Partilhar

A fluoxetina engorda?

 
Por Dra. Ivonne Nieves Blanco, Médica Cirurgiã. 11 setembro 2019
A fluoxetina engorda?

A fluoxetina é um medicamento utilizado para tratar a depressão, um transtorno mental relacionado com a afetividade (na psicologia, conjunto de fenômenos psíquicos que são experimentados e vivenciados na forma de emoções e de sentimentos). Atualmente, os casos desta doença têm aumentado, sendo que ela pode causar graves consequências para quem a sofre.

Um dos nomes mais conhecidos deste medicamento é Prozac, mas existe seu formato genérico com vários nomes e marcas diferentes. A prescrição deste medicamento é de vital importância nos casos de pacientes depressivos, os quais em muitos casos devem consumi-lo por longos períodos de tempo e têm curiosidade de saber se, entre os efeitos colaterais que este medicamento pode ter, existe o risco de engordar. Neste artigo do ONsalus você conhecerá a resposta à pergunta sobre se a fluoxetina engorda ou emagrece e muito mais sobre este medicamento.

Fluoxetina: para que serve

A fluoxetina é um medicamento antidepressivo, age como um inibidor seletivo da recaptação de serotonina. Sua função é potencializar o efeito da serotonina, que é um neurotransmissor através do qual os neurônios se comunicam. Ao aumentar sua quantidade, o equilíbrio mental é mantido. Devido ao tipo de medicamento, deve ser indicado por um médico especialista no assunto.

A fluoxetina serve para tratar diversas doenças e condições. Especificamente, este antidepressivo é utilizado no tratamento de doenças como:

  • Depressão: é utilizada em quadros depressivos persistentes que interferem na atividade diária de quem a sofre. Aprenda mais sobre este tema neste outro artigo do ONsalus, no qual explica-se tudo sobre a Depressão: tipos, causas, sintomas e tratamento.
  • Transtorno obsessivo compulsivo: é caracterizado pela presença de um quadro ansioso no qual existem pensamentos recorrentes persistentes que podem causar medo, preocupação e condutas repetitivas.
  • Transtornos alimentares: conhecidos como bulimia nervosa, a fluoxetina é prescrita como um complemento farmacológico, associado com à psicoterapia, nos casos de alimentação excessiva e quando ocorrem vômitos frequentes.
  • Ataques de pânico: estes surgem de forma repentina e inesperada, sentindo medo extremo e preocupação devido ao aparecimento destes ataques.
  • Transtorno disfórico pré-menstrual: é utilizado para aliviar os sintomas desta alteração, a qual caracteriza-se pela presença de sintomas como mudanças no estado de ânimo, irritabilidade, distensão abdominal, sensibilidade nos seios.
  • Transtorno bipolar: este medicamento também é utilizado para tratar o transtorno bipolar que vem acompanhado por um quadro depressivo.

A fluoxetina tem sido eficaz como tratamento de apoio a outras alterações como:

  • Obesidade.
  • Alcoolismo.
  • Cefaleias crônicas.
  • Transtornos por estresse pós-traumático.
  • Disfunções sexuais.
A fluoxetina engorda? - Fluoxetina: para que serve

A fluoxetina engorda?

A fluoxetina NÃO engorda, uma vez que com a administração de este tipo de antidepressivos se aumenta a quantidade de serotonina no sistema nervoso, que gera felicidade e bem-estar na pessoa que está fazendo o tratamento. Ao se sentir desta forma, dificilmente buscará comer em excesso, pois o que provoca esse comportamento é a depressão e a tristeza, não causando assim aumento de peso.

Quando as pessoas estão com quadros depressivos elas buscam na comida uma forma de satisfazer a sensação de vazio que sentem por dentro. A comida causa a liberação da serotonina em pequenas quantidades. A fluoxetina causa perda de peso sempre e quando for prescrita de forma correta por um médico especialista que tenha conhecimento sobre o tema.

Fluoxetina: como tomar

A dosahem diária de fluoxetina varia de acordo com a idade do paciente, dos sintomas que apresenta e da doença que será tratada. A apresentação que pode ser obtida no mercado é a de via oral de 20 mg. A dose a ser usada varia de 20 a 60 mg ao dia.

O médico indicará sua ingestão em doses pequenas uma vez ao dia, a qual irá aumentando progressivamente se o paciente precisar, até chegar a tomá-la 2 vezes ao dia. Deve-se evitar sua ingestão durante a noite, já que pode alterar o sono.

As formas de apresentação da fluoxetina são de pílulas ou comprimidos, cápsulas e líquido, e devem ser ingeridas conforme o médico indicar.

A fluoxetina engorda? - Fluoxetina: como tomar

Fluoxetina: efeitos colaterais

Os efeitos colaterais da fluoxetina que podem se manifestar logo após sua ingestão são:

  • Nervosismo.
  • Dor de cabeça.
  • Dificuldade para se concentrar.
  • Perda de memória.
  • Ansiedade.
  • Incapacidade de conciliar o sono e mantê-lo.
  • Boca seca.
  • Perda de apetite e de peso.
  • Acidez.
  • Bocejos.
  • Fraqueza.
  • Tremor incontrolável em partes do corpo.
  • Mudanças na libido.
  • Aumento do suor.

Outros efeitos colaterais que podem surgir, embora pouco frequentes, e que requerem ajuda médica imediata são:

  • Lesões no pé tipo brotoeja, urticária, acompanhada de coceira.
  • Febre.
  • Dor articular.
  • Presença de inflamação no rosto, garganta, língua, lábios, olhos, tornozelos, pés, parte inferior das pernas.
  • Dificuldade para respirar e engolir.
  • Problemas gastrointestinais como tonturas, náuseas, vômito, diarreia.
  • Espasmos musculares ou rigidez intensa.
  • Transpiração excessiva.
  • Agitação.
  • Estado de confusão que pode vir a causar alucinações.
  • Perda da coordenação.
  • Desmaios.
  • Convulsões.
  • Sangramento ou presença de hematomas.

Como parar de tomar fluoxetina: recomendações

É importante que você saiba que, ao fazer um tratamento com fluoxetina, tanto no começo do tratamento quanto ao terminar o mesmo, este deve estar sendo recomendado pelo seu médico, o qual suspenderá o tratamento caso seja necessário. Ao fim do tratamento você deve parar de tomar fluoxetina de forma lenta e progressiva, pois esta é a única forma de evitar o aparecimento do efeito rebote. Se o efeito rebote acontecer com você, este será notado com o aparecimento de sintomas iguais aos que ocorrem nas primeiras vezes que toma o medicamento, contudo os sintomas serão mais fortes.

A fluoxetina é um medicamento eficaz nas doenças anteriormente mencionadas, sempre e quando for indicado e controlado por um médico especialista, que avaliará o tempo de duração do tratamento dependendo da doença a ser tratada.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a A fluoxetina engorda?, recomendamos que entre na nossa categoria de Medicação e testes médicos.

Escrever comentário sobre A fluoxetina engorda?

O que lhe pareceu o artigo?

A fluoxetina engorda?
1 de 3
A fluoxetina engorda?

Voltar ao topo da página