menu
Partilhar

Costocondrite: sintomas e tratamento

 
Por Redação ONSalus. 12 março 2021
Costocondrite: sintomas e tratamento

As costelas são ossos presentes nos seres vertebrados, de formato curvo e plano, responsáveis por formar a caixa torácica, tendo como principal função a proteção dos órgãos dentro dela, ao mesmo tempo em que permite a expansão dos pulmões durante a respiração. Geralmente são 12 de cada lado e todas, exceto as duas últimas, são conectadas ao esterno através de uma cartilagem.

Às vezes, as pessoas apresentam uma dor na região torácica que pode ser pulsante e incômoda, cuja origem muitas vezes é desconhecida ou está associada a outra condição. Esta dor pode ser causada por uma costocondrite. Este artigo do ONsalus te explicará em detalhes o que é a costocondrite, seus sintomas e tratamento, informações importantes, pois é uma das causas mais comuns de dor torácica.

Também lhe pode interessar: Dor entre as costelas: causas e tratamento

O que é a costocondrite

A costocondrite, também conhecida como síndrome costoesternal ou de Tietze, é a inflamação da cartilagem que une as costelas ao esterno (articulação costoesternal), o que gera dor aguda e pulsante. É a causa mais comum da dor torácica e pode aparecer em jovens e adolescentes, sendo mais frequente no sexo feminino ou em pessoas mais velhas. Em alguns casos, pode ser confundida com um ataque cardíaco, mas é uma dor leve que, com o passar dos dias, costuma desaparecer. Pode surgir em qualquer um dos lados ou nos dois ao mesmo tempo. A dor pode se desenvolver imediatamente após uma lesão ou algum tempo depois.

Entre as pessoas mais propensas a ter esta doença, além daquelas mais velhas, estão aquelas que sofrem de:

Causas da costocondrite

Geralmente, não existe uma causa específica para esta condição e é por isso que é difícil preveni-la completamente, no entanto, em alguns casos podem ser adotadas certas medidas corretivas, afim de evitar certas atividades que causem dor. A costocondrite pode surgir por algum dos seguintes fatores:

  • Lesão ou traumatismo no tórax, que pode ser por causa de uma pancada direta ou por acidentes, os quais podem vir a produzir hematomas além da lesão;
  • Lesões musculares;
  • Fraturas na costela;
  • Osteoporose;
  • Inflamação das cartilagens das costas;
  • Tensão por esforço físico;
  • Presença de vírus que produzam doenças como a tuberculose ou qualquer um que cause inflamação das articulações;
  • Tumores presentes na articulação costoesternal;
  • Tosse frequente por causa de infecções.

Sintomas da costocondrite

Entre os sintomas mais comuns está a dor, a qual é pulsante e aguda, podendo se estender até as costas ou estômago, além da sensibilidade à pressão na região torácica.

Também é notado que há um aumento desta dor quando se tosse, respira fundo ou realiza algum movimento em específico e, por fim, há dificuldade para respirar normalmente.

Outro possível sintoma é a sensação de incômodo nas costelas.

Estes sintomas são relacionados com os de um ataque cardíaco, a diferença está no fato da dor de um ataque cardíaco costuma ser mais espalhada e abrange outras partes do corpo, comumente o braço esquerdo, enquanto que a dor da costocondrite é menor, como se viesse diretamente do local onde o esterno fica unido com as costelas.

O diagnóstico é feito por um médico através da avaliação física, sendo que ele avaliará os níveis de dor que o paciente apresentar, se há sinais de inflamação, bem como os sintomas mencionados anteriormente.

Costocondrite: sintomas e tratamento - Sintomas da costocondrite

Costocondrite crônica: tratamento

A costocondrite frequentemente se resolve sozinha após alguns dias, no entanto, as seguintes ações podem ser realizadas como parte do tratamento enquanto você tiver dor ou naqueles casos em que a lesão tenha se tornado crônica:

  • O uso de analgésicos sob supervisão médica para controlar a dor e a inflamação, como o ibuprofeno ou o naproxeno.
  • Uso de compressas frias e quentes, nos casos de lesões musculares.
  • Repouso e modificação de certos movimentos, além de evitar atividades físicas que piorem a condição.
  • Em situações avançadas, o tratamento é feito com fisioterapia.
  • No caso de fraturas o médico poderá considerar o uso de bandagens compressivas, através das quais se envolve o tórax para estabilizar a área, evitando as dores e novas lesões. No entanto, o uso destas bandagens dificulta a respiração.
  • Diante da presença de infecções virais, o médico será o encarregado por prescrever o medicamento e a dose necessária para a doença.
  • Nos casos de tumores, o médico decidirá se a intervenção deverá ser cirúrgica, afim de realizar a remoção dos mesmos, ou se será indicada uma quimioterapia e radioterapia, afim de reduzi-los, já que a cirurgia é considerada muito perigosa ou de alto risco.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Costocondrite: sintomas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Ossos, articulações e músculos.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Costocondrite: sintomas e tratamento
1 de 2
Costocondrite: sintomas e tratamento

Voltar ao topo da página