Partilhar

Tosse com catarro verde, o que pode ser?

Tosse com catarro verde, o que pode ser?

O catarro é uma substância espessa e grudenta que as células das mucosas das vias respiratórias geram quando alguma bactéria ataca o organismo e está afetando diretamente o sistema respiratório. Perante a existência de catarro nos pulmões, o corpo ativa a tosse como um mecanismo de defesa para expulsar essa mucosidade, já que a sua acumulação pode agravar qualquer infecção e dificultar a respiração.

Qualquer tosse acompanhada de catarro é um indício de doença respiratória, quer seja bronquite, asma ou um simples resfriado. Existem muitos tipos de catarro: rosado, branco, amarelo e até verde, sendo que a cor do muco é muito importante para determinar a doença que está provocando o desconforto. Nesse artigo do ONsalus, falaremos especificamente da tosse com catarro verde: o que pode ser, quais as suas causas e como tratar o problema.

Também lhe pode interessar: Dor no peito e falta de ar, o que pode ser?

Por que o catarro fica verde?

Como mencionado anteriormente, a cor do catarro pode variar de acordo com a doença que afeta o corpo. O muco ou catarro verde é um sinal importante de infecção respiratória! As bactérias, ao contrário dos vírus, atraem mais glóbulos brancos e estas células contêm a enzima mieloperoxidases (MPO), que é a responsável pela cor esverdeada do muco. Quais são as causas da tosse com catarro verde? Continue lendo para descobrir.

Bronquite, causa de tosse com catarro verde

É a inflamação das principais vias respiratórias que conduzem o ar desde e para os pulmões. Quando estas vias se estreitam, o processo de respiração se torna muito mais difícil. No geral, a bronquite surge depois de uma gripe ou resfriado mal curado. Representa uma infecção das vias respiratórias que começa por afetar o nariz e os os seios paranasais, viajando posteriormente para os pulmões. Quando a pessoa apresenta tosse com catarro por mais de 3 meses, se considera que sofre de bronquite crônica.

Entre os sintomas da bronquite, se destacam a tosse com catarro verde, a dor de peito, fadiga. febre, dificuldade para respirar e chiados em pessoas asmáticas. Depois de curar a bronquite, é normal que a pessoa continue apresentando tosse seca por, no mínimo, um mês. A bronquite é, muitas vezes, confundida com a pneumonia. A chave para distingui-las é que a segunda doença costuma provocar febre muito difícil de tratar, acompanhada de calafrios e debilidade extrema.

Tratamento da bronquite

No geral, a infecção da bronquite costuma se curar sem necessidade de tomar antibióticos, pelo que o tratamento consistem em aliviar o mal estar provocado pela doença. Para tratar a bronquite, se recomenda consumir muitos líquidos para evitar a desidratação corporal, usar analgésicos para acalmar a febre e tomar xarope expectorante para ajudar o corpo a expulsar o catarro dos pulmões.

Quando a bronquite se complica e a infecção se estende a todas as vias respiratórias, o médico receitará um inalador para abrir as vias respiratórias e avaliará se é necessário administrar medicamentos corticoesteroides que ajudam a diminuir a inflamação dos pulmões. Evitar a exposição ao fumo do tabaco e ar condicionado é essencial para uma pessoa com bronquite recuperar.

Tosse com catarro verde, o que pode ser? - Bronquite, causa de tosse com catarro verde

Pneumonia dá tosse?

A pneumonia é a infecção de um ou de ambos os pulmões que pode ser provocada por vários vírus ou bactérias, entre as quais se destaca a bactéria estreptococo do tipo B. Também se pode contrair pneumonia devido a fungos e exposição a químicos. Tratar esta doença é muito importante para evitar complicações respiratórias severas, sobretudo em adultos com mais de 65 anos ou em pessoas com antecedentes de doença respiratória, como a asma.

Sofrer de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), tabagismo, diabetes mellitus, doenças do sistema imunológico e ter sido operado recentemente são fatores que aumentam o risco de sofrer de pneumonia. O sintoma mais característico dessa doença é a tosse com catarro verde, mas também pode provocar musco com sangue, febre muito elevada, calafrios, tremores, dificuldade em respirar, dor de cabeça, sudoração excessiva, fadiga, debilidade extrema e dor torácica ao respirar ou tossir.

Tratamento da pneumonia

Pode ser necessário que uma a pessoa com pneumonia seja hospitalizada para receber tratamento via endovenosa e evitar as complicações da pneumonia. Quando a pneumonia é provocada por uma bactéria, é necessário que a pessoa consuma antibióticos para aliviar os sintomas e curar a doença. Quando a pneumonia é viral, serão receitados os mesmos medicamentos antivirais que são usados para tratar a gripe.

