Partilhar

Vagina branca, o que pode ser?

 
Por Leonardo Simon. 14 junho 2019
Vagina branca, o que pode ser?

Prestar atenção em qualquer mudança significativa que acontecer na vulva ou vagina é essencial para garantir uma ótima saúde íntima e sexual. Muitas mulheres vão ao ginecologista porque apresentam algum tipo de mudança em sua região íntima, o que naturalmente as deixa preocupadas. Um dos motivos mais frequentes das consultas com o ginecologista é o fato de observar que a vulva apresenta uma cor esbranquiçada, seja por manchas, bolinhas ou por secreções vaginais que têm um tom branco e são mais abundantes. É importante saber que a vulva é composta pela parte externa das genitais femininas, incluindo os lábios maiores e menores, o clitóris e a abertura da vagina. Muitas pessoas acabam confundindo a vulva e a vagina, que é apenas uma parte da vulva (abertura vaginal).

As causas de vulva branca podem ser diversas e, entre elas, encontram-se algumas infecções ou condições que requerem um tratamento médico precoce. Continue lendo este artigo do ONsalus para encontrar a resposta para a questão da vulva ou vagina branca: o que pode ser?

Também lhe pode interessar: Carocinho nos grandes lábios: o que pode ser

Corrimento branco normal: características

O corrimento vaginal é um líquido que protege a vagina de possíveis infecções e costuma apresentar uma cor clara e transparente, que pode se tornar uma cor mais esbranquiçada dependendo do momento ou etapa no qual a mulher se encontra, pois quando, por exemplo, há um aumento da atividade hormonal no corpo feminino, o corrimento pode apresentar leves mudanças na cor, consistência e textura sem que isto signifique que há algum problema de saúde. Vejamos a seguir em quais condições ou circunstâncias um corrimento esbranquiçado pode ser normal e não representa um sinal de alerta:

  • Gravidez: nos primeiros meses de gestação o corrimento pode se tornar mais branco, espesso e abundante devido ao fato de que há um aumento da produção deste líquido para proteger o útero e o feto de possíveis infecções.
  • Relações sexuais: quando uma mulher fica sexualmente excitada ou teve relações sexuais, seu corrimento pode ser um pouco mais abundante, branco e líquido.
  • Ovulação: durante o processo de ovulação, é normal que o corrimento seja mais abundante ou adquira uma cor esbranquiçada e uma consistência mais espessa. Neste caso, o corrimento age como um mecanismo de defesa perante agentes externos nocivos, pois neste momento do mês geram-se mudanças na flora bacteriana da vagina e ela está mais propensa a desenvolver infecções.

No entanto, um corrimento branco normal não deve apresentar mau odor nem vir acompanhado de outros sintomas como coceira, ardência, irritação, dor ao ter relações ou desconforto ao urinar. Nestes casos, é um sinal de que há algum problema na saúde íntima que deve ser atendido por um ginecologista o quanto antes.

Vagina branca, o que pode ser? - Corrimento branco normal: características

Massa branca na vagina: candidíase vaginal

Quando observamos uma espécie de pasta ou massa branca na vagina, é muito provável que este sintoma indique uma candidíase vaginal ou infecção por fungos, por isso que esta pode ser uma das causas que responda à pergunta do "vagina branca, o que pode ser?". A candidíase vaginal é uma infecção causada pelo crescimento excessivo do fungo Candida albicans, o qual ao se proliferar de forma excessiva pode levar aos sintomas que listamos a seguir.

Sintomas da candidíase vaginal

  • Corrimento vaginal branco, espesso com uma aparência semelhante ao requeijão, no qual pode ser visto este tipo de massa branca na vagina e na vulva da qual falamos.
  • Vermelhidão da vulva.
  • Inflamação da vulva.
  • Lábios maiores mais sensíveis.
  • Coceira, ardência e irritação.
  • Desconforto ao urinar.
  • Desconforto ao ter relações sexuais.

