Partilhar

Falta de ar ao deitar para dormir: causas e soluções

 
Por Dra. Gennesis Gonzalez, Médica Cirurgiã. 10 fevereiro 2020
Falta de ar ao deitar para dormir: causas e soluções

A falta de ar ou sensação de asfixia também é chamada de dispneia e nada mais é que uma experiência subjetiva de difícil definição que chega a provocar desespero, e que muitas pessoas que sofrem de transtornos de pânico e outras doenças associadas tendem a viver, sentindo dificuldade ao respirar. Porém, isto realmente é uma falta de ar ou é somente imaginação?

Em outras palavras, a sensação de falta de ar está entre as mais agoniantes da ansiedade, as pessoas explicam que sentem como se o nariz estivesse obstruído e que o peito não tem capacidade suficiente para se abrir e conter o ar necessário. Isto se transforma em algo assustador e, ao mesmo tempo, gera pânico suficiente para não conseguir dormir ou descansar. Este sintoma não deve ser ignorado porque pode representar um sinal de uma condição médica grave, pânico ou até mesmo estar relacionado a fatores do estilo de vida.

Você deve saber que, quando tratado a tempo, é possível evitar inúmeras complicações graves para a saúde. Por isso, a equipe do ONsalus te recomenda ir a um médico que realizará as perguntas pertinentes, um exame físico para determinar a causa e o tratamento adequado para controlar a sensação falta de ar à noite. A seguir, explicamos as causas e soluções da falta de ar ao deitar para dormir.

Também lhe pode interessar: Falta de ar ao falar: o que pode ser

Falta de ar ao deitar para dormir por ansiedade

Existem diversas causas da sensação de falta de ar envolvendo fatores fisiológicos, psicológicos, sociais e ambientais.

Normalmente, quando respiramos, as células do sangue levam oxigênio e liberam um produto resíduo chamado de dióxido de carbono, que é transportado através do corpo e é eliminado pelos pulmões. Quando há a sensação de sufoco ou falta de ar, evidentemente, o suprimento adequado de oxigênio não está sendo recebido e o dióxido de carbono fica acumulado no corpo.

A causa mais comum é a ansiedade. A pessoa pode relatar estar dormindo e de repente acordar com a sensação de asfixia ou sufoco, isto ocorre devido a um problema de respiração inadequada, que é medicamente chamada de hiperventilação pulmonar excessiva. Esta situação faz com que a pessoa trate desesperadamente de buscar ar mais rápido e profundamente.

A ansiedade constitui um estado emocional do ser humano procedente da interioridade mental da pessoa que percebe a sensação de perigo iminente. Este transtorno está relacionado com o alto nível de estresse durante todo o dia, ao mesmo tempo, pode se manifestar com náuseas, taquicardia, dor abdominal, dor cabeça e cansaço. No seguinte artigo mostramos os melhores truques para curar a ansiedade.

Falta de ar ao deitar para dormir: causas e soluções - Falta de ar ao deitar para dormir por ansiedade

Falta de ar à noite por apneia do sono

Outro motivo importante da falta de ar ao dormir é a apneia do sono, doença angustiante para quem a sofre, passando por centenas de paradas de respiração em um mesma noite, as quais podem passar despercebidas ou não.

Isto é mais frequente se a pessoa é fumante, se tem excesso de peso, se tem amígdalas ou adenoides maiores que o normal, se dorme de barriga para cima ou quando toma certos medicamentos.

Outras causas menos frequentes da falta de ar ao dormir

Existem algumas doenças menos comuns que podem provocar falta de ar ao deitar para dormir:

  • Doença pulmonar obstrutiva crônica (EPOC): doença crônica dos pulmões caracterizada pela obstrução progressiva e irreversível das vias aéreas.
  • Asma: doença inflamatória bronquial desencadeada por diversas causas e fatores desencadeantes.
  • Arritmia cardíaca: transtorno do ritmo e da frequência cardíaca que se manifesta com sensação de afogamento noturno.
  • Angina de peito: dor opressiva na área cardíaca onde há uma diminuição no fornecimento de sangue às células do coração.

O que fazer se sinto falta de ar ao dormir?

Se você sofre de falta de ar ao deitar para dormir, a solução dependerá da causa do problema:

  • A primeira forma possível de melhorar a falta de ar à noite é realizar exercícios ao menos 30 minutos por dia para poder liberar o estresse acumulado, para isso recomendam-se práticas como o ioga.
  • Em segundo lugar, deve-se aprender a controlar a respiração: primeiro, se recomenda realizar uma inspiração curta e lenta de aproximadamente 4 segundos, repeti-la 2 vezes para, finalmente, manter a respiração durante 2 ou 3 segundos. Tudo isto deve ser repetido aproximadamente 4 vezes durante todo o dia, especialmente antes de dormir, a fim de deixar a respiração regular, especialmente para aquelas pessoas que sofrem de pânico. Praticar a respiração abdominal e evitar se estressar melhora os sintomas da falta de ar durante a noite.
  • Manter o corpo o mais saudável possível melhorando a alimentação, evitando açúcares, gorduras saturadas e pão refinado. Recomenda-se adicionar na dieta saladas e sucos naturais.
  • Da mesma forma, recomenda-se, no caso de sofrer de obesidade, melhorar o estilo de vida e emagrecer. Enquanto isso, o ideal seria dormir de lado e não de costas para melhorar os sintomas, diminuindo a pressão que é exercida sobre os pulmões pelo excesso de peso.
  • Por último, as doenças crônicas como a asma e a EPOC têm seu tratamento básico indicado pelo especialista.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Falta de ar ao deitar para dormir: causas e soluções, recomendamos que entre na nossa categoria de Pulmão e vias respiratórias.

Escrever comentário sobre Falta de ar ao deitar para dormir: causas e soluções

O que lhe pareceu o artigo?

Falta de ar ao deitar para dormir: causas e soluções
1 de 2
Falta de ar ao deitar para dormir: causas e soluções

Voltar ao topo da página