Partilhar

Para que serve a Loratadina e como tomá-la

 
Por Redação ONSalus. 26 outubro 2020
Para que serve a Loratadina e como tomá-la

A Loratadina é um dos medicamentos mais conhecidos e eficazes para tratar os sintomas da alergia. Contudo, possui outros usos que desconhecemos. Como muitos anti-histamínicos, em muitos casos os tomamos de forma leve ou o nos automedicamos, e isto nunca é bom, mesmo que já tenhamos tomado este medicamento anteriormente e não tenha acontecido nada de errado. Além disso, como todo medicamento tem efeitos colaterais e contraindicações, é importante você saber se sua situação é alguma das que vamos falar. Neste artigo do ONsalus te explicamos para que serve a Loratadina e como tomá-la corretamente.

Também lhe pode interessar: Dicloridrato de Cetirizina: para que serve

Para que serve a Loratadina?

Como dissemos, a Loratadina é um anti-histamínico, um medicamento que combate os sintomas da alergia tais como coceiras, secreção nasal, espirros ou lacrimejamento nos olhos.

É muito comum usar a Loratadina para a alergia conhecida como febre do feno, que é comumente conhecida como alergia ao pólen. Contudo, também trata outro tipos de alergias, como a astenia da primavera, as alergias a insetos, plantas ou qualquer uma que provoque algum dos sintomas anteriormente mencionados.

No entanto, a Loratadina não impede o aparecimento de urticárias e nem pode tratar uma anafilaxia (reação alérgica muito grave), embora possa melhorar seus sintomas e aliviá-los. Contudo, quando a alergia é muito grave costuma-se receitar adrenalina em injeção e, neste caso, nunca deve-se substituí-la pela Loratadina. Tampouco você deve tomar Loratadina se seu médico te recomendou outro anti-histamínico.

Embora seja utilizada para tratar reações alérgicas comuns e aliviar seus sintomas, um uso que poucas pessoas conhecem é que ela também pode aliviar a coceira e inchaço da alergia de mordidas de piolhos e pulgas, embora nestes casos é melhor utilizar outro medicamento mais específico.

Dose recomendada de Loratadina e como tomá-la

A Loratadina pode ser encontrada em pílulas ou xarope e, de acordo com a dose, será recomendada uma ou a outra. Se o formato for em pílulas a dose recomendada é 1 pílula ao dia e você pode tomá-la com ou sem alimentos. No caso do xarope a dose adequada será de 1 colher de sopa ao dia, podendo ser tomada com ou sem outros alimentos.

Não é bom tomar mais Loratadina do que o recomendado, já que pode causar sonolência. Se você está com alguns dos seguintes sintomas é provável que esteja tendo uma anafilaxia e, neste caso, antes de tomar a Loratadina a melhor coisa a se fazer é consultar um médico urgentemente. Estes sintomas são:

  • Dificuldade para falar, respirar ou engolir;
  • Inchaço na boca ou língua;
  • Tonturas.

A Loratadina é um destes medicamentos que costumamos sempre ter em nossa caixa de medicamentos. Por isso, certifique-se que não esteja vencida. Se a tomar por conta própria sempre leia a bula e siga as indicações.

Se tomar muita Loratadina é provável que sinta sonolência severa e é importante ir para um centro médico. Outros sintomas da overdose de Loratadina podem incluir:

  • Aceleração do ritmo cardíaco ou palpitações;
  • Dor de cabeça;
  • Movimentos incomuns do corpo ou espasmos.

Efeitos colaterais da Loratadina

Assim como outros medicamentos, a Loratadina tem efeitos colaterais que é bom conhecer. Os efeitos colaterais são mais perigosos quando se é mais novo, pois são mais graves em crianças. Como já dissemos, não é um medicamento para crianças, contudo, as vezes o pediatra pode recomendá-lo. Se a criança que estiver tomando ter algum dos efeitos que veremos a seguir, vá imediatamente ao médico.

Os efeitos colaterais que a Loratadina pode causar dependendo da idade são:

  • Em crianças de 2 a 5 anos pode aparecer diarreia, faringite, sintomas similares à gripe, infecções no ouvido, erupção cutânea, fadiga e hemorragias nasais.
  • Crianças de 6 a 12 anos podem sofrer fadiga, ruído no peito ao respirar, dor abdominal, nervosismo ou hipercinesia (atividade motora exagerada), conjuntivite e infecções no trato respiratório.
  • Crianças com mais de 12 anos e adultos os efeitos colaterais que podem aparecer são dor de cabeça, sonolência, fadiga e boca seca.

O efeito colateral mais comum da Loratadina é a sonolência, contudo, nem todas as pessoas sentem isso. Os efeitos que mencionamos para crianças de 2 a 12 anos são graves, portanto, se aparecerem você deve consultar um médico urgentemente. No entanto, em adultos os efeitos colaterais são menos graves e mais comuns de aparecer. Mas, diante de qualquer sintoma que dure muito é melhor ir a um médico.

Contraindicações da Loratadina

De acordo com os médicos, você não deve tomar Loratadina se:

  • Tem alergia a algum dos seus componentes;
  • Se já foi viciado em álcool ou drogas. Neste caso, consulte seu médico antes de tomá-la e nunca a tome com álcool;
  • Se você toma outros medicamentos, consulte seu médico;
  • Se está gripado. A Loratadina não irá curar os sintomas da gripe ou do resfriado, é um medicamento para sintomas de alergia;
  • Durante a gravidez e amamentação, já que poderia causar uma reação alérgica no bebê;
  • E, como vimos, não é aconselhável para crianças com menos de 2 anos.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Para que serve a Loratadina e como tomá-la, recomendamos que entre na nossa categoria de Medicação e testes médicos.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Para que serve a Loratadina e como tomá-la
Para que serve a Loratadina e como tomá-la

Voltar ao topo da página