodeficiência Humana afeta diretamente o sistema imunológico, aumentando a probabilidade de sofrer de doenças de outros tipos que o organismo não pode combater normalmente de forma fácil. É transmitida através das relações sexuais sem proteção. Uma das manifestações sintomáticas desta doença sexualmente transmissível é a presença de feridas no pênis e lesões nos genitais, especialmente, feridas no prepúcio e úlceras na glande. Somente o médico é capaz de determinar a causa. De acordo com os dados fornecidos pela Organização Mundial da Saúde no ano de 2016, ao menos 1 milhão de pessoas faleceram no mundo por causa do HIV[1].
  • Herpes genital: esta é outra infecção sexual causadora de feridas na glande, na verdade, é uma das mais comuns. É transmitida pelo vírus da herpes simples através do contato direto com pessoas que tenham ou apresentem as lesões ativas. Sofrer de herpes genital causa bolhas dolorosas avermelhadas e ardência nesta área. As recaídas da herpes simples genital são geradas entre 30 e 70% dos indivíduos infectados e, geralmente, são menos graves que as infecções primárias de acordo com a Revista Cent Dermatol Pascua[2].
  • HPV: conhecido como vírus do papiloma humano é uma infecção sexualmente transmissível comum através do contato sexual direto com uma pessoa infectada com este vírus. Nos homens é raro ocorrer a manifestação dos sintomas, contudo, existe uma possibilidade mínima de causar as típicas verrugas genitais (verrugas com forma de couve-flor ao redor do pênis).

DST transmitidas por bactérias

  • Sífilis: é uma infecção transmitida através do contato direto durante o sexo vaginal, oral ou anal causada por uma bactéria denominada "Treponema Pallidum". Provoca uma espécie de ferida ou úlcera indolor durante um período de tempo aproximado de 3 semanas depois do contágio.
  • O cancroide: é uma infecção bacteriana transmitida através das relações sexuais provocada por uma bactéria chamada "Haemophilus Ducreyi". A pessoa infectada manifestará os sintomas dentro de 1 a 15 dias. Parece uma espécie de úlcera dolorosa, suave e com bordas bem definidas normalmente no prepúcio, corpo ou cabeça do pênis.
  • O linfogranuloma venéreo: DST bacteriana causada pelas variedades de "Chlamydia Trachomatis". A manifestação dos sintomas surgem a partir de 3 a 12 dias depois do contágio. Provoca uma espécie de ferida ou úlcera indolor nos genitais, ao mesmo tempo inicia o aumento do tamanho dos gânglios linfáticos inguinais.

Fungos na glande

Existe a probabilidade de o homem sofrer de fungos na glande causados pela levedura "Candida Albicans", a qual provoca sintomas incômodos na região genital quando cresce rapidamente como vermelhidão, coceira, bolinhas vermelhas e brancas na glande, fissuras no prepúcio e dor durante as relações sexuais.

Saiba mais sobre esta condição no artigo Fungos na glande peniana: tratamentos e sintomas.

Outras infecções

Da mesma forma, existem outras infecções causadas por vírus, bactérias, parasitas e fungos que podem causar feridas no pênis. Dentro destas condições estão inclusas:

  1. Tinha.
  2. Clamídia.
  3. Salmonelose.
  4. Mycoplasma.
  5. Shigelose.
  6. Giardíase.
  7. Tricomoníase.

Câncer no pênis

É pouco frequente, mas tem uma maior incidência em homens com mais de 60 anos, homens com má higiene na região íntima levando ao acúmulo de esmegma, homens com antecedentes de HPV e homens fumantes. Sofrer de câncer no pênis causa:

  1. Mudanças na textura da pele.
  2. Mudanças na cor da pele.
  3. Aparecimento de feridas no pênis.
  4. Aparecimento de nódulos.
  5. Dificuldade para urinar.
Como tratar feridas no pênis - Feridas no pênis: o que pode ser

Como tratar feridas no pênis por fricção ou irritação

A forma apropriada de curar as feridas no prepúcio ou glande vai depender da causa que o médico diagnosticar depois da avaliação especializada.

Caso a ferida no pênis seja causada por uma irritação da pele, primeiro, é necessário identificar a substância irritante, seja um sabonete, o uso de alguma roupa íntima ou inclusive uma má higiene:

  1. Para tratar feridas no pênis por processos alérgicos, será necessário utilizar antialérgicos em pomadas ou comprimidos para melhorar os sintomas e favorecer o processo de cicatrização.
  2. Evitar o uso da substância irritante favorecerá consideravelmente a cura da ferida no pênis.
  3. Caso de trate de uma ferida causada pelo uso de uma roupa íntima justa, além da cura da ferida, é importante evitar o uso desta roupa íntima e ajustar o tamanho da mesma.
  4. Cumprir hábitos básicos de higiene, sobretudo, nesta área sensível.

