menu
Partilhar

Transpiração noturna sem febre: causas e tratamento

 
Por Dra. Ivonne Nieves Blanco, Médica Cirurgiã. 18 dezembro 2023
Transpiração noturna sem febre: causas e tratamento

Os suores noturnos sem febre podem perturbar o sono e o descanso de uma pessoa e podem ser causados por diferentes condições, como transtornos de ansiedade, apneia do sono, menopausa, diabete, alterações nos nervos do corpo, entre outras.

Quando você tem suores noturnos sem febre, é hora de consultar um médico para descartar qualquer distúrbio que possa estar afetando seriamente seu corpo. Diante dessa situação, você provavelmente já se perguntou o que causa os suores noturnos sem febre e qual tratamento seguir para eliminá-los completamente. Continue lendo para saber todos os detalhes, neste artigo do ONsalus.

Também lhe pode interessar: Sudorese noturna: causas e tratamentos

Transtorno de ansiedade

No caso de um distúrbio de ansiedade ou estresse, as glândulas apócrinas localizadas nas axilas e na virilha começam a produzir suor. Há também um aumento da frequência cardíaca e, da mesma forma, há um aumento do fluxo de adrenalina pelo corpo. Essas duas ações das glândulas écrinas causam mais suor a qualquer hora do dia, mesmo à noite e sem febre.

Tratamento

Esse tipo de sudorese pode acordá-lo quando estiver dormindo e fazer com que se sinta muito desconfortável. Para evitá-lo, você precisará considerar estas recomendações:

  • Mantenha-se calmo o tempo todo, tente relaxar ouvindo música de que gosta, assistindo a um bom filme, lendo um bom livro ou qualquer outra atividade que não lhe cause estresse. Quanto menos ansiedade você tiver, menor será a probabilidade de suar frio durante a noite.
  • Evite alimentos apimentados, cafeína, álcool e nicotina, que aumentam a transpiração do corpo.
  • Troque seu antitranspirante se achar que o que está usando não está funcionando bem. É melhor substituí-lo por um mais forte.
  • Use roupas leves para que sua pele possa respirar.
  • Hidrate-se bem: tente beber um pouco de água antes de ir para a cama. Quando as pessoas não estão hidratadas, ocorre a transpiração para que o corpo possa regular sua temperatura.
Transpiração noturna sem febre: causas e tratamento - Transtorno de ansiedade

Apneia do sono

Alguns distúrbios do sono, como a apneia, podem causar sudorese noturnas sem febre. Quando você tem esse distúrbio, sua respiração para enquanto você dorme e recomeça repetidamente. Além disso, surgem outros sintomas, como ronco alto, respiração ofegante, boca seca, acordar com dor de cabeça, sonolência diurna, irritabilidade, etc.

Tratamento

O tratamento varia de acordo com a gravidade dos sintomas. São necessárias mudanças no estilo de vida, como perda de peso, evitar dormir de barriga para cima, não ingerir bebidas alcoólicas, fazer exercícios, etc.

Em alguns casos, podem ser necessários dispositivos orais para manter as vias aéreas abertas durante o sono.

Somente em casos mais graves a cirurgia pode ser considerada como tratamento.

Diabete

Quando os níveis de açúcar no sangue são elevados mais de uma vez, isso é conhecido como diabete. Ela ocorre quando o pâncreas deixa de produzir insulina ou quando o corpo não responde adequadamente aos seus efeitos, resultando nos seguintes sintomas: aumento da sede, boca seca, fadiga, visão embaçada e até mesmo perda de peso inexplicável. Esses sintomas podem ocorrer a qualquer hora do dia, até mesmo à noite, e, quando ocorrem, o corpo pode reagir com sudorese.

Tratamento

Se você for diabético e tiver transpiração noturna sem febre, a primeira coisa a fazer é verificar os níveis de açúcar no sangue. Se eles estiverem baixos, você deve ingerir alimentos ou bebidas com altas quantidades de açúcar, como biscoitos ou sucos de frutas, para restaurar os níveis de glicose no sangue. Se essa alteração for persistente, a melhor coisa a fazer é consultar um médico imediatamente.

Neuropatia autônoma

Essa condição ocorre quando há danos aos nervos responsáveis pelo controle das funções autonômicas do corpo, incluindo digestão, pressão arterial, funções sexuais e da bexiga. Além disso, essa lesão nervosa também afeta as mensagens que o cérebro envia a outros órgãos, como o coração e as glândulas sudoríparas, dificultando a regulação da temperatura corporal.

É por isso que há pouca ou excessiva transpiração a qualquer hora do dia, mesmo à noite e sem febre.

