Partilhar

Dor na unha do dedão do pé: o que pode ser

 
Por Leonardo Simon. 12 julho 2019
Dor na unha do dedão do pé: o que pode ser

As unhas são um tecido epidérmico especial que cobre a parte superior dos dedos das mãos e dos pés. A parte dura ou lâmina ungueal é uma pele modificada composta de queratina. Debaixo desta parte dura encontra-se a matriz da unha, responsável pelo crescimento longitudinal e pelo aumento da espessura da mesma.

Esta matriz ungueal tem uma grande capacidade germinativa e, na verdade, as unhas nunca param de crescer durante a vida. Normalmente, a lâmina ungueal é plana com bordas convexas que abraçam a parte carnosa dos dedos, mas quando as unhas crescem de forma anormal podem se encravar e se tornarem um problema.

Se você está com um desconforto ou dor no dedão do pé continue lendo, no ONsalus respondemos a sua pergunta: dor na unha do dedão do pé, o que pode ser?

Também lhe pode interessar: Como tirar mancha preta da unha do pé

Dor na unha do dedão do pé: Onicocriptose

As unhas crescem de forma longitudinal, aproximadamente 2,5 a 3 mm ao mês. Conforme as pessoas vão se tornando mais velhas, este crescimento se torna mais lento. Em simultâneo, a espessura das unhas aumenta com o passar dos anos. As crianças, em geral, têm unhas planas e finas, mas as pessoas mais velhas têm unhas mais grossas e por vezes curvas.

O normal é que as unhas cresçam planas com sua leve curva natural sobre o dedo. Contudo, existem casos onde a unha não cresce normalmente e a borda fica encravada na pele dos dedos. Esta condição é chamada de onicocriptose ou unha encravada. Qualquer um dos dedos pode sofrer esta condição, mas na verdade é muito mais frequente (quase exclusiva) do dedão do pé.

Mais precisamente, a unha ou placa ungueal fica encravada no leito lateral do dedo, de um só lado ou em ambos de uma só vez. Então, a parte mole fica avermelhada, inflama, dói e pode chegar a ficar infectada. A onicocriptose ocorre devido a causas anatômicas ou mecânicas que deformam o crescimento longitudinal das unhas.

Dor na unha do dedão do pé: o que pode ser - Dor na unha do dedão do pé: Onicocriptose

Sintomas de uma unha encravada

Quando se tem uma unha encravada, a primeira coisa que aparece é uma dor leve que é causada porque a unha está comprimindo o tecido mole. Nesse momento, além disso, pode haver um pouco de inflamação e avermelhamento do dedo. Então, em um segundo momento, a unha penetra o tecido mole do leito lateral e a inflamação e a dor aumentam. Em alguns casos este local pode ser infectado e formar um granuloma com supuração fétida.

Se esta condição não é tratada, pode continuar avançando. Neste caso, a unha continua crescendo até dentro do tecido e a dor se torna muito intensa. Há inflamação, odor fétido, vermelhidão e calor na área infectada. Por outro lado, o granuloma fica coberto de tecido epitelial impedindo a supuração. Quando isto ocorre e também a temperatura corporal aumenta, você deve ir urgentemente ao médico.

Causas de unha encravada do dedão do pé

O primeiro sintoma da onicocriptose ou unha encravada é a dor que, como mencionado anteriormente, começa apenas como um pequeno desconforto e pode se transformar até ficar muito intensa. Então, a resposta à pergunta "dor na unha do dedão do pé, o que pode ser?" provavelmente é porque um pedaço da unha está começando a penetrar a parte mole do dedo. Trata-se de uma onicocriptose ou unha encravada.

Diversos fatores podem alterar a estrutura da lâmina ungueal ou unha e causar a onicocriptose ou unha encravada. Entre eles existem condições anatômicas e condições mecânicas, estas últimas relacionais com traumatismos que as unhas podem sofrer:

  • Morfologia da unha: a forma da unha afeta sua direção de crescimento. Uma unha mais curva tem maior probabilidade de ficar encravada. Algumas pessoas têm deformações congênitas que fazem com que as unhas fiquem encravadas, inclusive existe a onicocriptose na infância por este motivo. Em alguns casos, também existem deformações da parte mole que podem ser a causa.
  • Corte inadequado: cortar de forma arredondada ou em excesso as unhas pode fazer com que elas cresçam penetrando o leito ungueal. Cortar ou mexer nos cantos e bordas das unhas também altera suas estruturas.
  • Traumatismos: o uso de calçados inadequados, pressão ou pancada no dedo, fazer atividades que machuquem a unha, bem como algumas atividades esportivas ou artísticas, podem gerar a paroníquia.

