menu
Partilhar

Erupções cutâneas causadas por ácaros: sintomas e tratamento

 
Por Dra. Ivonne Nieves Blanco, Médica Cirurgiã. 22 novembro 2023
Erupções cutâneas causadas por ácaros: sintomas e tratamento

A integridade da pele pode ser comprometida devido às picadas de percevejos, pulgas e ácaros, desencadeando prurido cutâneo. Os ácaros, seres extremamente pequenos perceptíveis apenas com auxílio de uma lente de aumento, são responsáveis pelo desenvolvimento da sarna.

Indivíduos de diversas faixas etárias e condições socioeconômicas podem apresentar lesões cutâneas resultantes da picada desses insetos. Embora tais lesões não sejam consideradas graves, a identificação do tipo de agente causador muitas vezes representa um desafio.

Para prevenir complicações e iniciar prontamente o tratamento adequado, é aconselhável procurar a orientação de um médico. Após uma avaliação médica, o profissional indicará o tratamento apropriado.

Convidamos você a continuar a leitura deste artigo do ONsalus, no qual serão abordados detalhadamente os sintomas e tratamentos das erupções cutâneas causadas por ácaros.

Também lhe pode interessar: Como curar sarna humana rápido?

Como saber se você tem erupções cutâneas causadas por ácaros

As erupções cutâneas causadas por ácaros são desencadeadas por uma infecção conhecida como sarna, causada pelo ácaro Sarcoptes scabiei, que se instala na camada mais externa da pele de uma pessoa. O ácaro causador da sarna faz uma toca e deposita seus ovos na pele saudável e protegida. A erupção cutânea que ocorre se deve a uma reação alérgica ao inseto. Quando uma pessoa é infectada pela primeira vez, os sintomas geralmente não aparecem até 2 a 6 semanas após a infestação. Se a pessoa já teve sarna antes, os sintomas podem aparecer mais cedo (1 a 4 dias após a exposição).

A sarna é contagiosa e a infecção ocorre rapidamente por meio do contato próximo de pessoa a pessoa. Um indivíduo infectada pode transmitir a sarna, mesmo que não apresente sintomas, até que seja tratada e os ácaros e ovos sejam destruídos.

Sintomas de ácaros na pele

As picadas de ácaros podem causar os seguintes sintomas:

  • Coceira noturna: a coceira é o sintoma mais comum, é tão intensa que pode manter a pessoa afetada acordada à noite.
  • Erupção cutânea: a erupção cutânea aparece com frequência, devido a uma reação alérgica ao ácaro. Isso causa pequenas protuberâncias que formam uma linha de lesões semelhantes à urticária, pois se parecem bolinhas ou espinhas sob a pele. Algumas pessoas têm manchas escamosas que se assemelham muito ao eczema.
  • Feridas: as feridas geralmente aparecem quando se coça a erupção cutânea.
  • Crostas grossas na pele: as crostas aparecem quando um tipo grave de sarna, chamado sarna crostosa, se desenvolve por causa de inúmeros ácaros que se alojam na pele. Isso faz com que a erupção cutânea e a coceira se tornem graves.

Vale a pena mencionar que a coceira pode se tornar mais intensa após um banho quente.

As lesões de pele causadas pela infecção por ácaros podem se desenvolver em qualquer parte do corpo, especialmente nas mãos, braços, nádegas, linha da cintura, pênis e ao redor dos mamilos.

Erupções cutâneas causadas por ácaros: sintomas e tratamento - Sintomas de ácaros na pele

Tratamento de erupções cutâneas causadas por ácaros

O tratamento de erupções cutâneas causadas por ácaros exigirá medicação para eliminar os ácaros que causam a sarna. Para isso, o médico prescreverá cremes ou loções à base de permetrina aplicados em todo o corpo, ou seja, do pescoço para baixo. Eles são deixados por 8 a 14 horas e depois removidos.

Essa loção deve ser aplicada após uma ducha com água morna, podendo ser necessárias várias aplicações.

Há casos em que o médico prescreverá medicação oral para tratar erupções cutâneas causadas por ácaros. Dependendo do tratamento prescrito, pode durar até três dias.

Quando ocorre uma reação alérgica aos ácaros ou o tratamento causa dermatite de contato, a coceira pode continuar por 4 a 6 semanas após o tratamento. Se a coceira não desaparecer, pode ser devido à reinfecção ou ao fato de o tratamento não ter funcionado. Nesse caso, é necessário consultar um médico novamente.

Os anti-histamínicos são indicados para aliviar a coceira, especialmente quando ela ocorre à noite.

Finalmente, para reduzir a coceira e a inflamação, o médico recomendará a aplicação de compressas frias nas áreas onde as lesões estão localizadas.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Erupções cutâneas causadas por ácaros: sintomas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Pele, cabelo e unhas.

Bibliografia
  • De Olavide, J. E. (1874). De la sarna y de su tratamiento. Imp. de R. Labajos.
  • Satorres, A. M., & Segura, F. J. F. (2023). Sarna, diagnóstico, tratamiento y seguimiento. FMC-Formación Médica Continuada en Atención Primaria, 30(4), 161-166.
  • Santos-Juanes, J., Galache, C., Martínez-Cordero, A., Curto, J. C., & Sánchez-del Río, J. (2012). Sarna: revisión de la clínica y nuevos tratamientos. Revista Española de Sanidad Penitenciaria, 3(1).

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
Erupções cutâneas causadas por ácaros: sintomas e tratamento
1 de 2
Erupções cutâneas causadas por ácaros: sintomas e tratamento

Voltar ao topo da página