Partilhar

É normal sentir dores depois de um aborto?

É normal sentir dores depois de um aborto?

Um aborto ocorre antes das 20 semanas de gestação quando o feto não está suficientemente desenvolvido e pode ser espontâneo ou voluntário. Depois de abortar, muitas mulheres chegam a sentir alguns efeitos colaterais como sangramento vaginal, cansaço, náuseas e dores abdominais. Em alguns casos, este desconforto pode gerar preocupação, sobretudo porque as pessoas consideram esta expulsão do feto como um evento que pode colocar a saúde da mulher em perigo, especialmente se houve intervenção cirúrgica e sem assistência de médicos capacitados.

Se você passou recentemente por uma interrupção da gravidez, é possível que esteja se perguntando: é normal sentir dores depois de um aborto? Para saber a resposta, continue lendo esse artigo do ONsalus, onde lhe oferecemos todas as informações sobre o tema!

Dores depois de um aborto: quando é normal?

Depois do aborto é normal sentir alguns sintomas cuja presença e intensidade dependem, em grande parte, da semana em que foi produzido e se o feto foi abortado de maneira natural ou cirurgicamente. Em um aborto involuntário antes das 12 semanas, por exemplo, a mulher costuma apresentar sintomas muito leves que desaparecem em alguns dias.

Muitas mulheres chegam a sentir dores, cãibras ou cólicas abdominais, sendo um dos principais efeitos físicos depois da interrupção da gravidez. Tais dores podem ser percebidas na mesma intensidade das cólicas menstruais e têm uma duração aproximada de até 2 dias se foi um aborto espontâneo, enquanto que em um aborto voluntário pode provocar dores nas 3 semanas seguintes.

Embora isso possa gerar preocupação, é totalmente normal sentir dores abdominais depois de um aborto, uma vez que isso ocorre pois o útero está voltando à normalidade, se contraindo para seu tamanho normal e expulsando qualquer resto de tecido embrionário ou coágulos de sangue, por isso pode vir acompanhado de sangramento vaginal.

No entanto, se tais dores forem muito fortes, se não diminuírem com o passar dos dias ou aumentarem sua intensidade, deve-se ir imediatamente ao médico, pois se tratam de situações anormais que poderiam estar indicando alguma alteração como restos do tecido embrionário que não foram eliminados ou uma infecção ou lesão nos órgãos durante a cirurgia.

É normal sentir dores depois de um aborto? - Dores depois de um aborto: quando é normal?

Sintomas anormais depois de um aborto

Embora sejam vários os efeitos físicos que uma mulher pode sofrer após uma interrupção da gravidez, é importante saber distinguir quando estes não são normais e são o reflexo de complicações que podem pôr em risco a saúde e inclusive a vida se não forem tratados a tempo. Por isso, você tem que prestar mais atenção e ir imediatamente à um hospital na presença dos seguintes sintomas anormais:

  • Febre alta que pode ser acompanhada ou não por calafrios.
  • Sentir o abdômen inflamado, duro ou tenso.
  • O sangramento vaginal dura mais do que o tempo estimado pelo médico, não diminui, é de cor vermelho vivo ou é surge em quantidades excessivas onde se é necessário utilizar mais de um absorvente por hora dentro de 2 horas contínuas.
  • Secreção de corrimento vaginal com mau cheiro.
  • Desmaios frequentes, prolongados e com confusão ao despertar. Isto pode indicar uma perda excessiva de sangue.
  • Náuseas ou vômitos fortes, constantes ou presentes por mais tempo do que o estimado. Vômitos frequentes podem causar desidratação perigosa se não forem atendidos adequadamente.

Cuidados depois de um aborto

Agora que já sabemos que pode ser normal ter dores depois de um aborto e que devemos estar atentas a qualquer efeito físico que poderia ser anormal, é necessário ter alguns cuidados para garantir uma boa recuperação e evitar possíveis complicações, especialmente nas primeiras semanas, quando o organismo ainda está trabalhando para voltar ao seu estado natural antes da gravidez. Alguns conselhos que podem ajudar as mulheres que tiveram uma interrupção da gravidez recentemente são:

  • Usar compressas quentes ou bolsas térmicas para aliviar as dores abdominais.
  • Fazer uma massagem uterina para diminuir a dor. Para isso, se deve pôr a mão sobre o abdômen e com a superfície da palma pressionar a área entre o umbigo e o osso pubiano fazendo movimentos circulares. Esta massagem pode estimular a contração do útero e melhorar a circulação, por isso é normal que no início se sinta mais as dores e haja liberação de sagramentos.
  • Não se automedicar para aliviar as dores depois do aborto, já que alguns medicamentos poderiam aumentar o sangramento vaginal, como por exemplo, as aspirinas.
  • Evitar submergir-se completamente em piscinas, jacuzzis ou banheiras durante a semana seguinte ao aborto, já que durante este período ficará mais exposta à infecções.
  • Utilizar absorventes caso haja sangramento vaginal, pelo menos durante a primera semana depois de abortar. De preferência não usar tampões até o próximo sangramento menstrual devido aos riscos de infecção.
  • Não ter relações sexuais nem sexo oral pelo menos durante as 2 semanas posteriores à interrupção da gravidez. A ovulação pode ser restaurada em algumas semanas, por isso recomenda-se utilizar métodos anticoncepcionais caso não se deseje uma gravidez.
  • Não praticar exercícios intensos nem levantar coisas muito pesadas para evitar hemorragias.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a É normal sentir dores depois de um aborto?, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema reprodutor feminino.

Bibliografia
  • https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK138188/#ch2.s59

Escrever comentário sobre É normal sentir dores depois de um aborto?

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Fabiane Santos
Muito importante escrever sobre esse tema, afinal, é preciso ter informação.

É normal sentir dores depois de um aborto?
1 de 2
É normal sentir dores depois de um aborto?

Voltar ao topo da página