Partilhar

Tontura ao caminhar: causas e tratamento

 
Por Dra. Ivonne Nieves Blanco, Médica Cirurgiã. 8 abril 2020
Tontura ao caminhar: causas e tratamento

Ao redor do mundo, muitas pessoas afirmam sentir tonturas ao caminhar, como se o mundo estivesse em movimento quando dão um passo. Esta perturbação preocupa e afeta a vida diária dos indivíduos que sofrem com ela e é motivo de visitas frequentes aos centros de saúde. Deve ser mencionado que, ocasionalmente, pode ser confundido com outras patologias.

As causas que podem dar lugar ao aparecimento desta sensação vão desde distúrbios de origem metabólica, vestibular ou emocional, como a ansiedade e a depressão. A sensação de tontura pode ser sentida por pessoas de qualquer idade, porém, ocorre com mais frequência em adultos.

Portanto, convidamos você a continuar lendo este artigo do ONsalus, que vai detalhar tudo relacionado à sensação de tontura ao caminhar: causas e tratamento.

Também lhe pode interessar: Tontura ao abaixar a cabeça

Tontura ao caminhar, o que pode ser?

As causas que dão origem à sensação de tontura ao andar são diversas, entre elas podemos citar:

Hipotensão

É a pressão arterial baixa, que pode ser uma das causas da sensação de tontura ao se levantar rapidamente. Pode haver uma sensação de tontura quando o coração não é capaz de bombear sangue suficiente para o cérebro, causando perda de equilíbrio e tonturas.

Infarto do miocárdio

Também conhecido como ataque cardíaco, é causado por um bloqueio das artérias coronárias. Isto resulta em diminuição do fluxo sanguíneo para o coração, diminuindo assim o oxigênio, o que causa a morte das células cardíacas.

Isto desencadeia alguns sintomas como dor no peito, ansiedade, fadiga ou tonturas. Se você precisa de mais informações, veja nosso artigo sobre sintomas de infarto do miocárdio.

Arritmia Cardíaca

É um distúrbio do ritmo cardíaco. Quem apresenta arritmia pode sentir que o coração bate muito rápido. Isto também é conhecido como taquicardia. A condição em questão ocorre quando os impulsos elétricos que geram o batimento cardíaco não funcionam adequadamente, resultando em um batimento cardíaco irregular.

A arritmia cardíaca também pode provocarm além da taquicardia, sintomas como:

  • Bradicardia: batimento cardíaco muito lento.
  • Transpiração.
  • Ansiedade.
  • Tonturas.
  • Fadiga.

Alterações neurológicas

Como o acidente isquêmico transitório, ocorre devido a déficits no fluxo sanguíneo cerebral que causam tonturas, bem como perda de equilíbrio ao ficar em pé ou andar.

Síncope

É a diminuição súbita ou temporária da consciência e do tom postural. Esta condição causa tonturas com perda de equilíbrio.

Neurite Vestibular

É uma lesão do tipo inflamatório do nervo vestibular e pode ser causada por um vírus. Isto causa tonturas, náuseas e até mesmo perda de estabilidade. Leva à queda da pessoa que a sofre.

Labirintite

É um processo infeccioso de origem viral ou bacteriana que invade o labirinto membranoso através da corrente sanguínea, provocando uma infecção aguda acompanhada de tonturas, náuseas e vômitos. Os sintomas dependerão do seu grau.

Vertigem postural paroxística benigna

Este tipo de tontura é muito breve: ocorre com mudanças de postura ao se levantar, virar e até andar. Este tipo de tontura se reverte espontaneamente em um período não superior a 3 meses.

Anemia

É conhecida como uma queda nos níveis normais de hemoglobina, que pode ter diferentes causas, sendo a mais comum a deficiência de ferro. Outros sintomas incluem:

  • Tontura.
  • Fadiga.
  • Fraqueza generalizada.
  • Acentuada palidez da pele.

Para informações mais completas sobre anemia, confira o artigo Anemia: sintomas, tipos e tratamento.

