Partilhar

Úlcera gástrica: Sintomas e tratamento

 
Por Nicolas Garin, Redator ONsalus. Atualizado: 11 outubro 2017
Úlcera gástrica: Sintomas e tratamento

Quando o seu estômago recebe os alimentos que você consome diariamente, se converte em algo parecido com um vulcão, um local em que repousa um liquido que derrete e destrói tudo em que toca. No nosso caso, o equivalente à lava vulcânica, são os ácidos e as enzimas que o seu corpo utiliza para dissolver a comida e convertê-la nos nutrientes que necessita. As paredes do estômago estão revestidas por um muco que a protege desse suco corrosivo mas, por vezes, esse muco pode falhar e nesse caso a parede estomacal sofre uma ferida chamada úlcera. No ONsalus explicamos tudo sobre a úlcera gástrica: sintomas e tratamento.

Úlcera gástrica: Sintomas

Quando os ácidos digestivos abrem um espaço nas paredes do estômago, o primeiro sintoma de úlcera, e talvez o mais óbvio, é a dor que isto produz. No entanto, esta dor pode variar entre pacientes e é comum que seja mais parecida com uma ardência estomacal que ataca a meio da noite e até acordar. Pode desaparecer durante semanas e voltar a surgir depois das refeições, precisamente quando a digestão começa e os ácidos e as enzimas estão mais ativos.

Além da dor, você pode sentir também náuseas, vômitos e fezes com possível presença de sangue. Você pode sentir uma redução de apetite como consequência de uma sensação de satisfação ou pode também ocorrer o contrário, que você tenha fome logo após as refeições. Se a hemorragia produzida pela úlcera é intensa ou se prolonga durante um longo período, é muito provável que você comece a sentir fraqueza e tonturas como consequência da perda de sangue. Em algumas alturas, a úlcera penetra a parede estomacal com força e pode provocar uma perfuração e, nesse caso, a cirurgia é urgente e necessária.

Úlcera gástrica: Sintomas e tratamento - Úlcera gástrica: Sintomas

Tratamentos para úlcera gástrica

A causa mais comum que origina as úlceras gástricas é uma infecção produzida por uma bactéria chamada Helicobacter pylori. O tratamento mais frequente com que se combate as úlceras está associado à interrupção da infecção. A receita do médico incluirá, provavelmente, antibióticos e um inibidor da bomba de prótons, um grupo de medicamentos que trabalham o ácido gástrico como, por exemplo, o conhecido omeprazol.

Uma úlcera hemorrágica pode ser curada com uma endoscopia para localizar e cauterizar, ou seja, fechar a ferida. No caso de não haver uma diminuição do problema por via destes tratamentos, pode ser recomendada uma vagotomia, ou seja, uma cirurgia de vago, o nervo responsável por produzir os ácidos que diluem os alimentos, ou uma gastrectomia parcial, onde se retira uma pequena parte do estômago.

Tanto para tratar a úlcera como para prevenir, o seu aparecimento, o mais recomendável é ter uma dieta equilibrada e saudável. Quando a causa não é a bactéria que mencionamos, podem ser os maus hábitos alimentares, o abuso de bebidas alcoólicas, do café, do chá, do tabaco ou um uso excessivo de medicamentos como as aspirinas, o naproxeno e o ibuprofeno.

Úlcera gástrica: Sintomas e tratamento - Tratamentos para úlcera gástrica

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Úlcera gástrica: Sintomas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema digestivo.

Escrever comentário sobre Úlcera gástrica: Sintomas e tratamento

O que lhe pareceu o artigo?

Úlcera gástrica: Sintomas e tratamento
1 de 3
Úlcera gástrica: Sintomas e tratamento

Voltar ao topo da página