Outros medicamentos

Pode tomar remédio com leite?

 
Dra. Ivonne Nieves Blanco
Por Dra. Ivonne Nieves Blanco, Médica Cirurgiã. 12 outubro 2022
Pode tomar remédio com leite?

O leite corta efeito de medicamentos? Essas são uma das perguntas que os pacientes mais fazem no momento em que é indicada a medicação e a forma de tomá-la. A maioria das pessoas toma seus remédios com qualquer tipo de bebida para não sentirem o gosto ruim dos ingredientes ativos na boca.

Mas a que ponto os medicamentos podem ser tomados com outros tipos de bebida além da água? Por exemplo, pode tomar remédio com leite? Deixamos claro que, no geral, não se deve tomar comprimidos com leite, mas te convidamos para que continue a leitura deste artigo do ONsalus onde você descobrirá mais detalhes sobre o assunto e saber se se deve tomar comprimidos com leite ou não.

Também lhe pode interessar: Pode tomar Omeprazol à noite?
Índice
  1. O que acontece se eu tomar um remédio com leite
  2. Pode tomar remédio com leite ou não?
  3. Quais remédios não se deve tomar com leite?

O que acontece se eu tomar um remédio com leite

Os medicamentos que são consumidos pela via oral são efetivos quando o corpo os absorve através do trato digestivo para que possam ir para a corrente sanguínea e alcançar o efeito desejado. Existem vários fatores que podem afetar a capacidade do corpo de absorver os medicamentos: isso vai desde a acidez relativa do estômago, até a presença ou ausência de nutrientes como o cálcio, por exemplo.

Leite corta feito de medicamentos?

Quando tomamos alguns medicamentos que são consumidos por via oral, eles podem se ligar ao cálcio que contém no leite e outros produtos lácteos formando pedaços insolúveis que são mal absorvidos, e consequentemente, têm seu efeito reduzido, tornando a prescrição médica ineficaz. Dessa maneira, o cálcio que se encontra no leite se unirá com os medicamentos como, por exemplo, os antibióticos, impedindo sua absorção. Para evitar isso, é necessário seguir a bula de cada medicamento ou consultar o médico que o indicou.

Pode tomar remédio com leite ou não?

A resposta pra essa pergunta é que depende da composição do medicamento, alguns medicamentos não podem ser tomados com leite porque pode haver uma interação entre eles, fazendo com que percam seu efeito. O leite também engloba a todos os produtos lácteos como o iogurte, o soro de leite, o requeijão, etc. Além de suplementos que contenham cálcio, ferro, zinco e magnésio. Com nenhum deles deve-se tomar certos medicamentos. Neste link você pode conhecer mais exemplos de Alimentos com cálcio.

Quando os medicamentos interagem com os alimentos ou outras substâncias pode haver mudanças na quantidade do remédio que vai para a corrente sanguínea, responsável por levar ele até o lugar onde deve atuar. Isso influencia tanto na segurança, quanto na eficácia do tratamento com os medicamentos para o que foram indicados. A interação entre o remédio e o leite pode ser de gravidade variável segundo cada caso, mas pode alterar o tratamento e então, pode ser necessário um tratamento adicional.

Te recomendamos que também leia este outro artigo sobre a dúvida posso tomar paracetamol e aspirina juntos?

Pode tomar remédio com leite? - Pode tomar remédio com leite ou não?

Quais remédios não se deve tomar com leite?