Por outro lado, no caso de se tratar de uma ferida resultado das relações sexuais por coçar ou por fricção, ela curará mais facilmente. Se a ferida está sangrando, é importante lavar previamente a região com água fria e sabonete neutro ou, de preferência, um sabonete antibacteriano. Depois disto, recomenda-se secar bem a área com toques suaves através do uso de uma gaze estéril para evitar outras complicações. Se o sangramento não parar, você pode utilizar um pouco de água oxigenada aplicada com uma gaze.

Uma vez realizados os primeiros cuidados em casa, é importante ir ao médico para evitar que a ferida piore. É provável que o médico indique o uso de desinfetantes apropriados para esta região, como por exemplo, o iodo, tendo desta forma uma ferida livre de bactérias e da proliferação de microrganismos que possam chegar a complicar esta lesão.

É importante abster-se de ter relações sexuais enquanto faz o tratamento para curar uma ferida no pênis.

Como tratar feridas no pênis por infecções e DST

Também é essencial saber como tratar feridas no prepúcio ou glande resultado de doenças sexualmente transmissíveis e outras infecções, sem ignorar a avaliação do especialista e sua respectiva prescrição médica terapêutica.

Para tratar as infecções bacterianas, virais, fúngicas ou parasitárias, o médico indicará os medicamentos eficazes para eliminar o agente causador:

  1. Caso se trate de uma infecção bacteriana, provavelmente o médico indicará como medicamento de referência antibióticos como a penicilina.
  2. No caso de se tratar de uma infecção viral, o médico indicará um antiviral como o aciclovir ou vanciclovir. Também é provável que sejam indicados géis anestésicos com lidocaína para diminuir os sintomas incômodos que são gerados após uma ferida no pênis, como a dor e a ardência.
  3. Caso se trate de uma infecção micótica ou por fungos, se utilizará como medicamento um antifúngico.
  4. Da mesma forma, caso se trate de infecções parasitárias, o médico indicará o medicamento apropriado como, por exemplo, metronidazol ou tinidazol para tratar a tricomoníase e, em últimos casos, medicamentos imunossupressores de acordo com a doença a ser tratada.
  5. Por último, caso se trate de uma lesão maligna, o tratamento a ser realizado será determinado pelo oncologista e o urologista, incluindo a cirurgia, quimioterapia e radioterapia dependendo da gravidade da lesão.

É imprescindível saber que nem todas as doenças sexualmente transmissíveis podem ser combatidas ou desaparecem por completo. Em algumas doenças deste tipo, a medicação simplesmente serve para diminuir os sintomas e prevenir o avanço da doença. O que realmente será possível fazer, com o uso do tratamento adequado, é curar as feridas no pênis.

Conselhos para prevenir feridas no pênis

A melhor forma de evitar as feridas na glande e prepúcio é conhecer uma série de medidas e cuidados no dia a dia, como:

  • Ter relações sexuais responsáveis, especialmente, utilizando preservativos.
  • É importante vacinar-se contra o HPV, vacina recomendável a partir dos 26 anos de idade.
  • Ter hábitos de higiene corretos, utilizar sabonetes neutros para a região íntima que não sejam utilizados no resto do corpo.
  • Se você está fazendo um tratamento médico para curar ums ferida no pênis, evite ter relações sexuais.

A melhor recomendação que podemos te dar para curar uma ferida nos genitais é desinfetar a área da lesão e consultar imediatamente o seu médico. O uso de remédios caseiros para ferida no pênis sem a supervisão do especialista pode levar à complicação da lesão devido ao fato de que esta área é muito delicada e sensível, além de ser uma área propícia para o crescimento de microrganismos infecciosos.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como tratar feridas no pênis, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema reprodutor masculino.

Referências
  1. VIH/sida. OMS, 19 de julho de 2018. Disponível em: https://www.who.int/es/news-room/fact-sheets/detail/hiv-aids
  2. Lugo, O., & Cancela, R. (1999). Patología cutánea del pene. Rev Cent Dermatol Pascua, 8, 133-142.

Escrever comentário sobre Como tratar feridas no pênis

O que lhe pareceu o artigo?

Como tratar feridas no pênis
1 de 2
Como tratar feridas no pênis

Voltar ao topo da página