Partilhar

Gardnerella: tratamento, sintomas e causas

Por Nicolas Garin, Redator ONsalus. 5 janeiro 2018
Gardnerella: tratamento, sintomas e causas

As infecções vaginais são mais comuns do que pensamos e a Gardnerella, ou Gardnerella vaginalis, mais conhecida por vaginose bacteriana, é uma das mais frequentes. Embora a maioria das infecções vaginais possa ser contraída através das relações sexuais, também existe a possibilidade de você se infectar com fungos pelo contato com banheiros públicos. Ao contrário de outras infecções, a Gardnerella é muito difícil de eliminar do organismo já que o bacilo que a provoca geralmente se apega por muito tempo no canal vaginal, pelo que é necessário utilizar um tratamento potente e prolongado para o erradicar eficazmente.

Se você suspeita que tem uma infecção vaginal e não sabe se é Gardnerella, uma forma eficaz para eliminar as dúvidas é detectar a presença característica de um cheiro muito desagradável na zona íntima, muito parecido com o peixe.

Se você acha que pode estar sofrendo de vaginose bacteriana, neste artigo do ONsalus encontrará tudo o que precisa saber sobre a Gardnerella: tratamento, sintomas e causas.

Também lhe pode interessar: Fungos vaginais: causas e tratamento

Gardnerella: sintomas

É fácil reconhecer aGardnerella ou vaginose bacteriana, já que os sintomas desta condição são tão caraterísticos que você vai perceber assim que aparecerem. No entanto, algumas mulheres com esta infecção vaginal não apresentam nenhum tipo de mal-estar, o que faz que apenas se apercebam muito mais tarde, quando a condição já piorou. Os sintomas da Gardnerella são:

  • Corrimento amarelo acinzentado;
  • Odor vaginal forte, semelhante ao peixe;
  • Ardência ao urinar;
  • Coceira dentro e fora da vagina.

Para diagnosticar esta infecção vaginal, é necessário que o ginecologista realize um exame pélvico para identificar a bactéria. Garanta que o diagnóstico é eficaz, evitando o uso de tampões e as relações sexuais 36 horas antes da consulta médica.

Para examinar a pélvis, o médico vai pedir que você se deite na maca com os pés elevados. Posteriormente, ele vai introduzir um espéculo para abrir ligeiramente a vagina e poder examinar o seu interior, retirando assim uma amostra do fluxo com um cotonete. Esta amostra é examinada com um microscópio para procurar sinais de infecção.

A Gardnerella na gravidez deve ser tratada imediatamente, já que a sua proliferação pode originar partos prematuros ou fazer com que o bebê nasça com muito peso. As mulheres grávidas devem consultar o seu médico para que ele indique o tratamento mais adequado para eliminar a infecção vaginal sem provocar dano ao feto.

Gardnerella: tratamento, sintomas e causas - Gardnerella: sintomas

Gardnerella - como se pega?

A Gardnerella, como qualquer infecção vaginal, surge quando existe uma mudança no pH vaginal que elimina as bactérias naturais da vagina, fazendo com que qualquer fungo ou microrganismo se aloje de um jeito muito mais fácil. Algumas das razões pelas quais a flora bacteriana vaginal se pode alterar são as seguintes:

  • Consumo prolongado de antibióticos que tenham eliminado as bactérias saudáveis, permitindo que as bactérias nocivas se proliferem;
  • Duchas vaginais que alteram o pH vaginal e causam irritações;
  • O excesso de umidade na vagina favorece a proliferação de fungos e bactérias da mesma;
  • O uso de tampões pode secar de tal forma a vagina ao ponto de erradicar a sua umidade natural.

Do mesmo modo, a Gardnerella pode ser obtida depois de uma relação sexual com um parceiro contaminado que tenha passado as bactérias para o trato intestinal através dos fluidos corporais.

Gardnerella: tratamento

Felizmente, a vaginose bacteriana pode ser tratada facilmente. A forma mais comum de erradicar esta infecção vaginal do organismo é através da toma de antibióticos e da aplicação de cremes antibióticos dentro do trato vaginal. A parte desagradável do tratamento da Gardnerella é que, tal como mencionamos anteriormente, as bactérias que causam esta infecção se instalam no organismo, sendo difíceis de eliminar, pelo que é provável que o tratamento dure até duas semanas.

É importante fazer a medicação de forma correta, por isso se recomenda não consumir bebidas alcoólicas que podem diminuir o efeito dos antibióticos. Quando o medicamento é esquecido por um dia ou não se seguem as informações indicadas, a infecção pode se tornar mais resistente e ser ainda mais difícil de eliminar. A infecção pode reaparecer mesmo depois ter ter ocorrido uma melhora.

Gardnerella no homem

A vaginose bacteriana não pode ser transmitida a um parceiro masculino. No entanto, se a sua parceira for do sexo feminino, é provável que ela fique infectada e que necessite de fazer um exame e receber tratamento para a Gardnerella. Em todo o caso, se recomenda parar a atividade sexual para permitir que a infecção seja eliminada corretamente.

Gardnerella: tratamento, sintomas e causas - Gardnerella: tratamento

Conselhos para aliviar os sintomas da Gardnerella

  • Lave a vagina com um sabão antibacteriano e sem cheiro;
  • Seque bem a vagina para evitar que fique úmida;
  • Evite o uso de banheiras, piscinas ou hidromassagens;
  • Use pensos ou tampões sem cheiro;
  • Use roupa interior de algodão e larga;
  • Evite o uso de collants;
  • Evite o uso de roupas com tecido sintético ou jeans muito apertados;
  • Os banhos com água morna e camomila podem ajudar a conseguir um alivio da ardência e da coceira vaginal.
Gardnerella: tratamento, sintomas e causas - Conselhos para aliviar os sintomas da Gardnerella

Gardnerella: prevenção

  • Evite as relações sexuais;
  • Utilize o preservativo como método de prevenção de doenças sexualmente transmissíveis;
  • Limite o número de parceiros sexuais;
  • Evite fazer duchas vaginais que alteram o pH da vagina e facilitam a proliferação de bactérias nocivas e a sua permanência;
  • Não use toalhas nem tampões com perfumes;
  • Seque bem a zona íntima para impedir um excesso de umidade que estimule a proliferação de bactérias nocivas.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Gardnerella: tratamento, sintomas e causas, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema reprodutor feminino.

Escrever comentário sobre Gardnerella: tratamento, sintomas e causas

O que lhe pareceu o artigo?
3 comentários
Luciana Pereira Veloso Louzeiro
Não consigo me livrar desa bacteria, qual o melhor medicamento.
A sua avaliação:
Diana Raquel
Adorei!
A sua avaliação:
Ramiro Santos
Muito obrigado pela informação! Genial!

Gardnerella: tratamento, sintomas e causas
1 de 4
Gardnerella: tratamento, sintomas e causas

Voltar ao topo da página