Partilhar

Garganta ressecada: causas e remédios para aliviá-la

 
Por Dr. Francisco Zapata, Médico Puericultor, Pediatra e Redator. 24 abril 2020
Garganta ressecada: causas e remédios para aliviá-la

A garganta seca é uma condição relativamente pouco comum. O que chamamos de garganta, anatomicamente falando, corresponde à orofaringe e continua com a laringofaringe. Por ela, os alimentos que comemos transitam ao esôfago, e o ar que respiramos à tráquea.

A garganta ressecada tem causas muito variadas, como veremos a seguir, mas poucas delas tem relação com alguma doença. Independente da causa e de sua rara apresentação, é uma condição muito incômoda, pois pode causar dor na garganta, tosse e inclusive entorpecer a voz, dificultando assim a fala.

No seguinte artigo do ONsalus, explicaremos em detalhes quais são as causas da garganta ressecada e os melhores remédios para aliviá-la de forma eficaz.

Garganta ressecada, o que pode ser?

Como comentamos anteriormente, as causas da garganta ressecada são muito variadas. Dentre elas, temos:

Falta de ingestão de água

A causa mais trivial e mais fácil de resolver, mas também a que causa até 80% dos casos. A falta de ingestão de água causa não somente a garganta seca, mas também pode causar dores de cabeça, nas articulações e até mau humor. Portanto, a recomendação dos "8 copos de água por dia" novamente se torna válida.

Respirar pela boca

A segunda causa. O nariz cumpre três funções muito importantes: esquenta, umidifica e filtra o ar que respiramos.

Quando abrimos a boca para respirar (consciente ou inconscientemente, acordados ou dormindo), entra ar frio, seco e com muitos elementos que podem nos afetar. Esta é a causa pela qual muitas pessoas se queixam da garganta seca ao dormir.

Ambiente seco

Os ambientes muito secos, com pouca umidade no ar, limitam o trabalho que o nariz faz em relação à umidificação, causando a mesma situação do que quando se respira pela boca.

Alergias

A saliva que produzimos e ingerimos é a encarregada de manter nossa garganta úmida. Muitas alergias causam uma alteração na quantidade de saliva que secretamos, e esta pode gerar a situação da garganta ressecada.

Nota: alguns medicamentos que utilizamos para combater as alergias também podem causar isto.

Tabagismo

Sem sombra de dúvidas, o tabaco é um dos maiores inimigos da nossa saúde, em todos os sentidos.

Um efeito que o tabaco produz é diminuir a produção de saliva e alterar o tecido que recobre a garganta, por isso que a maioria dos fumantes tem uma "rouquidão" permanente, devendo aumentar a ingestão de água.

Infecções virais

As infecções pelo vírus da mononucleose ou os vírus Coxsackie podem causar ressecamento na garganta, entre outras alterações que provocam no corpo. Da mesma forma, podem causar dor de garganta, que pode não estar relacionada com a inflamação da mesma, mas somente com a falta de umidade.

Garganta seca por ansiedade

A ansiedade e a depressão foram identificadas como causadoras de garganta seca. Os hormônios que são produzidos em qualquer uma destas duas condições podem alterar a produção de saliva e também te levar a este estado.

Transtornos imunológicos

A síndrome de Sjrögen (uma rara condição imunológica), o lúpus e a artrite são transtornos imunológicos que podem se apresentar com a garganta seca como sintoma acompanhante.

Deficiências nutricionais

A falta de vitamina B1 (Tiamina) pode se apresentar com garganta ressecada como uma de suas manifestações, assim como a falta de vitamina C.

Garganta ressecada por medicamentos

Os medicamentos que você pode utilizar para controlar sua pressão arterial, a asma e inclusive alguns analgésicos podem ter como efeito colateral a garganta seca, coisa que muitas vezes não associamos com eles.

Garganta ressecada: causas e remédios para aliviá-la - Garganta ressecada, o que pode ser?

Garganta ressecada, o que fazer?

As recomendações médicas mais importantes para acabar com a garganta seca são:

  • Evidentemente, a forma mais fácil, lógica e simples de acabar com a garganta seca é tomar água. Embora pareça óbvio, é necessário salientar isso, pois muitas pessoas (talvez você) têm como mau hábito não tomá-la e outros "esquecem" de fazer isso.
  • Naqueles casos onde a pessoa, dormindo ou acordada, respira pela boca, será necessário descartar alguma alteração na nasofaringe (geralmente, adenoides) e corrigir o problema, com a qual também se resolve a situação da garganta seca.
  • Podemos corrigir o ambiente seco colocando equipamentos umidificadores e, para as alergias ou as infecções virais, o médico deverá indicar um tratamento específico que não gere este efeito colateral.
  • É claro, será necessário parar o vício de fumar (que não é um hábito, e sim um vício) e será necessário buscar ajuda psicológica para lidar tanto com a ansiedade quanto com a depressão, no caso de ter alguma delas.
  • No caso do ressecamento ter sido produzido por algum medicamento, será preciso ajustar a dose ou substitui-lo por outro, que cumpra a mesma função, mas sem o efeito indesejado.

Garganta ressecada: medicamentos

De forma geral, existem comprimidos de distribuição e venda livre em farmácias voltados a aliviar a “dor de garganta”. A maioria deles, simplesmente, cumprem a função que necessitamos: induzem e/ou aumentam a produção de saliva, o que soluciona 80% do problema.

Também é possível encontrar enxaguantes bucais especialmente desenvolvidos para o ressecamento bucal, como os que contêm xilitol que, além de ajudar a prevenir a formação de cáries, também aumenta a produção de saliva.

Remédios para a garganta ressecada

Alguns remédios caseiros, receitas da vovó, são 100% eficazes para ajudar a diminuir os sintomas e aliviar o ressecamento na garganta. Os que podem te oferecer melhores resultados são:

Água morna com sal

Esquente a água, coloque-a em um copo e dilua bem 1 colher de chá de sal. Quando estiver morna, faça gargarejos com este preparo. Você pode repetir este procedimento 3 ou 4 vezes ao dia.

Mel com limão

Dilua 1 ou 2 colheradas de mel em um suco de meio limão e beba este xarope. O mel criará uma camada que umidificará sua garganta, enquanto o limão ajudará a restabelecer a umidade normal da região. Ao mesmo tempo, atuarão como anti-inflamatórios, exercendo também um efeito analgésico e combatendo alguns germes.

Chá de cebola e limão

Ferva 1 cebola cortada em pedaços em 1 litro de água e dissolva um pouco açúcar ou mel para dar sabor, assim como o suco de 1 ou 2 limões. Coe a água e tome-a várias vezes ao dia para aliviar os sintomas.

Leite com mel ou manteiga

Esquente um copo de leite e dissolva nele 1 colherada de mel ou uma colher de chá rasa de manteiga. Este preparo pode ser tomado 1 ou 2 vezes ao dia para aliviar os sintomas e ajudar a aliviar a garganta seca.

Garganta ressecada: causas e remédios para aliviá-la - Remédios para a garganta ressecada

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Garganta ressecada: causas e remédios para aliviá-la, recomendamos que entre na nossa categoria de Ouvido, nariz e garganta.

Escrever comentário sobre Garganta ressecada: causas e remédios para aliviá-la

O que lhe pareceu o artigo?

Garganta ressecada: causas e remédios para aliviá-la
1 de 3
Garganta ressecada: causas e remédios para aliviá-la

Voltar ao topo da página