menu
Partilhar

Otosclerose: sintomas e tratamento

Por Equipe de redação do ONsalus. 30 dezembro 2023
Otosclerose: sintomas e tratamento

Há vários distúrbios que podem afetar a audição de uma pessoa, incluindo a otosclerose, que, embora não seja tão comum quanto outras condições, é uma condição importante que precisa ser tratada. Essa doença envolve as estruturas da orelha média, principalmente o estribo e a janela oval, em que algumas delas podem apresentar um crescimento anormal ou excessivo, de modo que suas funções de transmissão de sons ficam deficientes.

A otosclerose pode afetar qualquer pessoa, independentemente da idade, mas é mais comum em mulheres e em uma idade entre 15 e 45 anos. É uma doença progressiva que pode afetar apenas um ouvido ou ambos, diminuindo cada vez mais a capacidade de ouvir. Entretanto, há maneiras de tratá-la, especialmente se for tratada a tempo. Por esse motivo, no ONsalus, queremos lhe contar tudo sobre a otosclerose: sintomas e tratamento.

Também lhe pode interessar: Como Saber se Estou Perdendo a Audição

Principais sintomas da otosclerose

Por ser uma doença do ouvido pouco conhecida, é possível acreditar que se trata de outra patologia que o efeito passará com o tempo, porém, nesse caso, isso não acontece, pois se trata de uma doença progressiva. Portanto, é importante observar os sintomas que podem estar indicando otosclerose, destacando:

  • Perda parcial da capacidade auditiva, conhecida como hipoacusia ou surdez. Pode começar em um ouvido e depois afetar o outro, sendo comum a perda gradual, por exemplo, não ouvir quando se fala baixo ou em sussurros, razão pela qual não se costuma dar importância em um primeiro momento.
  • Tinnitus, ou zumbido, é uma condição na qual um som é percebido nos ouvidos ou na cabeça, mas não existe de fato. Isso costuma ser comparado a um zumbido, estalo, ruído ou assobio e muitas vezes está associado à perda auditiva, embora possa ocorrer por si só.
  • Paracusia: ocorre quando há confusão na captação de sons, não sendo possível definir corretamente de onde o som está vindo, o tom ou a intensidade do som.
  • Problemas de equilíbrio, especialmente quando já há danos significativos ao ouvido interno, sendo um sintoma de incidência regular.
  • Tonturas ou vertigens.
  • Dor de ouvido, que nem sempre está presente e pode ser de intensidade variável.
  • Otorreia, ou seja, saída de líquido do ouvido externo. Entretanto, esse sintoma é muito raro.
Otosclerose: sintomas e tratamento - Principais sintomas da otosclerose

Otosclerose: causas

Sabe-se que a otosclerose ocorre devido ao crescimento excessivo de uma parte do osso do ouvido médio, seja o estribo ou a janela oval, afetando o funcionamento de outras estruturas do ouvido ao impedir que o estribo se mova ou vibre para transmitir o som pelo ouvido interno. No entanto, não se sabe por que essa alteração se origina, mas mais de 50% dos casos foram associados à herança genética, ou seja, eles tinham um histórico familiar dessa doença e ela é possivelmente transmitida por meio de genes.

Quanto ao restante dos casos, embora não se saiba ao certo, há uma série de fatores que podem estar relacionados ao desenvolvimento da otosclerose, alguns deles são

  • Infecção viral, principalmente a que causa o sarampo. Embora não se saiba como isso poderia afetar o osso do ouvido interno, traços dos componentes desse vírus foram detectados em vários estudos no osso com crescimento excessivo.
  • Distúrbios hormonais: embora não esteja comprovado, acredita-se que tomar pílulas anticoncepcionais, fazer tratamento hormonal ou sofrer de doenças endócrinas pode aumentar a probabilidade de desenvolver otosclerose. Essa ligação é feita porque vários casos de otosclerose ocorreram durante ou logo após a gravidez, portanto, as alterações hormonais podem estar envolvidas.
  • A fratura do tecido ósseo que envolve o ouvido interno e a subsequente substituição ou cura do dano podem fazer com que o tecido ósseo do ouvido médio cresça mais do que o normal.
  • Distúrbios autoimunes, como a doença autoimune do ouvido interno. O ataque das células de defesa do próprio corpo contra o tecido saudável pode causar inflamação na área e interromper a formação óssea.

Tratamento para combater a otosclerose

Para diagnosticar corretamente a otosclerose, o especialista realiza uma série de testes para descartar outras condições que geralmente se desenvolvem no ouvido interno e podem apresentar sintomatologia semelhante. Esses exames podem incluir a audiometria, que envolve a medição do nível de audição por meio da exposição a vários sons de diferentes frequências, e o teste de impedância, que usa um dispositivo para determinar se o tímpano e outros ossos se movem corretamente quando uma leve mudança na pressão do ar é aplicada ao ouvido. Também é possível usar uma tomografia computadorizada para obter uma imagem precisa da área.

Quanto ao tratamento da otosclerose, não há como combatê-la com medicamentos, portanto, se for um caso leve, o médico pode recomendar o uso de aparelhos auditivos para surdez, mas isso não resolve o problema, a única coisa que faz é amplificar o som externo e deve ser modificado conforme o progresso da doença, pois ela continua avançando.

A melhor maneira de curar a otosclerose é por meio de intervenção cirúrgica, embora isso nem sempre garanta a recuperação total da audição, razão pela qual é necessário esclarecer todas as dúvidas com o especialista e explicar minuciosamente os possíveis riscos, inclusive o de paralisia facial, embora sua incidência seja baixa. Um procedimento chamado estapedotomia pode ser usado, no qual um fragmento do estribo anormalmente aumentado é removido e uma pequena prótese é inserida.

Otosclerose: sintomas e tratamento - Tratamento para combater a otosclerose

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Otosclerose: sintomas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Ouvido, nariz e garganta.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
Otosclerose: sintomas e tratamento
1 de 3
Otosclerose: sintomas e tratamento

Voltar ao topo da página