Partilhar

Verruga filiforme: causas e tratamento

Por Dr. Francisco Zapata, Médico Puericultor, Pediatra e Redator. Atualizado: 26 março 2019
Verruga filiforme: causas e tratamento

As verrugas filiformes (também chamadas de papilomas digitiformes) são uma variante especial das verrugas vulgares. Têm a característica de aparecer no rosto, particularmente na borda das pálpebras, lábios, queixo e pescoço. São formadas por protuberâncias longas e finas da pele em forma de dedos, que lhes dão uma aparência diferente. São inofensivas e costumam desaparecer sem tratamento. No entanto, muitas pessoas preferem eliminá-las devido ao aspecto estético.

Neste artigo do ONsalus explicamos as causas das verrugas filiformes, seu tratamento (médico e com remédios caseiros) e como prevenir seu aparecimento.

Também lhe pode interessar: Verrugas no ânus: causas e tratamento

Características das verrugas filiformes

As verrugas filiformes apresentam as seguintes características:

  • São compostas por finas protuberâncias da pele que podem ter 1 a 2 milímetros de comprimento.
  • Geralmente estão localizadas ao redor dos olhos e lábios ou queixo.
  • São de cor marrom, rosada, amarelada ou cor de carne.
  • Surgem normalmente isoladas, não em grupos.

Causas de verruga filiforme

Estas verrugas, assim como outras, são causadas em sua maioria pelo vírus do papiloma humano (HPV), especificamente algumas variedades do mesmo. No entanto, pessoas expostas a estas mesmas variedades não necessariamente desenvolvem as verrugas. É por isso que a presença do HPV como causa para o surgimento de uma verruga filiforme não pode ser conclusiva.

Este vírus pode se propagar através do contato pele com pele e o risco de infecção é maior caso rompa-se a pele da pessoa infectada e haja contato após.

Verruga filiforme: causas e tratamento - Causas de verruga filiforme

Tratamento de verruga filiforme

Abordaremos aqui tanto o tratamento médico das verrugas filiformes (farmacológico e dermatológico) quanto o tratamento caseiro, que tem sido relatado como útil.

As verrugas filiformes podem desaparecer por conta própria com o tempo. Tendem a ser mais difíceis de tratar em relação às que se encontram em outros lugares do corpo, por isso que não podemos aplicar qualquer produto abrasivo no rosto.

Tratamento médico

  • Cremes tópicos: aqueles que contêm 5-fluorouracil (apenas combinado com o ácido retinoico), imiquimode ou peróxido de benzoíla facilitam a eliminação das verrugas da pele.
  • Excisão: consiste em cortar as verrugas com um bisturi retirando também uma pequena porção de pele saudável.
  • Queimá-la: com um laser ou eletro-bisturi, queima-se a verruga e removem-se os restos de pele.
  • Crioterapia: consiste em aplicar nitrogênio líquido na verruga, com o mesmo efeito anterior. Pode ser dolorosa.
  • Cantaridina: esta substância química faz com que se forme uma bolha abaixo da verruga, destruindo-a.

Se a verruga não responder aos tratamentos anteriores, pode ser necessário:

  • Tratamentos com laser.
  • Peelings químicos.
  • Imunoterapia.

Remédios caseiros

Não existem pequisas suficientes sobre os remédios caseiros para demonstrar quais realmente funcionam. As verrugas filiformes aparecem em áreas sensíveis e tentar eliminá-las por conta própria pode causar cicatrizes. No entanto, algumas pessoas afirmam que conseguiram bons resultados usando os seguintes remédios caseiros para verruga filiforme:

  • Ácido salicílico. Com um cotonete, aplique um produto que contenha esta substância química na verruga. Para aumentar a eficácia, suavize a verruga encharcando a área com água morna antes de cada aplicação. Demora várias semanas.
  • Vinagre de maçã. Contém ácido acético, que pode reduzir e eventualmente eliminá-la. Mergulhe um cotonete em vinagre de maçã e coloque-o sobre a verruga. Cuide da pele saudável ao redor, pois também pode queimá-la.

Se a verruga também apresentar coceira, sangramento e/ou irritação, consulte um médico.

Como prevenir verrugas filiformes

Desde o surgimento da vacina contra o HPV, a maioria das condições causadas por este vírus podem ser evitadas. A indicação é vacinar qualquer pessoa que não tenha sido vacinada e tenha mais de 14 anos, diminuindo a faixa de idade se existir risco de infecção. Contudo, em pessoas que já a contraíram, não há sentido em fazer a vacinação.

Além disso, o uso de preservativo na hora de ter relações sexuais aumenta a prevenção, embora seja evidente que a segurança será máxima se você tiver apenas uma parceira sexual.

Até o momento, o HPV não tem um tratamento definitivo conhecido, por isso que a orientação é voltada basicamente à prevenção e minimização de suas manifestações.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Verruga filiforme: causas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Pele, cabelo e unhas.

Bibliografia
  • Cadman, B., & Cobb, C. (28 de março de 2018). What to know about filiform warts.
  • Ocampo, C. (1988). Verrugas virales diseminadas: estudio inmunológico. Dermatol. rev. mex, 32(2), 44-5.
  • Tarango-Martínez, V. M., Vargas, C. V., & Sánchez, C. R. (2008). Tratamiento tópico de verrugas filiformes múltiples en cara con 5-fluorouracilo más ácido retinoico. Comunicación de un caso. Medicina Cutánea Ibero-Latino-Americana, 36(3), 137-141.

Escrever comentário sobre Verruga filiforme: causas e tratamento

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Daniela
como tirar verruga filiforme

Verruga filiforme: causas e tratamento
1 de 2
Verruga filiforme: causas e tratamento

Voltar ao topo da página