Partilhar

Olho tremendo: o que pode ser

Por Nídia do Carmo, Editora e redatora ONsalus. 24 julho 2018
Olho tremendo: o que pode ser

É algo comum que já aconteceu com todo o mundo: em um momento da nossa vida, em qualquer situação, sentimos o olho tremendo ou palpitando de repente. Essa sensação pode ser ocasional ou prolongada, variando também de intensidade.

Geralmente, ela acaba por passar e não representa nada de grave ou preocupante, mas é uma situação incômoda que passa despercebida a quem nos rodeia. Sempre pensamos que as outras pessoas notam o que está acontecendo, mas é mesmo algo que quase sempre é imperceptível para os demais. As palpitações oculares podem afetar a pálpebra inferior ou superior e são provocadas por contrações musculares involuntárias, sensação clinicamente conhecida como fasciculações da pálpebra ou espasmos oculares. Existem muitas dúvidas em relação a esse tema, mas no ONsalus queremos esclarecer todas as suas dúvidas. Continue lendo e descubra o que pode ser olho tremendo, além de conferir o que fazer quando o sintoma surge.

Também lhe pode interessar: Olho esquerdo tremendo, o que significa?

Olho tremendo, o que pode ser?

Muitas das causas estão relacionadas com o nosso estilo de vida, algo que se reflete claramente na nossa saúde:

  • A primeira delas é o cansaço provocado pelo excesso de trabalho, sobretudo a exposição excessiva a ecrãs que inclui computadores, tablets e até smartphones que provocam tensão relacionada com a vista.
  • A segunda causa da pálpebra tremendo é a presença de estresse, nervosismo e ansiedade.

Embora essas sejam as duas causas principais, devemos também considerar outras causas que podem influenciar a pálpebra tremendo:

  • Cafeína: o alto consumo de cafeína pode fazer com que o olho sofra palpitações, uma vez que tem efeito estimulante nos músculos e nervos.
  • Fumar: relacionado como fator de estresse corporal.
  • Secura ocular: pode provocar irritação no olho, o que faz o olho tremer ou palpitar.
  • Desequilíbrios nutricionais: falta de ingestão de alguns nutrientes.
  • Reações alérgicas: a agentes externos como o pó ou maquiagem.

Em casos extremamente raros, podem surgir doenças próprias do olho e isso se manifesta com tremores no mesmo:

  • Síndrome de Tourette: que não é mais que um transtorno neurológico relacionado com o estresse e que se manifesta com tiques de repetição.
  • Paralisia facial periférica: tipo de paralisia que afeta o nervo facial. Nessa paralisia, surgem tiques, pálpebra descaída ou secura ocular e, por sua vez, palpitações.
  • Blefarite: inflamação das pálpebras associada frequentemente a uma infecção ocular bacteriana ou sintomas de olho seco.
  • Mioquimia: transtorno que afeta o músculo orbicular do olho, provando contrações visíveis na pálpebra inferior.
Olho tremendo: o que pode ser - Olho tremendo, o que pode ser?

Olho pulando, o que fazer?

Apesar de serem movimentos involuntários, existem várias técnicas para melhorar as palpitações se você se sente incomodado ou se se estão prolongando:

  • Pisque com força: isso hidrata os olhos e alonga os músculos em torno deles.
  • Faça uma massagem ocular: aumenta a circulação, estimula e fortalece os músculos do olho.

O ideal para melhorar as palpitações do olho é apostar no tratamento da causa desencadeante, por isso não deixe de:

  • Evitar o consumo de cafeína ou diminuir a ingestão.
  • Evitar bebidas energizantes.
  • Aumentar as horas de descanso, sendo que o recomendado são pelo menos 8 horas por dia.
  • Caso a causa desencadeante seja a secura ocular, recomendamos que você consulte um especialista que indicará as melhores gotas lubrificantes para o seu caso.
  • Evitar situações que provocam estresse.
  • Fazer descansos periódicos para descansar a vista do uso de computadores, tablets ou smartphones.
  • Praticar esportes ou outras atividades que permitem controlar a ansiedade.
Olho tremendo: o que pode ser - Olho pulando, o que fazer?

Quando ir ao médico por olho tremendo

Esta situação tende a ser alarmante ou preocupante e razão suficiente para consultar um oftalmologista quando surgem as seguintes complicações:

  • Vermelhidão no olho.
  • Palpitações que não melhoram em uma semana.
  • Pálpebras que ficam totalmente cerradas ou com dificuldade para abrir.
  • Palpitações acompanhadas de secreções no olho.
  • Quando, além de palpitações, surge dor de cabeça intensa sem nenhuma outra causa.
  • Dor nos olhos.

São muitas as causas que provocam palpitações nos olhos que podem ir desde coisas simples até algo mais complicado. Se, depois de ler o artigo, você ainda sente preocupação ou alarme pelo tremor no olho e se sente incomodado, visite o seu médico para que ele defina um tratamento eficaz para o seu caso.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Olho tremendo: o que pode ser, recomendamos que entre na nossa categoria de Olhos e visão.

Escrever comentário sobre Olho tremendo: o que pode ser

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Aparecida
Sinto olho tremendo e dor de cabeça

Olho tremendo: o que pode ser
1 de 3
Olho tremendo: o que pode ser

Voltar ao topo da página