Existem vários os medicamentos que não se devem tomar com leite:

  • Tetraciclina e antibióticos similares: esse é um antibiótico de amplo espectro, que atua inibindo o crescimento das bactérias. É utilizada desde o tratamento de acne até a malária, brucelose e clamídia. Esse medicamento pode se unir ao cálcio e ao ferro que tem no leite, formando quelatos insolúveis, diminuindo sua circulação. Esse alimento também pode diminuir os níveis de tetraciclina no sangue em mais de 50%, o que causa uma alteração no efeito das tetraciclinas.
  • Quinolonas: se trata de um antibiótico utilizado em casos de infeções geniturinária como, pielonefrite e a anemia falciforme. Nesse grupo se encontram o ciprofloxacino, norfloxacino e gatifloxacino; quando esses medicamentos são tomados com leite, sua absorção no organismo é reduzida.
  • Penicilinas: Nesse antibiótico se encontra a Penicilina V e a benzilpenicilina oral. Segundo estudos, quando é administrada com leite em crianças, seus níveis máximos no organismo são reduzidos entre 40-50%. Por isso, é recomendado que se tome 1 hora antes das refeições ou com o estômago vazio para uma melhor absorção. Assim, em muitos casos é preferível sua administração por via intramuscular ou endovenosa no hospital.
  • Etidronato, Alendronato: esses medicamentos são utilizados no tratamento da osteoporose e da dor óssea causada por doenças como o câncer de mama metastático e a doença de Paget. Se o cálcio for consumido dentro de duas horas depois de tomar o medicamento, será absorvido de forma inadequada.
  • Laxantes: essa medicação funciona amolecendo as fezes, o leite interfere na ação dos laxantes que contém bisacodil, que contém um revestimento entérico para evitar que se dissolva com a acidez do estômago e atue diretamente na parte inferior do intestino.
  • Trientina: existe uma alteração conhecida como Doença de Wilson, se trata uma falha metabólica genética que faz com que se acumule cobre em excesso. Para ter o efeito desejado desse medicamento, deve-se tomar com uma hora de diferença do leite. A trientina pode se agrupar com íons de metais pesados, como o ferro, o que causaria uma diminuição de sua absorção.
  • Paroxetina: se esse antidepressivo for tomado com grande quantidade de leite, sua absorção pode diminuir até 40%.
  • Medicamentos anti-inflamatórios não esteroides como Cetoprofeno: Esses são os medicamentos mais utilizados para abaixar a febre, em casos de dor e para diminuir inflamações. Quando ingerido com leite, o Cetoprofeno tem sua absorção diminuída.
  • Ranelato de estrôncio: esse medicamento é utilizado no tratamento de osteoporose severa, não deve ser tomado com leite nem com nenhum derivado lácteo, já que diminui sua absorção pelo organismo.
  • Mercaptopurina: o uso desse medicamento está destinado a casos de câncer (leucemia linfoblástica e leucemia mieloide crônica). Esse medicamento pode ser inativado por uma enzima conhecida como Xantina Oxidase (XO). A ingestão simultânea de substâncias que contém XO podem diminuir a biodisponibilidade da mercaptopurina. O leite de vaca contém um nível alto de XO, que pode diminuir a absorção da mercaptopurina no organismo, por esse motivo, os pacientes que têm esse medicamento prescrito devem tomá-lo sem leite.
  • Ritonavir: esse remédio é utilizado no tratamento de HIV (Vírus de Imunodeficiência Humana). O leite, assim como os derivados lácteos, pode aumentar a absorção desse medicamento.
  • Estramustina: é utilizada no tratamento contra o câncer, sua absorção diminui pelo consumo de leite ou outros alimentos que contenham cálcio.

Agora que você já sabe que pode tomar remédio com leite em alguns casos e em vários outros não porque o leite corta efeito de alguns medicamentos, não perca este outro artigo em que explicamos se pode tomar naproxeno com paracetamol.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Pode tomar remédio com leite?, recomendamos que entre na nossa categoria de Medicação e testes médicos.

Bibliografia
  • Brunton, L. L., Chabner, B. A., & Knollmann, B. C. (2019). Goodman & Gilman: Las bases farmacológicas de la terapéutica. McGraw hill.
  • Madridejos, R. (2018). ¿ Qué se debe recordar sobre las interacciones de los alimentos con los medicamentos. Butlletí d’informació terapèutica Departament de Salut BIT, 29(5).
Escrever comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 de 2
Pode tomar remédio com leite?