Hipoglicemia

É uma causa frequente de tontura ao caminhar, isto ocorre devido à diminuição dos níveis de açúcar no sangue, muitas vezes em pacientes diabéticos que usam insulina. Nestes pacientes, além da tontura, há ansiedade e sudorese.

Doença de Ménière

Esta doença consiste na acumulação de excesso de líquido no ouvido interno, gerando uma sensação de vertigem que pode durar horas.

Os sintomas desta condição podem incluir:

  • Sensação de uma ouvido bloqueado ou tampado.
  • Zumbido no ouvido.
  • Perda de audição.

Enxaqueca

É um tipo de dor de cabeça que se apresenta como uma dor pulsante em um lado da cabeça. Pode ser acompanhada de tontura, náuseas, vômitos e sensibilidade à luz e ao som.

Medicamentos

A ingestão de certos medicamentos pode gerar como efeitos colaterais como tontura ao caminhar. São eles:

  • Anticonvulsivantes.
  • Antidepressivos.
  • Tranquilizantes.
  • Sedativos.

Alguns dos medicamentos usados para baixar a pressão arterial também podem causar tonturas ao mudar de posição, como ao andar.

Ansiedade, medo e distúrbios de estresse

Eles são capazes de desencadear tontura ao caminhar ou mudar de posição, como resultado de sentir uma ameaça externa. O estresse é um dos principais desencadeadores deste distúrbio.

Tontura ao andar: sintomas associados

As pessoas que sofrem destas tonturas descrevem os sintomas de uma forma muito particular:

  • Relatam que a cabeça vai embora, uma sensação como se estivessem bêbados ou flutuando no ar.
  • Aturdimento.
  • Perda de equilíbrio ao caminhar sobre uma superfície macia, no escuro, seja com os olhos abertos ou fechados.
  • Confusão, em alguns casos, visão embaçada que pode levar a desmaios e quedas.

Estes sintomas variam de pessoa para pessoa, dependendo do que os está causando.

Tratamento de sensação de tontura ao caminhar

O tratamento das tonturas ao caminhar deve ser indicado pelo médico especialista e a terapia a ser indicada dependerá da causa que a gera e dos sintomas que estão presentes.

No início, o procedimento é sintomático. Estes são alguns dos medicamentos para a sensação de tontura:

  • Medicamentos como a meclizina ou lorazepam: para controlar as tonturas.
  • Proclorperazina ou corticosteróide: nos casos em que há náuseas e vômitos. São na forma de comprimidos ou supositórios e devem ser utilizados por um curto período de tempo.
  • Fármacos antivertiginosos: como a biodramina e a metroclopramida, que melhoram as náuseas e vômitos em casos de Neurite Vestibular.
  • Ansiolíticos: como o Diazepam (Valium), conhecido como benzodiazepinas, pode ajudar se usado de forma controlada sob estrita supervisão médica.

Tenha em mente que os medicamentos utilizados na prevenção da enxaqueca evitam o aparecimento de tonturas.

A sensação de tontura ao caminhar pode ser gerada por múltiplas causas, por isso é importante ir ao seu médico de confiança se você for acometido/a por esse sintoma. Ele ou ela fará um diagnóstico preciso e recomendará o tratamento seguir de acordo com os sintomas que você tem.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Tontura ao caminhar: causas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Cérebro e nervos.

Bibliografia
  • Derebery, M. J. (2000). Diagnóstico y tratamiento del vértigo. Revista Cubana de Medicina, 39(4), 238-253.
  • Espinosa-Sanchez, J. M., & Cervera-Paz, F. J. (2003). El paciente con vértigo en urgencias.
  • Yacovino, D. H., & Hain, T. I. M. O. T. H. Y. (2004). Vértigo agudo: diagnóstico y tratamiento. Rev Neurol Arg, 29, 14-23.

Vídeos relacionados com Tontura ao caminhar: causas e tratamento

1 de 3
Vídeos relacionados com Tontura ao caminhar: causas e tratamento

Escrever comentário sobre Tontura ao caminhar: causas e tratamento

O que lhe pareceu o artigo?

Tontura ao caminhar: causas e tratamento
Tontura ao caminhar: causas e tratamento

Voltar ao topo da página