Partilhar

Pus no umbigo: o que pode ser

Pus no umbigo: o que pode ser

É de conhecimento popular que a presença de pus em qualquer parte do corpo representa uma infecção; contudo, poucas pessoas sabem que o umbigo também pode ser afetado por diversos transtornos e que este poderia expelir um líquido branco, por isso que é muito importante mantê-lo saudável e bem cuidado, bem como o resto do corpo, para que desta forma evitemos diferentes alterações.

Muitas pessoas pensam que somente os bebês podem ser afetados pela presença de pus no umbigo, mas isto não é verdade. Existe mais probabilidade de encontrar pus no umbigo do bebê recém-nascido, mas ele pode surgir em pessoas de qualquer idade, principalmente em adultos mais velhos.

Se você não sabe muito sobre esta condição e se pergunta o que pode ser pus no umbigo, no seguinte artigo do ONsalus te oferecemos todas as informações a respeito do assunto, para que assim você possa sanar esta e outras dúvidas que tiver sobre o tema.

Também lhe pode interessar: Mãos descascando: o que pode ser

Secreção no umbigo: causas em adultos

A presença de pus saindo do umbigo frequentemente está relacionada a um quadro clínico conhecido como onfalite, que é uma inflamação no umbigo com pus e pode ter diversas causas. A presença desta alteração pode estar indicando um problema de saúde subjacente, tal como a presença de uma hérnia umbilical, um cisto epidérmico, endometriose, uma cicatrização não finalizada, entre outros.

Esta infecção no umbigo é localizada, lenta e crônica quando se trata de um paciente adulto e, em alguns casos, ocorre devido a uma falta de higiene na área. Apesar disto, também é possível que seja simplesmente uma irritação causada por botões ou algum tecido especial da roupa e não costuma apresentar grandes complicações; contudo, é indispensável ir consultar um médico quando existirem estes incômodos, por menores que sejam.

Além disso, a onfalite pode vir a se desenvolver em um recém-nascido quando há um grande acúmulo de bactérias da pele ou do ambiente no cordão umbilical, que pode ocorrer quando não há uma boa higienização da área, bem como outros fatores. Esta infecção pode ser um risco para a saúde do recém-nascido, motivo pelo qual se devem evitar situações que aumentem as possibilidades de haver sua presença, como os partos em casa, as infecções do líquido amniótico, as rupturas das membranas, partos prematuros ou poucos cuidados ao manipular o cordão.

Pus no umbigo: o que pode ser - Secreção no umbigo: causas em adultos

Infecção no umbigo: sintomas

É importante não ignorar nenhuma situação anormal no corpo e estar ciente da presença de outros sintomas que poderiam acompanhar a infecção do umbigo. No caso da onfalite, os sintomas mais comuns que os pacientes adultos apresentam são:

  • Umbigo avermelhado.
  • Sensação de calor na área afetada.
  • Inchaço.
  • Secreção de líquido mau cheiroso pelo umbigo.
  • Pus no umbigo.

Umbigo de bebê inflamado: sintomas

Caso a onfalite seja em uma criança, a qual costuma aparecer entre os 5 e 10 dias de vida, os sintomas são muito parecidos aos anteriormente citados. É possível observar vermelhidão na pele ao redor do cordão, também é possível senti-lo diferente ao tocá-lo, isto é, mais quente, mais duro ou mais pegajoso e também pode secretar um líquido amarelado ou pus pelo umbigo. Além disto, os sintomas na criança podem incluir febre, seja baixa ou alta, vômitos, irritabilidade e falta de apetite.

Devido ao fato de que o sistema imunológico de uma criança tão pequena não ser tão forte, é indispensável consultar um especialista com urgência e detalhar todos os sintomas que o bebê estiver apresentando, para que dessa forma o médico possa oferecer o tratamento adequado.

Pus no umbigo: como tratar

Geralmente, quando há a presença de pus no umbigo devido a uma infecção, não é necessário fazer um tratamento tão sério. É possível que seu médico receite alguns antibióticos orais para você durante o tempo que ele achar melhor. Também te recomendará uma boa higiene local, que ele mesmo explicará em detalhes para eliminar mais rapidamente a infecção e os sintomas causados por tal alteração.

Da mesma forma, é possível que o especialista recomende o uso de pomadas farmacêuticas que serão receitadas depois da consulta, contudo, existem certos casos muito extremos nos quais o tratamento exigirá uma drenagem da área, que será realizada através de um procedimento cirúrgico, embora isto geralmente só aconteça em último caso.

No caso dos recém-nascidos, o tratamento dependerá pura e exclusivamente da gravidade do problema. É possível que alguns bebês precisem ser internados em um hospital para que recebam antibióticos via intravenosa durante aproximadamente sete dias. Em muitos casos muito raros, o médico pode recomendar um desbridamento cirúrgico, que se trata da remoção do tecido danificado.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Pus no umbigo: o que pode ser, recomendamos que entre na nossa categoria de Pele, cabelo e unhas.

Escrever comentário sobre Pus no umbigo: o que pode ser

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Auxílio martelo
Interessante e importante portal

Pus no umbigo: o que pode ser
1 de 2
Pus no umbigo: o que pode ser

Voltar ao topo da página