Partilhar

Esperma marrom: causas, sintomas e tratamento

 
Por Martim Pereira, Redator ONsalus. 2 setembro 2020
Esperma marrom: causas, sintomas e tratamento

A coloração marrom no esperma é devida à presença de sangue e é conhecida como hematospermia ou hemospermia. Em alguns casos, esta é uma situação que deixa os homens, e até mesmo os casais, nervosos sobre o que está acontecendo em seus corpos e pela mudança na cor do sêmen.

Felizmente, este é um sintoma benigno que passa rapidamente, já que, dependendo da causa, pode ser tratado com rapidez. O esperma marrom é visualizado pelo próprio paciente após a ejaculação ou pode ser descoberto solicitando um teste complementar.

Por esta razão, recomendamos que você continue lendo este artigo do ONsalus, onde você aprenderá mais sobre o esperma marrom: as causas que dão origem a sua aparência, seus sintomas e como tratá-lo.

Também lhe pode interessar: Esperma com sangue: o que pode ser

Esperma marrom por infecção

O aparecimento de sangue no esperma depende das alterações que podem ocorrer nos órgãos que compõem o sistema geniturinário masculino. Entre as causas do esperma marrom estão os processos infecciosos.

Os processos infecciosos afetam o sistema geniturinário e são capazes de desencadear o aparecimento de sangue no esperma, sendo os mais frequentes:

Prostatite

É a inflamação da próstata. Pode ou não ser provocada por uma infecção bacteriana, que tende a desencadear uma série de sintomas, incluindo esperma marrom e dor durante a ejaculação.

Uretrite

O aparecimento de um processo infeccioso na uretra provoca a inflamação da mesma. Esta alteração ocorre durante uma vida sexual ativa. Entre as bactérias capazes de desencadear esta alteração estão E Coli, Clamídia e Gonorreia. Entre os sintomas que geram esta alteração está a presença de sangue no esperma ou na urina.

Se você quiser saber mais sobre a uretrite, pode consultar o artigo Uretrite: causas, sintomas e tratamento.

Orquite

É a inflamação de um ou ambos os testículos, isto pode ser produzido por um processo infeccioso de origem bacteriana, no qual possivelmente estão envolvidas doenças sexualmente transmissíveis. Quando é de origem viral, está relacionada ao vírus da parotidite, mais conhecido como "caxumba". Este vírus afeta as glândulas parótidas ou salivares localizadas na parte de trás da mandíbula.

Neste caso, a orquite pode ser o resultado de uma complicação que se torna evidente através de sintomas como dor testicular, aumento dos testículos, ou a presença de sangue tanto no sêmen quanto na urina.

Epididimite

Trata-se de uma inflamação no epidídimo, um tubo que armazena e transporta o esperma que está localizado na parte de trás dos testículos. Deve-se observar que esta alteração tende a ocorrer em qualquer idade. É causada por uma infecção bacteriana que pode ser sexualmente transmitida, causada por gonorreia ou clamídia.

Mais sobre a epididimite no artigo Epididimite: causas, sintomas e tratamento.

Outras causas de esperma marrom

Além dos processos infecciosos, existem outras causas que podem levar ao esperma marrom:

Tumores de próstata

A presença de tumores na próstata pode causar:

  • Obstrução.
  • Diminuição do calibre do fluxo urinário.
  • Aumento da frequência da micção.
  • Dependendo do tamanho do tumor, pode aparecer sangue no esperma.

Tumor testicular

Os tumores encontrados nesta área podem causar o aparecimento de sangue no esperma. O tumor cria uma rede de capilares novos e mal formados, alimentando assim as células tumorais presentes nesta lesão.

Trauma nos testículos, pênis e região perineal

Eles podem causar a quebra dos capilares e, se ocorrer a ejaculação, pode manchar o esperma com sangue.

Cirurgias

A realização de procedimentos cirúrgicos na região abdominal ou pélvica pode resultar em espermatozóides de sangue ou sangue marrom na urina. Estes procedimentos incluem: vasectomia, prostatectomia, ou estudos como as cistoscopias.

Diagnóstico da hematospermia

A hemopermia confirma a presença de sangue no sêmen. Para chegar a um diagnóstico de hemospermia ou hematospermia, é necessário consultar um urologista: ele será o responsável, por meio de um exame físico, de examinar do pênis e da próstata através de um exame retal, o qual determinará se há um aumento de volume ou um tumor na área genital.

Se necessário, serão solicitados estudos complementares, tais como

  • Exame de urina.
  • Urina e cultura do sêmen para descartar o processo infeccioso.
  • Exame de ultra-som testicular ou transretal.
  • Níveis de antígenos da próstata.
  • Biópsia da próstata.

Se não for encontrado nenhum indicador da causa, deve ser realizada uma ressonância magnética, uma tomografia computadorizada da área pélvica ou uma cistoscopia, se necessário.

Sintomas associados ao esperma marrom

Além da mudança na cor do esperma, em alguns casos a presença de sangue no esperma é acompanhada por outros sintomas, tais como:

  • Febre e calafrios.
  • Ejaculação dolorosa.
  • Sangue na urina.
  • Micção dolorosa.
  • Dor perianal.
  • Dor na virilha.
  • Dores nas costas.

Como tratar esperma marrom

Se você tem esperma marrom, o tratamento dependerá da causa. O urologista é o especialista no sistema geniturinário, somente ele pode indicar o tratamento a seguir, de acordo com a causa que está dando origem ao esperma com sangue.

De forma geral, o tratamento é baseado em antibióticos nos casos em que a origem é devida a um processo infeccioso.

Se você tiver dor e inflamação, o tratamento indicado será de analgésicos e antiinflamatórios para controlar os sintomas.

Se você se encontra nessa situação, deve procurar um especialista. Ele te orientará da maneira correta de acordo com a causa que está dando origem ao esperma marrom e os outros sintomas que possam estar acompanhando esta alteração. Dessa forma, ele prescreverá o tratamento correto a ser seguido a fim de superar esta situação.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Esperma marrom: causas, sintomas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema reprodutor masculino.

Bibliografia
  • Ahmad, I., & Krishna, N. S. (2007). Hemospermia. The Journal of urology, 177(5), 1613-1618.
  • Cattolica, E. V. (1982). Massive hemospermia: a new etiology and simplified treatment. The Journal of urology, 128(1), 151-152.

Escrever comentário sobre Esperma marrom: causas, sintomas e tratamento

O que lhe pareceu o artigo?

Esperma marrom: causas, sintomas e tratamento
Esperma marrom: causas, sintomas e tratamento

Voltar ao topo da página