Tratamento

O tratamento consiste em tratar os sintomas associados à doença. Dependendo do órgão afetado e da situação de cada paciente, o médico pode sugerir:

  • Exercícios físicos.
  • Beber mais líquidos em caso de incontinência urinária.
  • Adotar uma dieta saudável.
  • Tomar medicamentos que aumentem ou diminuam a frequência cardíaca.
  • Cirurgia para cortar ou remover as glândulas sudoríparas.

Pressão arterial baixa

A hipotensão ocorre quando a pressão arterial cai para níveis mais baixos do que o normal, o que pode ser grave porque o cérebro e outros órgãos do corpo recebem menos oxigênio. Os sintomas de hipotensão incluem sudorese, que pode ocorrer à noite e sem febre.

Tratamento

Dependendo do caso, o especialista pode recomendar:

  • Dieta rica em sódio: ele sugerirá o aumento do uso de sal nas refeições. No entanto, isso deve ser feito com moderação, pois o excesso de sódio também pode levar à insuficiência cardíaca.
  • Manter-se hidratado: isso ajudará o corpo a regular a temperatura, portanto, poderá haver menos suor.
  • Uso de medicamentos que aumentam a pressão arterial.
Transpiração noturna sem febre: causas e tratamento - Pressão arterial baixa

Hipertireoidismo

Problemas de tireoide também são uma causa de suores noturnos sem febre. Isso ocorre porque a glândula tireoide produz hormônio tiroxina em excesso, causando um metabolismo acelerado que, além dos suores noturnos sem febre, causa outros sintomas, como ansiedade ou mãos trêmulas.

Tratamento

Após um check-up prévio, o médico especialista recomendará o uso de medicamentos antitireoidianos ou betabloqueadores, para que o corpo produza quantidades menores de hormônio tireoidiano. Ele também pode recomendar terapia com iodo radioativo e cirurgia para remover parte da glândula tireoide.

Menopausa

Após um calorão, as mulheres na menopausa experimentam uma considerável queda de temperatura, o que acaba desencadeando os suores noturnos sem febre.

Tratamento

Para evitar essa alteração mencionada, é necessário seguir estas recomendações:

  • Evitar o consumo de alimentos apimentados, bebidas alcoólicas, cafeína ou tabaco, pois estimulam a produção de suor.
  • Utilizar roupas leves para dormir e manter o quarto fresco.
  • Manter-se bem hidratada.
  • Fazer mudanças no estilo de vida, como controlar o peso, a alimentação, bem como os níveis de ansiedade ou estresse.
Transpiração noturna sem febre: causas e tratamento - Menopausa

Linfoma

Esse tipo de câncer causa transpiração noturnos sem febre como sintoma. Quando se sofre de linfoma de Hodgking, os suores noturnos podem encharcar tanto os seus pijamas quanto os lençóis. Esse sintoma também pode continuar permanecer durante o dia.

Tratamento

O tratamento do linfoma será indicado pelo médico assim que o diagnóstico for feito e dependerá do tipo e do estágio da doença. Os tratamentos incluem

  • Cirurgia
  • Radioterapia.
  • Quimioterapia.
  • Aplicação de anticorpos.
  • Transplante de células-tronco.

Medicamentos e abstinência

O consumo de drogas ou a abstinência delas podem causar sudorese excessiva durante a noite sem febre, devido ao excesso ou à falta dessas substâncias no corpo, após ele se acostumar a recebê-las.

Tratamento

O tratamento dependerá do tipo de droga consumida ou da qual se está em abstinência. Geralmente, para tratar esta última, existem medicamentos como metadona, buprenorfina, lofexidina e naltrexona de liberação prolongada. Qualquer um destes pode ajudar a reduzir esses sintomas.

Além disso, para cessar o consumo de drogas, também podem ser utilizadas terapias comportamentais.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Transpiração noturna sem febre: causas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Bem-estar.

Bibliografia
  • Alpízar Caballero, L. B., & Medina Herrera, E. E. (1998). La fiebre: conceptos básicos. Revista cubana de pediatría, 70(2), 79-83.
  • Callejas, M. A., Grimalt, R., & Cladellas, E. (2010). Actualización en hiperhidrosis. Actas Dermo-Sifiliográficas, 101(2), 110-118.
  • Davis, S. R., Lambrinoudaki, I., Lumsden, M., Mishra, G. D., Pal, L., Rees, M., ... & Fuente, T. S. Menopausia: una puesta al día en profundidad.
  • Ochonisky, S. (2002). Hiperhidrosis. EMC-Tratado de Medicina, 6(3), 1-4.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
Transpiração noturna sem febre: causas e tratamento
1 de 4
Transpiração noturna sem febre: causas e tratamento

Voltar ao topo da página