Durante o tratamento dessa doença, é muito importante tratar da tosse com muco verde. Para isso, o especialista médico recomendará inalações de vapor ou ar quente para soltar o muco das paredes pulmonares, fazer exercícios de respiração e tomar xaropes expectorantes para a tosse que permitem descongestionar as vias respiratórias.

Alergia aos ácaros do pó

Em algumas pessoas, a tosse com catarro verde é sintoma de um quadro alérgico, com frequência alergia aos ácaros do pó que podem fazer com que a pessoa reaja com sintomas semelhantes aos de um resfriado comum: espirros, congestão nasal, coceira na garganta e nos ouvidos, inflamação das pálpebras, ardência nos olhos, catarro verde e tosse, chiado ao respirar e dificuldade respiratória.

Para diagnosticar alergia aos ácaros, é importante que a pessoa consulte um alergólogo, médico especializado em alergias que tem a capacidade de fazer uma série de exames na pele que permitem descartar ou comprovar a existência de algum tipo de alergia, desde alimentar a ambiental. No caso das alergias aos ácaros, o diagnóstico é confirmado quando o médico coloca os possíveis alérgenos na pele. Se a pessoa é alérgica, a pele reage com vermelhidão ou com uma pequena protuberância.

Tratamento para a alergia aos ácaros

Quando uma pessoa é diagnosticada com alergia respiratória aos ácaros do pó, deve iniciar um tratamento a base de antialérgicos que, no geral, costuma ser bem longo e consegue que o corpo reaja melhor à presença desses insetos. Não cura completamente a alergia, mas controla-a. É provável que uma pessoa alérgica aos ácaros necessite tomar antialérgicos com frequência ou ser vacinada para evitar os sintomas.

Quando a alergia acaba de ser diagnosticada e o quadro de sintomas é muito marcado, é provável que o especialista receita uma série de analgésicos para acalmar o mal-estar. No entanto, uma vez que se inicia a toma de antialérgicos, os sintomas começam a desaparecer, incluindo a tosse com catarro verde.

Quando se é alérgico aos ácaros, é importante manter a casa sempre pronta para evitar a acumulação desses insetos. Também se recomenda aspirar a casa, trocar os lençóis e a fronha de almofada duas vezes por semana, evitar tapetes e cortinas de tecido, não usar cobertas nem mantas e manter tudo o que pelos ou que armazene pó afastado.

Tosse com catarro verde, o que pode ser? - Alergia aos ácaros do pó

Infecções virais ou resfriado comum

Ao longo de cada ano, e com a mudança das estações, vão surgindo novos vírus que infetam a saúde de um grande número de pessoas. É por isso que há épocas, como o outono e a primavera, em que os vírus são mais abundantes. Qualquer uma dessas condições, incluindo o resfriado comum provocado pelas diferenças de temperatura, podem provocar tosse com catarro verde, já que costumam afetar principalmente as vias respiratórias. Estes canais se enchem de micróbios que ativam a formação de muco e congestionam o nariz, os seios paranasais, a garganta, os brônquios e os pulmões, provocando espirros, mal-estar geral, tosse, mucos e catarro verde ou amarelo.

Tratamento para infecções virais ou resfriado comum

Nenhum tipo de vírus, gripe ou resfriado deve ser tratado com antibióticos, já que estes medicamentos apenas atacam as bactérias. No entanto, o tratamento destes casos é o mesmo que se usa para a gripe: consumir antivirais, manter o corpo hidratado, repousar, usar gostas descongestionantes no nariz, consumir xarope expectorante para expulsar o muco através da tosse e tomar analgésicos para o mal-estar e a febre, se chega a estar presente.

No geral, essas doenças melhoram rapidamente e têm um diagnóstico benigno, não costumando deixar o paciente acamado por mais de 5 dias. É importante repousar por, no mínimo, 3 dias para que o mal-estar e o vírus sejam expulsos do corpo para evitar que um tratamento inadequado deixe que os micróbios progridam e transformem a infecção em bronquite.

Conselhos para eliminar tosse com catarro verde

O tratamento médico é indispensável para tratar a tosse com catarro verde. No entanto, quando o sintoma se torna muito incômodo, algumas alternativas naturais podem ajudar o corpo a soltar o catarro dos pulmões e vias respiratórias para expulsá-lo corretamente através da tosse. Consistem em xaropes, inalações e infusões que podem agir como anti-espasmódicos, expectorantes, antibióticos, calmantes e adstringentes naturais que, além de aliviar os sintomas de mal-estar, permitem uma recuperação rápida.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Tosse com catarro verde, o que pode ser?, recomendamos que entre na nossa categoria de Pulmão e vias respiratórias.

Escrever comentário sobre Tosse com catarro verde, o que pode ser?

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Jose
tosse com catarro verde como tratar

Tosse com catarro verde, o que pode ser?
1 de 3
Tosse com catarro verde, o que pode ser?

Voltar ao topo da página