menu
Partilhar

Como tomar diclofenaco

 
Por Dra. Gennesis Gonzalez, Médica Cirurgiã. 23 setembro 2020
Como tomar diclofenaco

Artrite reumatoide, dismenorreia, gota, cálculos renais, inflamações na boca, enxaquecas, tendinite, lombalgia, dores articulares e dor pós-cirúrgica são algumas das condições mais frequentes pelas quais seu médico pode te indicar o diclofenaco.

Este medicamento faz parte da família dos conhecidos AINES ou anti-inflamatórios não esteroides, que conta com propriedades anti-inflamatórias e analgésicas. Com certeza você já ouviu que existem 2 tipos de diclofenaco: o de sódio e o de potássio, sendo que a diferença básica entre eles é o sal que está associado, o sódio ou o potássio. Apesar disto, ambos contam com propriedades farmacológicas similares.

Como todo medicamento, existem alguns riscos em relação à dose e a duração do tratamento, por isso que, neste artigo do ONsalus, te explicaremos tudo sobre este medicamento e, especialmente, responderemos à pergunta: como tomar diclofenaco?

O que é e para que serve o diclofenaco

O diclofenaco está disponível sob seu nome genérico, o qual costuma ser muito fácil de encontrar, assim como sob diferentes nomes comerciais: Cambia®, Cataflam®, Diclo P®, Voltaren®, Diclac®, Zorvolex®, Zipsor® e outros.

Ele faz parte do grupo dos anti-inflamatórios não esteroides ou AINES, é um derivado do ácido fenilacético e conta com propriedades analgésicas, anti-inflamatórias e antipiréticas.

Se está se perguntando para quê serve o diclofenaco, este medicamento age, basicamente, diminuindo as substâncias que causam dor com inflamação no corpo (bloqueia a síntese de prostaglandinas que, por sua vez, depende da inibição da cicloxigenase).

O diclofenaco trata dores de leve a moderada intensidade, incluindo:

  • Artrite reumatoide.
  • Osteoartrite.
  • Cólicas menstruais.
  • Crises de enxaqueca.
  • Crises de gota.
  • Cálculos renais.
  • Inflamações odontológicas.
  • Tendinite.
  • Dor pós-operatório.
  • Lombalgia.
  • Traumatismos.

Da mesma forma, o diclofenaco possui uma leve ação antipirética, ou seja, diminui a temperatura corporal, contudo, não é ideal usá-lo quando há somente febre sem dor associada.

Diferença entre diclofenaco sódico e potássio

A diferença entre ambos é praticamente mínima, tanto o diclofenaco sódico como o diclofenaco potássico contam com propriedades farmacológicas similares, inclusive sua dosagem de administração e efeitos colaterais são parecidos.

A diferença entre os dois reside no sal ao qual está associado, sódio ou potássio, a molécula ativa do medicamento é a mesma para ambos, o diclofenaco. Foi descrito que o diclofenaco de potássio costuma agir aproximadamente 30 minutos mais rápido que o de sódio, além disso, este medicamento é dissolvido no ácido estomacal, enquanto que o diclofenaco de sódio costuma se dissolver no intestino.

Uma vez dissolvido, a distribuição de ambos e sua metabolização costuma ser parecida. Por outro lado, a concentração máxima do diclofenaco de potássio é atingida logo após ser ingerido, enquanto que o de sódio alcança sua dose máxima entre 2 a 3 horas após ter sido tomado.

Caso você sinta dores agudas, é recomendável escolher o diclofenaco de potássio, já que seu efeito costuma ser mais rápido que o de sódio. Este último costuma ser utilizado em dores crônicas.

Como tomar diclofenaco - Diferença entre diclofenaco sódico e potássio

Por quantos dias posso tomar diclofenaco?

Se você está se perguntando por quantos dias pode tomar o diclofenaco, dependerá da condição que estiver tratando, já que o diclofenaco varia em sua dosagem: a recomendada está entre 25 mg e 100 mg, 3 vezes ao dia, a cada 8 horas. Você não deve ultrapassar os 200 mg de diclofenaco ao dia, contudo, devido ao aumento de efeitos colaterais, esta dose deve ser evitada.

Como qualquer outro AINES, o diclofenaco não deve ser tomado por mais de 7 dias, salvo sob cuidado de um médico e com indicação deste.

O diclofenaco pode ser tomado com um copo de água ou líquido de sua preferência, preferivelmente antes das refeições.

Não consuma bebidas alcoólicas, aspirina ou outros anti-inflamatórios não esteroides enquanto estiver tomando diclofenaco, isto pode aumentar o risco de sofrer efeitos colaterais ao invés de aumentar o efeito do medicamento, como muitas pessoas costumam acreditar.

Como tomar diclofenaco - Por quantos dias posso tomar diclofenaco?

Diclofenaco: efeitos colaterais e precauções

Agora que você já sabe como tomar diclofenaco, também é importante conhecer os seus efeitos colaterais. Muitas pessoas acreditam que este remédio é inócuo e costumam abusar em sua dosagem e no tempo que podem tomar o diclofenaco, aumentando consideravelmente o risco de sofrer os seguintes efeitos colaterais:

  • Sonolência.
  • Mal-estar estomacal.
  • Náuseas.
  • Diarreia.
  • Acidez estomacal.
  • Dor de cabeça.
  • Aumento da pressão arterial.
  • Inchaço nas mãos e pés.
  • Zumbido nos ouvidos.
  • Cansaço.
  • Sensação de queimação no estômago.
  • Dor nas articulações.

Além disso, o diclofenaco deve ser evitado por pessoas que já tenham manifestado anteriormente reações alérgicas após o uso de algum outro anti-inflamatório não esteroide (AINEs).

Pessoas que sofrem certas doenças devem tomar cuidado na hora de serem tratadas com diclofenaco, especialmente aquelas que sofrem de:

  • Doenças cardiovasculares.
  • Insuficiência cardíaca.
  • Gastrite ou úlcera.
  • Antecedente prévio de hemorragia digestiva.
  • Cirrose hepática.
  • Sangramento ativo.
  • Estejam grávidas ou amamentando.

Finalmente, você deve saber que a combinação de AINES do tipo diclofenaco costuma ter certa interação com medicamentos como:

  • Warfarina.
  • Digoxina.
  • Fluoxetina.
  • Sertralina.

Por sua vez, é provável que o risco de doença renal aumente após o diclofenaco ser combinado com medicamentos pertencentes ao grupo de inibidores da enzima de conversão de angiotensina ou dos antagonistas dos receptores de angiotensina II, ambos grupos de medicamentos anti-hipertensivos.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como tomar diclofenaco, recomendamos que entre na nossa categoria de Medicação e testes médicos.

Bibliografia
  • Vademecum, V. (s. f.). Diclofenaco. VADEMECUM.
  • Dosis única oral de diclofenaco para el dolor posoperatorio agudo en adultos. (2015, 7 julio). Cochrane.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Como tomar diclofenaco
1 de 3
Como tomar diclofenaco

Voltar ao topo da página