Partilhar

Como tratar fissura anal - soluções eficazes

Como tratar fissura anal - soluções eficazes

Uma fissura anal é uma pequena ferida ou rasgo que se produz no tecido mucoso que cobre a parte inferior do ânus. Embora possa surgir por várias causas, a mais frequente é a constipação ou prisão de ventre, o que provoca danos contínuos na zona devido à impossibilidade de evacuar fezes tão grandes e duras. A dor que as fissuras anais provocam é muito característica e pode ser bastante intensa, pelo que é essencial consultar um médico e iniciar um tratamento adequado para cada caso. Na maioria dos pacientes, os tratamentos conservadores funcionam muito bem mas, se não produzem o efeito desejado e a lesão não desaparece com o passar do tempo, é estritamente necessário recorrer a outras técnicas como a cirurgia. No ONsalus, explicamos tudo o que você deve saber sobre esta doença e indicamos as melhores formas de obter alívio: como tratar fissura anal com soluções eficazes.

Fissura anal: causas

As fissuras anais costumam se localizar na parte posterior do ânus e, apesar de serem mais comuns em bebês, podem surgir em qualquer idade. Entre os fatores mais frequentes que as provocam, encontramos o padecimento de prisão de ventre, que provoca essa pequena greta com a pressão e agressão repetitiva que a mucosa anal sofre durante a evacuação das fezes.

Contudo, a prisão de ventre não é a única condição que pode provocar fissuras anais, sendo que também é possível que surjam como consequência dos seguintes fatores:

  • Diarreia abundante: se é prolongada, pode acabar por provocar uma queimadura química e debilitar a mucosa anal e, produzindo cortes na mesma.
  • Redução do fluxo sanguíneo na zona, algo frequente em pessoas idosas.
  • Hemorroidas ou tensão excessiva nos músculos do esfíncter.
  • Depois do parto, devido ao grande esforço que implica.
  • Podem se fissuras anais secundárias de caráter crônico, provocadas por algum tipo de doença sistêmica como a doença de Crohn, a colite ulcerosa, a tuberculose intestinal, etc.

Fissura anal: sintomas

Os sintomas associados a uma fissura anal podem surgir de repente ou de forma lenta, à medida que o tempo vai passando. No geral, os pacientes que sofrem dessa lesão retal costumam ser acometidos pelos seguintes sintomas:

  • Dor muito intensa e aguda. Costuma se manifestar no início da defecação e está associada à passagem das fezes no canal anal. É descrita como sendo cortante, já que a sensação que os pacientes apresentam é como se uma faca estivesse cortando a zona. É possível que dure apenas alguns minutos ou que, pelo contrário, persista até depois da evacuação durante minutos ou horas.
  • Prurido e coceira no ânus.
  • Presença de sangue nas fezes que pode ser observado ao limpar o ânus depois da evacuação. Costuma surgir em pouca quantidade e tem um tom vermelho claro.
  • Contratura do esfíncter: os pacientes sentem uma espécie de peso ou desconforto na zona retal durante todo o dia.
  • Constipação e prisão de ventre prolongado provocado pela interrupção da defecação para evitar as dores durante a mesma.
Fissura anal: sintomas
Fonte: adam.com

Tratamento médico inicial para fissura anal

É conveniente esclarecer que a maioria das fissuras anais se curam sozinhas e desaparecem de forma espontânea sem seguir um tratamento específico. No entanto, caso você apresente sintomas ou a dor intensa e aguda descrita na secção anterior, é importante obter ajuda médica para descartar a possibilidade de ter sido uma doença grave a provocar a lesão e seguir as indicações do especialista para acelerar a cura.

Em casos em que as fissuras anais não constituem uma complicação e surgem em pacientes saudáveis, é suficiente iniciar um tratamento médico normal para reduzir os sintomas e diminuir a contração do esfíncter. Desse jeito, é possível que o médico recomende os seguintes tratamentos e cuidados:

  • Aplicação de pomadas anestésicas na zona retal, que costumam conter componentes anti-inflamatórios. A pomada para fissura anal diminui o inchaço e alivia a dor. Cremes com nitroglicerina também são eficazes, pois ajudam a relaxar a musculatura esfincteriana e favorecem a cicatrização da ferida.
  • Fazer banhos de assento com água morna para reduzir o desconforto e relaxar o músculo do esfíncter. Pode ser feito 2 ou 3 vezes por dia, cobrindo unicamente o quadril e os glúteos, para notar melhorias.
  • É essencial fazer mudanças no estilo de vida para combater a prisão de ventre, a principal causa de fissuras anais como dito anteriormente. Para isso, recomendamos um aumento do consumo de fibra na dieta, ingestão abundante de água e líquidos saudáveis, fixar um horário para as refeições, não atrasar o momento de evacuar e praticar esportes. Do mesmo jeito, é essencial evitar o consumo de todos os alimentos que podem provocar prisão de ventre e piorar a condição.
  • Além disso, também se podem usar amaciadores de fezes e/ou tomar laxantes suaves prescritos pelo médico. Tudo isto ajuda a fragmentar as fezes, deixando-as mais finas e facilitando a evacuação sem piorar a ferida aberta na parte interna do reto.

Tratamento médico secundário para fissura anal

Em casos específicos em que a fissura anal não é curada com os tratamentos e cuidados iniciais mencionados, é possível que seja necessário recorrer a outras alternativas secundárias:

  • Injecções de toxina botulínica no esfíncter anal para provocar o seu relaxamento e, logo, melhorar a prisão de ventre e todos os sintomas.
  • Cirurgia: normalmente se usa a técnica da esfincterotomia lateral interna, através da qual se procede a cortar o esfíncter anal interno do lado da fissura, de forma parcial ou total. A sua duração não costuma exceder os 45 minutos e o paciente pode ir para casa depois da cirurgia sem problemas.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como tratar fissura anal - soluções eficazes, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema digestivo.

Escrever comentário sobre Como tratar fissura anal - soluções eficazes

O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
A sua avaliação:
Jonas Veríssimo
Busco recomendações de como tratar fissura retal há 4 anos, essas finalmente me ajudaram.
A sua avaliação:
Diogo Roger
É um sofrimento sem igual. Agradeço as dicas!

Como tratar fissura anal - soluções eficazes
Fonte: adam.com
1 de 2
Como tratar fissura anal - soluções eficazes
Voltar ao topo da página