Partilhar

Trombofob gel: para que serve, usos e contraindicações

 
Por Dra. Gennesis Gonzalez, Médica Cirurgiã. 26 março 2020
Trombofob gel: para que serve, usos e contraindicações

A heparina sódica é um medicamente amplamente conhecido no tratamento preventivo da formação de coágulos sanguíneos, faz parte do grupo de remédios conhecidos como anticoagulantes ou diluentes de sangue. É capaz de diminuir a coagulação sanguínea nos casos em que é necessário.

Hoje em dia, além da forma conhecida de heparina sódica injetável por via intravenosa ou subcutânea profunda, existe uma apresentação em gel ou creme, chamada de Trombofob gel, utilizada especificamente para as condições do sistema venoso mas, neste caso, superficiais, assim como outras condições relacionadas com a coagulação. Neste artigo do ONsalus, te explicamos para que serve o trombofob gel, seus usos e contraindicações.

Também lhe pode interessar: Pérolas de éter: para que servem

Para quê serve o Trombofob gel?

O Trombofob é um medicamento utilizado devido a sua ação anticoagulante e está disponível tanto em solução injetável quanto em gel e pomada para uso tópico. Qualquer um deles deve ser receitado pelo médico e de forma alguma pode ser usado sem prescrição.

Farmacologicamente, o Trombofob gel serve para:

  1. Estimular a hidratação do tecido que está endurecido, relaxando assim as cicatrizes.
  2. Melhorar a circulação sanguínea e o suprimento de todas as substâncias essenciais e necessárias ao agir como vasodilatador.

A utilização do Trombofob gel não gera nenhum tipo de alteração nos parâmetros de coagulação a nível sanguíneo.

Este preparo a base de heparina é indicado para uma série de condições relacionadas com doenças inflamatórias ou traumáticas que requeiram ação anticoagulante, antigranulomatosa, antiedematosa e antiexsudativa.

Usos do trombofob gel

Existem certas condições pelas quais o médico pode indicar o uso de trombofob gel, isto ocorre no caso de:

Síndromes varicosas e complicações

  • Tromboflebite: processo inflamatório no qual a formação de coágulos sanguíneos leva à obstrução de uma ou mais veias nas pernas, geralmente, causada por uma cirurgia, um traumatismo ou ficar muito tempo sem realizar atividades básicas, como caminhar.
  • Flebotrombose: formação de uma trombose ou coágulo como consequência de alterações na constituição sanguínea.
  • Trombose venosa superficial ou periflebite: é definida como a formação de uma trombose sanguínea em alguma das veias da circulação superficial.

Condições do sistema venoso superficial

  1. Telangiectasias vasculares com uma incidência de 50 a 66% da população.
  2. Veias varicosas: com uma incidência de 10 a 30% da população.
  3. Insuficiência venosa crônica: a menos frequente com uma incidência de 0,02 a 1% da população de acordo com MD Anderson Cáncer Center Madrid, Espanha[1].

Flebite causadas por cateter intravenoso

O uso da terapia endovenosa é frequentemente utilizada na hospitalização médica, mas seu uso não está isento de complicações. Este tipo de flebite é uma das mais frequentes, na verdade, representa 15 a 80% e é atribuível à irritação causada pelo tratamento administrado por esta via. Assim descreve o Hospital Clínico da Pontifícia Universidade Católica do Chile em uma pesquisa realizada[2].

Outros usos do trombofob gel

  1. Hematomas pós-traumáticos.
  2. Inchaços.
  3. Edema localizado.
  4. Tratamento de cicatrizes.
  5. Insuficiência venosa crônica.
Trombofob gel: para que serve, usos e contraindicações - Usos do trombofob gel

Trombofob gel: dose

O trombofob tópico vem em uma apresentação de tubo de gel de 30 ou 60 g 1000 UI/grama.

Recomenda-se utilizar de 1 a 3 aplicações ao dia na área afetada, aproximadamente de 3 a 10 cm do gel aplicado com uma massagem suave até que a pele o tenha absorvido. A dose de Trombofob gel será ajustada dependendo da indicação do médico e as características clínicas que o paciente apresentar.

Para armazená-lo de forma ótima, sua temperatura deve permanecer entre 2 a 8°C.

Contraindicações do trombofob gel

  1. A principal contraindicação do uso do medicamento é a hipersensibilidade conhecida ao medicamento.
  2. Não se deve aplicar diretamente sobre feridas abertas ou sangrando, assim como também é contraindicado aplicar diretamente sobre mucosas e áreas infectadas supurativas.
  3. Hemorragias.
  4. Diversas formas de púrpura trombocitopênica: este é um transtorno que se caracteriza por causar excesso de hematomas e sangramento.
  5. Hemofilia: doença hereditária na qual há um defeito na coagulação sanguínea pela ausência de um dos fatores que intervém neste processo e se manifesta com hemorragias persistentes.
Trombofob gel: para que serve, usos e contraindicações - Contraindicações do trombofob gel

Efeitos colaterais do Trombofob gel

Apesar de serem mínimas as chances de apresentar reações adversas pelo uso deste medicamento, podem existir alguns efeitos colaterais como:

  1. Coceira local.
  2. Eritema.
  3. Alergia no local da aplicação.
  4. Ressecamento cutâneo.
  5. Sensação de frio.
  6. Dor leve.
  7. Ulceração.
  8. Urticária.
  9. Raras vezes foi descrito a possibilidade de necrose cutânea. Caso seja utilizado por muito tempo, não se descarta a possibilidade de surgirem fenômenos de sensibilização.

Precauções no uso do trombofob gel

  • É importante esclarecer que o trombofob gel não atravessa a barreira placentária nem destrói o leite materno, contudo, caso seja necessário utilizar este medicamento durante a gravidez ou durante a lactância, somente deve ser utilizado sob indicação médica e em casos estritamente necessários.
  • Até a data de publicação deste artigo não foram descritas interações medicamentosas para o trombofob gel. Contudo, deve haver precaução ao utilizar medicamentos como anti-inflamatórios não esteroides (AINES) que afetam a função das plaquetas, já que estes podem aumentar o risco de hemorragias.
  • Somente deve ser utilizado de forma tópica, este medicamento contém álcool cetílico e estearílico que podem causar dermatite de contato.
  • O trombofob gel contém propilenoglicol, que pode causar irritação na pele.

Este medicamento só deve ser utilizado se o médico especialista assim o indicar, embora os efeitos colaterais sejam mínimos, existe uma série de advertências e precauções para serem levadas em consideração antes de começar a usá-lo.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Trombofob gel: para que serve, usos e contraindicações, recomendamos que entre na nossa categoria de Medicação e testes médicos.

Referências
  1. MD Anderson Cancer Center Madrid. Enfermedad Venosa de los miembros inferiores. Disponible en: https://www.mdanderson.es/sobre-nosotros/departamentos/cirugia-cardiovascular/enfermedad-venosa-de-los-miembros-inferiores
  2. Pérez Melgarejo, E. (2011). Flebitis postinfunsión en catéteres venosos periféricos: una actualización del arte= Post infusion phlebitis in peripheral venous catheters: an actualization of the art.

Escrever comentário sobre Trombofob gel: para que serve, usos e contraindicações

O que lhe pareceu o artigo?

Trombofob gel: para que serve, usos e contraindicações
1 de 3
Trombofob gel: para que serve, usos e contraindicações

Voltar ao topo da página