Partilhar

Epididimite: tratamento, sintomas e causas

 
Por Leonardo Simon. 29 janeiro 2019
Epididimite: tratamento, sintomas e causas

Trata-se da inflamação do epidídimo, um órgão localizado na parte posterior do testículo encarregado de armazenar e transportar os espermatozoides. Existem dois tipos principais de epididimite: crônica e aguda.

A crônica está relacionada unicamente com a dor nos testículos, enquanto que a aguda também está associada ao inchaço, vermelhidão e sensação de calor no escroto. Pode aparecer em qualquer homem, embora normalmente seja mais comum entre homens de 19 a 35 anos.

Também lhe pode interessar: Testículo inflamado: causas e tratamento

Causas da epididimite

A principal causa do inchaço costuma ser uma infecção bacteriana. Normalmente, a infecção começa na uretra, na bexiga ou na próstata.

Existem diferentes possibilidades de ter tal infecção:

  • Devido a uma doença sexualmente transmissível (DST). Dentro desta possibilidade encontramos a clamídia e a gonorreia. São as mais comuns entre pessoas jovens (19-35 anos).
  • Infecção bacteriana que não é sexualmente transmitida. No caso das crianças e idosos, a infecção pode ser provocada por uma bactéria chamada E. coli ou similares. Ocorre quando uma infecção da próstata ou das vias urinária se estende até o epidídimo, sendo conhecida como infecção urinária.
  • Uso de medicamentos como a amiodarona. Trata-se de um medicamento usado para combater as arritmias cardíacas e pode provocar uma inflamação do epidídimo.
  • Urina no epidídimo. Acontece quando a urina volta para o epidídimo, normalmente quando levantamos objetos pesados.
  • Tuberculose, em alguns casos, esta doença pode levar ao desenvolvimento da infecção.
  • Cirurgia recente. É possível que a infecção apareça se você fez alguma cirurgia gênito-urinaria, entre as quais se encontram a cateterização urinária e a prostatectomia.

Sintomas de epididimite

Os sinais que nos indicam que podemos estar sofrendo de epididimite podem variar. Podemos sentir uma irritação leve com ou sem febre, até inchaço nos testículos com dor que varia de acordo com o estado da infecção. Outros sintomas comuns que podem aparecer são dor ao urinar e calafrios.

A seguir veremos quais são os sintomas de epididimite:

  • Inflamação do escroto. O testículo se inflama e, como consequência, o escroto sofre um inchaço.
  • Esperma com sangue. Este sintoma ocorre devido à inflamação ou infecção da próstata ou vesículas seminais.
  • Caroço no testículo.
  • Dor ao urinar causada pela inflamação dos condutos. Em alguns casos, também é possível que apareça sangue junto à urina devido à hemorragia que é produzida nos condutos.
  • Substância esbranquiçada secretada pela ponta do pênis. Também ocorre como consequência da infecção e inchaço do conduto urinário.
  • Febre. Quando a infecção e inflamação se expandem é normal que gere um aumento da temperatura corporal, como um mecanismo de defesa do nosso corpo.

Tratamentos para epididimite

Se a infecção ocorreu por transmissão sexual, deve ser combatida com antibiótico, por isso tanto o paciente que sofre da infecção quanto sua parceira deverão ser medicados.

É importante fazer o tratamento tal e como o médico indicar, por isso que deve ser seguido durante os dias prescritos. Ou seja, embora se sintam melhoras antes de finalizar o tratamento, é preciso continuar tomando o medicamento até o fim indicado pelo médico. Uma vez finalizado o tratamento, é essencial ir novamente ao médico para que ele verifique se a infecção reagiu de forma adequada ao tratamento e desapareceu.

Caso a infecção tenha sido provocada pela bactéria E. coli (não provocada por transmissão sexual) também deverá ser realizado um tratamento com antibiótico. Se durante o tratamento não se sente nenhuma melhora, deve-se ir ao médico para comprovar que a infecção não tenha sido provocada por outra causa diferente da diagnosticada previamente. O ibuprofeno age como anti-inflamatório, por isso é recomendável seu uso para combater o inchaço provocado pela infecção e aliviar a dor.

É muito importante saber que você deve visitar o médico para que ele possa te indicar qual tipo de infecção apresenta e, com base nos resultados, possa te aplicar o tratamento mais adequado.

Epididimite: tratamento caseiro

Existe uma série de recomendações que podem te ajudar a aliviar a dor enquanto segue o tratamento indicado pelo médico:

  • Repouso. O fato de estar esticado ajuda com que a área afetada não realize esforço e, consequentemente, diminua a dor.
  • Aplicar gelo na área afetada. Colocar um pouco de gelo envolto em um pano para reduzir o inchaço testicular pode ajudar a reduzir o inchaço bem como a dor.
  • Não ter relações sexuais até ter certeza de que a infecção desapareceu.
  • Levantar o escroto. Aplicar uma toalha para manter elevado o escroto pode ajudar a diminuir a dor.

Estas recomendações não substituem nenhum tratamento médico, embora possam ajudar na hora de realizá-lo.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Epididimite: tratamento, sintomas e causas, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema reprodutor masculino.

Bibliografia
  • SHENOT, Patrick J. MD, Associate Professor and Deputy Chair, Department of Urology, Sidney Kimmel Medical College at Thomas Jefferson University. Epididimite. Disponível em <https://www.msdmanuals.com/pt-pt/profissional/dist%C3%BArbios-geniturin%C3%A1rios/doen%C3%A7as-penianas-e-escrotais/epididimite> Acesso em: 23 de jan. 2019

Escrever comentário sobre Epididimite: tratamento, sintomas e causas

O que lhe pareceu o artigo?

Epididimite: tratamento, sintomas e causas
Epididimite: tratamento, sintomas e causas

Voltar ao topo da página