Dor na unha do dedão do pé: fungos

A unha do dedão do pé também pode incomodar quando for infectada por algum fungo. Esta condição é chamada de onicomicose e pode afetar qualquer unha tanto das mãos quanto dos pés. Assim como a onicocriptose, é muito comum nas unhas dos pés, pois estas estão mais expostas a condições de umidade e calor que favorecem o aparecimento de fungos.

Quando um fungo infecta o leito da unha ou a pele circundante, ocorre uma série de transformações na unha. Em um primeiro momento, esta muda de cor e se torna amarelada e opaca. Conforme a infecção avança, a unha continua se alterando, tornando-se mais grossa e frágil. Embora inicialmente isto não seja doloroso, conforme a unha é afetada devido ao atrito da mesma com o sapato ou porque esta chega a ficar encravada ou inclusive se desprender por completo, pode surgir dor na unha do dedão do pé. Você pode se informar com mais detalhes no artigo Fungos nas unhas - tratamentos, sintomas e causas.

Por outro lado, existem algumas doenças raras que podem causar dor na unha do dedão do pé. Entre estas encontram-se algumas doenças da pele como a psoríase ou um melanoma ao redor da unha, este último é muito raro. Alguns tumores benignos na superfície da pele ou nos tecidos internos e inclusive transtornos nervosos também poderiam ser a causa da dor na unha do dedão do pé.

Dor na unha do dedão do pé: o que pode ser - Dor na unha do dedão do pé: fungos

Dor na unha do dedão do pé: o que fazer

Sempre é recomendável consultar seu médico de confiança, especialmente quando se apresenta algum desconforto. Ele é a pessoa mais indicada para examinar seu dedo e te indicar o tratamento adequado. Se, além disso, você é diabético, sofre de má circulação nas pernas ou tem algum sintoma de infecção no dedo, vá imediatamente ao médico.

O tratamento das unhas encravadas dependerá do estado em que está o problema. Se está nas primeiras etapas, um dermatologista com certeza poderá fazer um corte adequado e eliminar o pedaço de unha encravada. Caso haja infecção, o médico poderá receitar antibióticos para eliminá-la. Uma segunda sessão com o dermatologista será indispensável para verificar se a unha está crescendo adequadamente dentro de seus limites naturais.

Quando a infecção é muito grave, deve ser tratada com antibióticos. Além disso, costuma-se realizar uma pequena cirurgia com anestesia local para eliminar o granuloma e redefinir o sulco da unha. Com isto busca-se evitar com que a unha volte a encravar. Uma vez cicatrizada a pele do dedo, será necessário monitorar o crescimento da unha até ter certeza de que esta crescerá normalmente sem encravar.

Se o problema da unha encravada não for tratado, pode se tornar tão grave que em alguns casos a infecção chega a afetar o osso. Uma vez curada a unha, será muito importante determinar o porquê ela fica encravada, para assim poder prevenir que se torne uma situação recorrente.

Nos casos de onicomicose, costuma-se tratar a unha com remédios antimicóticos que são aplicados diretamente na unha. O médico poderá receitar antimicóticos orais nos casos em que a infecção estiver muito avançada. Além destes medicamentos, será necessário ter as mesmas recomendações para restaurar a unha em relação aos casos da unha encravada.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Dor na unha do dedão do pé: o que pode ser, recomendamos que entre na nossa categoria de Pele, cabelo e unhas.

Escrever comentário sobre Dor na unha do dedão do pé: o que pode ser

O que lhe pareceu o artigo?

Dor na unha do dedão do pé: o que pode ser
1 de 3
Dor na unha do dedão do pé: o que pode ser

Voltar ao topo da página