Partilhar

Ferida no prepúcio: causas e como curar

 
Por Leonardo Simon. 8 março 2019
Ferida no prepúcio: causas e como curar

O prepúcio é essa porção de pele que cobre a glande (a cabeça do pênis), que pode ser mais ou menos alongada. É uma parte especial do pênis porque possui dois tipos de “pele” diferentes: a exterior, que é visível e é simplesmente uma prolongação da pele do resto do pênis, e a interior, que não é visível até que seja retraída, e é uma prolongação parcial do tecido que cobre a glande, que é de tipo mucoso. Ambas são extremamente sensíveis (por terem milhões de terminações nervosas) e delicadas, sendo o prepúcio uma parte do pênis muito suscetível a infecções e lesões. Entre estas lesões, encontram-se as chamadas "feridas genitais". Clinicamente, essas feridas são conhecidas como úlceras, uma vez que consistem em lesões ou feridas abertas na pele ou nas mucosas com perda de tecido.

Neste artigo do ONsalus, te explicamos em detalhe tudo sobre a ferida no prepúcio: causas e como curar. Continue lendo!

Também lhe pode interessar: Fissuras no prepúcio: tratamento e causas

Ferida no prepúcio: o que pode ser

São muitas as causas que podem provocar o aparecimento de úlceras no prepúcio. Algumas podem comprometer o prepúcio em conjunto com a glande (provocando a chamada balanopostite) e outras partes do pênis.

Entre as principais causas das feridas no prepúcio, encontramos:

Erosão

É a causa mais simples e também a mais frequente. A erosão é causada por falta de hidratação desta delicada pele, talvez pelo tipo de sabonete que é utilizado durante a limpeza e pelo excesso de "uso".

Quando existe masturbação ou relações sexuais com muita frequência, podem aparecer pequenas feridas no prepúcio que, se não são tratadas corretamente e logo, podem evoluir até formar uma úlcera.

Sífilis

É a causa mais temida e a segunda mais comum. A lesão típica de pele que produz a sífilis se chama “cancro sifilítico” ou “cancroide”. Um cancro é uma ferida com algumas particularidades: bordas grossas e elevadas, às vezes esbranquiçadas, e centro vermelho, úmido, que pode ter ou não secreção e, em alguns casos, apresenta uma cobertura que parece uma nata.

Este é o tipo de lesão que aparece sobre o pênis quando se contrai uma infecção por sífilis, que pode ocorrer no prepúcio. Neste caso, a lesão geralmente envolve o prepúcio e a glande, e ocorre na borda que os une.

Dermatite infecciosa

  • Bacterianas. Da mesma forma que em qualquer outra parte do corpo, o prepúcio também está suscetível às infecções bacterianas (chamadas impetigo). A característica é uma úlcera que exala secreção purulenta, cujas bordas podem ter crostas de cor de mel seco e são dolorosas.
  • Micóticas. A candidíase pode começar nessa borda que une o prepúcio com a glande. Se não for tratada de forma adequada e logo, pode se agravar (embora seja raro) e formar úlceras neste local.

Psoríase

A psoríase é uma doença imunológica que causa ressecamento grave e engrossamento da pele. Contudo, nos genitais, com a umidade característica da região, causa o contrário: maceração, que pode gerar feridas no prepúcio e em outras partes dos genitais.

Infecção por Vírus do Papiloma Humano (HPV)

A infecção genital típica do HPV no genital é a lesão conhecida como condiloma. Um condiloma é uma vegetação que cresce em qualquer parte da pele que tem um pedículo, que pode ser fino ou grosso (o mais comum), com forma de couve-flor.

No entanto, no prepúcio e na borda que une este com a glande pelo seu lado interno podem formar úlceras que são extremamente dolorosas e podem, inclusive, sangrar espontaneamente. Saiba mais sobre o HPV no homem nesse artigo.

Infecção pelo Vírus da Herpes

Dois vírus da herpes produzem infecções na zona genital: o herpes tipo 2 e o herpes zóster. Em ambos os casos, as lesões são muito parecidas: uma lesão que começa como uma vesícula que se enche de líquido claro rodeada por um círculo vermelho. Este líquido vai se tornando opaco até ficar esbranquiçado, a vesícula se rompe e evolui para uma úlcera.

Em úlceras do vírus da herpes, pode haver sangramento nas mesmas e dor durante as relações sexuais.

Dermatite por contato

A sensibilidade da pele do prepúcio ao látex dos preservativos, aos lábios ou à saliva da mulher pode provocar lesões que, se não são tratadas precocemente, evoluem para úlceras, podendo serem infectadas em seguida.

Câncer de pele

O melanoma é um tipo de câncer de pele extremadamente agressivo que também pode aparecer no prepúcio. A lesão típica cresce e se torna uma úlcera sem causar dor.

Ferida no prepúcio: causas e como curar - Ferida no prepúcio: o que pode ser

Diagnóstico da ferida no prepúcio

Em todos os casos de ferida no pênis, o diagnóstico deve ser feito por um médico após um minucioso exame. As lesões de pele têm a particularidade de que são muito parecidas entre si, existindo pequenos elementos que nos permitem diferenciar uma da outra, mas para isso devem ser visualizadas ao vivo.

Em alguns casos, se existe secreção, o médico considerará a necessidade de pegar uma amostra para fazer o cultivo da mesma. Em outros casos onde a diferenciação não é possível, o único elemento diferenciador são os antecedentes indicados pelo homem que apresenta a lesão, é por isso que deve-se fazer um bom questionário ao paciente.

Como curar uma ferida no prepúcio

Vimos que existem diferentes causas que podem gerar feridas genitais. O tratamento das feridas no prepúcio depende, é claro, da causa:

  • No caso da erosão, manter a pele hidratada e o uso de sabonetes não abrasivos será suficiente, além de saber quando dar uma pausa na masturbação e/ou nas relações sexuais.
  • Na sífilis, será necessário tomar adequadamente os antibióticos que o médico indicar.
  • Na dermatite, deverá ser iniciada uma antibioticoterapia ou tratamento com antimicóticos adequados.
  • Nas lesões por psoríase, será complementada com o tratamento geral indicado e a limpeza adequada e manutenção a seco da área até a cura da lesão.
  • Nas infecções por HPV ou Vírus da Herpes, a prevenção é o mais importante. Para isso, já existe a vacina contra o HPV em muitos países, e o uso de preservativos é, geralmente, suficiente. Manter uma única parceira é o melhor tipo de prevenção.
  • A dermatite por contato merecerá a avaliação conjunta de um urologista e dermatologista para a indicação do tratamento apropriado, de acordo com o caso.
  • No caso do melanoma, o tratamento será indicado por um oncologista e pode requerer até mesmo cirurgia.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Ferida no prepúcio: causas e como curar, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema reprodutor masculino.

Bibliografia
  • Peña Romero, A. G., Díaz G, J. M., Domínguez Cherit, J., y Domínguez Soto, L. (2013). Patología dermatológica genital. Dermatología CMQ;11(4):288-300.

Escrever comentário sobre Ferida no prepúcio: causas e como curar

O que lhe pareceu o artigo?

Ferida no prepúcio: causas e como curar
1 de 2
Ferida no prepúcio: causas e como curar

Voltar ao topo da página