Tratamento da candidíase vaginal

Na suspeita de ter a vulva e a vagina branca por uma candidíase, é muito importante ir ao ginecologista para poder curar esta infecção, pois seu tratamento requer a administração de medicamentos antifúngicos, que são os únicos que podem travar o crescimento em excesso do fundo Candida albicans. Estes podem ser usados de forma local através da aplicação de cremes na vagina ou através da inserção de óvulos vaginais. Em outros casos, pode-se receitar um tratamento oral baseado no consumo de cápsulas ou comprimidos.

Corrimento branco com mau cheiro: vaginose bacteriana

Se a vagina branca é provocada por um corrimento branco com mau cheiro e espesso, muito similar ao odor de peixe, é possível que a causa seja a vaginose bacteriana. Esta é uma infecção vaginal comum originada pela proliferação das bactérias presentes na vagina. Tal crescimento bacteriano pode ser motivado pelo fato de ter diversos parceiros sexuais, fazer duchas vaginais, consumir de antibióticos ou usar o DIU, embora em muitos casos a causa exata seja desconhecida.

Sintomas da vaginose bacteriana

Observam-se muitos casos nos quais a mulher que tem esta infecção não apresenta sintomas e a infecção é diagnosticada durante a realização de algum exame ginecológico. Além disso, quando se manifesta, pode causar sintomas como:

  • Corrimento vaginal branco ou cinza com odor de peixe. Este odor tende a ser mais forte depois de ter relações sexuais e nos dias prévios à chegada da menstruação.
  • Coceira vaginal e vulvar.
  • Queimação e ardência durante a micção.

Tratamento da vaginose bacteriana

O tratamento desta infecção se baseia em tomar comprimidos antibióticos ou aplicar cremes antibióticos na vagina para lutar contra o crescimento das bactérias. É muito importante tratar esta condição diante dos primeiros sintomas, já que se não é tratada corretamente aumenta o risco de se contrair uma doença sexualmente transmissível ou HIV.

Mancha branca na vulva: vitiligo

Por outro lado, existem algumas condições da pele que também podem explicar o que pode ser vagina branca (ou vulva, mais propriamente), e uma delas é o vitiligo. Esta é uma doença degenerativa da pele na qual as células que são responsáveis pela pigmentação deixam de produzir melanina, consequentemente a pele perde sua cor natural e aparecem manchas brancas ou claras simétricas e com bordas delimitadas.

Apesar de medicamente a vitiligo não ser nociva, o aparecimento destas manchas brancas pode provocar uma grande angustia emocional na pessoa afetada. Não existe um tratamento que detenha o processo do vitiligo, mas há tratamentos que podem ajudar com que a pele tenha um aspecto mais uniforme, embora as vezes possam ter certos efeitos colaterais. O tratamento pode incluir o uso de corticoides tópicos, terapia com luz ultravioleta ou cirurgia.

Vagina branca, o que pode ser? - Mancha branca na vulva: vitiligo

Vagina branca: o que pode ser além disso

Além das causas mencionadas anteriormente, a vulva ou vagina branca pode ser provocada pelas seguintes condições:

  • Líquen escleroso vulvar: condição pouco frequente e mais comum em mulheres mais velhas. Causa o aparecimento de manchas brancas e lisas que, posteriormente se enrugam, surgem rachaduras e levam ao aparecimento de manchas avermelhadas ou roxas. Esta condição, ao surgir, está relacionada com uma alteração do sistema imunológico, na qual as defesas atacam a pele por engano, e ocorre um desequilíbrio hormonal.
  • Grânulos de Fordyce: são pequenas protuberâncias que aparecem na vulva devido à obstrução das glândulas sebáceas da área. Podem ser brancas ou do mesmo tom da pele e não são uma doença, mas uma condição natural da pele que algumas mulheres possuem. Podem ser um problema estético para algumas mulheres, motivo pelo qual elas costumam buscar algum tipo de tratamento que ajude a eliminá-las.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Vagina branca, o que pode ser?, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema reprodutor feminino.

Escrever comentário sobre Vagina branca, o que pode ser?

O que lhe pareceu o artigo?

Vagina branca, o que pode ser?
1 de 3
Vagina branca, o que pode ser?

Voltar ao topo da página