Partilhar

Fungos nos testículos: causas e tratamento

Por Martim Pereira, Redator ONsalus. 24 agosto 2018
Fungos nos testículos: causas e tratamento

Muitos homens sofrem de fungos nos testículos, embora, falando apropriadamente, não é bem nos testículos, mas sim na pele que os envolve chamada escroto, e se trata de uma doença que pode ter diferentes causas. Esta alteração é conhecida como candidíase devido ao fato da infecção ser provocada pelo fungo Cândida, contudo, existem outros transtornos similares, como o tinea cruris, também conhecido como eczema escrotal, que da mesma forma produz fungos ou leveduras nesta parte do corpo dos homens. É por isso que é indispensável realizar uma consulta médica perante a presença de qualquer alteração para conseguir um diagnóstico e tratamento adequados para cada pessoa.

Os fungos geralmente aparecem em diversas membranas por mais que o paciente conte com um sistema imunológico em excelente estado. Como existem diversos transtornos, no seguinte artigo do ONsalus lhe oferecemos todas as informações sobre fungos nos testículos: causas e tratamento.

Fungos genitais masculinos: causas

Uma das causas mais comuns dos fungos nos testículos é a candidíase, que tem sua origem em uma infecção causada pelo fungo Candida albicans. Embora várias pessoas considerem que esta é uma doença feminina, isto não é verdade, já que muitos homens podem tê-la, além do fato de que tal fungo é encontrado normalmente no corpo, mas em pequenas quantidades. Esta doença pode ser contraída por transmissão sexual, estando em contato com uma vagina ou ânus infectado pelo fungo Cândida, por um aumento nos níveis de levedura que se encontra no corpo, devido a um excesso de carboidratos e açúcares no organismo ou pela fragilidade do sistema imunológico.

A infecção conhecida como tinea cruris também pode ser uma das causas dos fungos nos testículos, embora o termo profissional utilizado para este transtorno é o de tinea cruris ou micose na virilha. Esta alteração acontece quando um fungo ou levedura se prolifera, principalmente pelo Trichophyton rubrum, e então começa a se disseminar na região da virilha, sendo muito frequente em homens adultos e adolescentes, principalmente se estes sofrem de pé de atleta ou algum outro tipo de tinea, já que estes fungos podem se propagar para outras áreas do corpo desde que sejam úmidas e aquecidas para se reproduzirem. No entanto, também podem ser contaminados pelo contato direto com a pele ou através de uma roupa íntima não lavada de uma pessoa infectada.

Fungos nos testículos: causas e tratamento - Fungos genitais masculinos: causas

Sintomas de fungos genitais masculinos

Se os fungos nos testículos correspondem a uma candidíase masculina, é possível que o paciente sofra de sintomas como:

  • Vermelhidão na região
  • Inchaço
  • Coceira nos testículos
  • Ardência

Em suma, incômodos que são importantes de se eliminar o quanto antes possível. Quando se observam placas brancas, parecidas com as que são apresentadas na candidíase oral, também pode ser frequente sentir coceira no saco escrotal ou ardência depois de ter relações sexuais, o que indica a presença deste fungo nos homens. Da mesma forma, os pacientes podem ter:

  • Feridas
  • Úlceras
  • Bolhas
  • Secreções
  • Descamação da pele afetada

Por outro lado, se a causa dos fungos nas genitais masculinas é causada pela micose na virilha, o homem pode sentir sintomas como coceira no saco escrotal e desconforto na área afetada. Também podem se observar manchas vermelhas que poderiam chegar a gerar bolhas e pus; além disso, a pele pode ficar mais escura ou clara com a possibilidade de que esta mudança de cor seja permanente. Estes sintomas podem se espalhar até à região do ânus, mas não costumam afetar o pênis.

Fungos nos testículos: causas e tratamento - Sintomas de fungos genitais masculinos

Fungos no escroto: tratamento

Para a candidíase genital masculina, se pode optar por diversos tratamentos dependendo de cada pessoa e dos sintomas que o paciente esteja sofrendo. O médico pode optar por receitar:

  • Remédios de administração oral
  • Cremes para aplicar por via tópica
  • Uso de agentes antimicóticos para acalmar a coceira ao mesmo tempo que ajuda a eliminar os fungos da área.

Por outro lado, é preciso que o homem com candidíase higienize bem a área afetada e a mantenha seca, embora em situações graves o profissional provavelmente opte por um tratamento intravenoso.

Para pacientes que têm fungos nos testículos derivados de tinea cruris, o tratamento passa, acima de tudo, pelo cuidado pessoal durante algumas semanas. Ou seja, o homem deve manter a pele que está na região da virilha seca e limpa, não deve usar roupa interior demasiado justa ou que irrite a área infectada e aplicar talcos antimicóticos ou secadores para melhorar os sintomas e acalmar a infecção. No entanto, se os sintomas perdurarem por mais de duas semanas, é possível que o médico recomende a ingestão de medicamentos antimicóticos ou antibióticos para tratar a infecção provocada pelos fungos.

Como prevenir fungos nos testículos

Devido aos sintomas e à sensibilidade dos testículos dada a sua localização, sofrer de uma infecção por fungos em tal área representa uma condição dolorida e inclusive vergonhosa, já que muitos homens não admitem com facilidade que têm problemas nos seus genitais e portanto não costumam consultar um médico. Contudo, evitar ou diminuir a probabilidade de contrair fungos nos testículos é possível seguindo alguns cuidados, entre eles:

  • Manter os testículos limpos e secos, assim como a área da virilha. É importante secar bem a região com uma toalha limpa depois de tomar banho ou caso sejam praticadas atividades na água com frequência.
  • Utilizar roupa adequada, esta não deve ser justa nem de textura áspera, que permita o movimento e que evite a fricção contra a pele. A roupa interior deveser de algodão.
  • Evite permanecer muito tempo com a roupa úmida na área genital masculina, por exemplo, com roupas de banho.
  • Não usar a roupa ou toalha de outras pessoas, especialmente se estas não foram lavadas adequadamente.
  • Controlar a transpiração excessiva, já que oferece as condições adequadas para a reprodução do fungo.
  • Lavar e manter seca toda a roupa e acessórios utilizados em atividades esportivas caso sejam realizadas regularmente como, por exemplo, os protetores genitais.
  • Usar talcos ou outros produtos antimicóticos caso se tenha predisposição a doenças causadas por fungos no corpo.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Fungos nos testículos: causas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Pele, cabelo e unhas.

Escrever comentário sobre Fungos nos testículos: causas e tratamento

O que lhe pareceu o artigo?
4 comentários
A sua avaliação:
João Ferreira
qual a melhor pomada para usar, se eu tenho micose na virilha?
A sua avaliação:
Bruno José
muito útil quero curar esses fungos no saco
A sua avaliação:
davide
coçeira no saco escrotal o que pode ser
A sua avaliação:
Robson
quais os melhores remédios para coceira nos testículos?

Fungos nos testículos: causas e tratamento
1 de 3
Fungos nos testículos: causas e tratamento

Voltar ao topo da página