Partilhar

Pontadas no seio: o que pode ser

 
Por Ana Ferraz. 24 abril 2019
Pontadas no seio: o que pode ser

Mastalgia é um termo clínico que se utiliza para denominar dor nos seios, ou dor nas mamas, que pode variar consideravelmente de uma mulher para outra e apresentar intensidades diferentes em função a qual seja a condição ou transtorno que está causando essa dor. Algumas vezes, a dor nos seios não é contínua, mas sim aguda, como uma pontada ou fisgada que dura alguns segundos. Em outras, ela é cíclica e pode estar relacionada com o ciclo menstrual.

Se você quer saber o que pode ser pontadas no seio ou nos seios, continue lendo esse artigo do ONsalus, no qual explicaremos as possíveis causas das pontadas no seio. É importante ressaltar que identificar a origem de qualquer dor é essencial já que ela pode ser um sintoma de uma doença ou infecção benigna ou maligna.

Também lhe pode interessar: Seios doloridos e quentes: o que pode ser

Tipos de dor nos seios

A dor nos seios geralmente é um incômodo agudo de curta duração, como alguns segundos. Mesmo que na maioria dos casos seios doloridos não sejam consequência de um problema de saúde muito grave, é sempre recomendável ficar atenta ao tipo de dor que se apresenta, já que, se há muita dor nos seios, ou se ela for persistente, incapacitadora ou vier acompanhada de outros sintomas, é bom consultar um médico para que exames possam ser realizados.

Para poder entender a origem e causas da dor nas mamas é importante, então, explicar que existem três tipos de dor nos seios; que são:

  • Dor nos seios cíclica: dor associada às mudanças hormonais que são produzidas com o ciclo menstrual e que costumam aparecer alguns dias antes da menstruação ou quando as mulheres estão próximas da menopausa.
  • Dor nos seios não cíclica: dor que não está relacionada ao ciclo menstrual e que costuma ser causada por um problema de natureza benigna que afeta a mama.
  • Dor na região que não corresponde aos seios: em algumas ocasiões, a dor pode ser sentida na mama, mas o problema na realidade está afetando outra parte do corpo, como a parede torácica, os pulmões, o coração (no caso de dor no peito esquerdo) e até as costas.

Em seguida, explicaremos melhor cada um desses tipos de dor nos seios e as principais causas de cada um.

Pontadas no seio antes da menstruação

A dor nos seios cíclica, como já comentamos, está relacionada com mudanças hormonais que o corpo feminino experiencia durante o ciclo menstrual. Concretamente, a dor, desconforto e pontadas nos seios aparecem devido às flutuações naturais nos níveis dos hormônios progesterona, estrógeno e prolactina.

A dor costuma surgir quando se inicia o processo de ovulação e aumentar até um pouco antes da menstruação descer, reduzindo consideravelmente depois dela. Assim, uma dor nos seios antes da menstruação é normal e pode acontecer em todas as mulheres.

Geralmente, essa dor nos seios é sentida em ambas mamas, mesmo que em algumas vezes ela esteja presente apenas em uma delas ou que em uma delas seja muito mais forte que na outra. Também é possível sentir uma dor no bico na mama ou na parte superior e externa dos peitos que se alastra para a zona das axilas ou dos braços.

Além da dor nos seios e das pontadas nos mesmos, durante essa fase do ciclo menstrual os peitos também podem estar mais incômodos, inflamados, duros ou sensíveis.

Por estarem ligados com mudanças hormonais, esses tipos de desconforto na região também podem ser sentidos em mulheres que estão próximas da menopausa e costumam desaparecer quando essa etapa da vida da mulher começa.

Pontadas no seio não cíclicas

Quando as pontadas nos seios não estão relacionadas com o ciclo menstrual, nos referimos a uma dor não cíclica que geralmente é localizada na região dos seios e que se caracteriza por ser aguda e muitas vezes acompanhada de latejamento e ardência. Nesses casos, a dor nos seios pode ser:

Dor nos seios por cistos

Os cistos mamários são pequenas bolsas cheias de líquido no interior dos seios que costumam ser de natureza benigna. Esses cistos podem aparecer em um ou ambos seios e podem ser identificados como caroços arredondados, suaves ao tato, móveis e com contornos acentuados.

Eles são observados com maior frequência em mulheres entre 30 e 50 anos e, mesmo que sua causa ainda seja desconhecida, os especialistas afirmam que ela também pode se derivar de mudanças hormonais.

Os cistos nos seios só requerem tratamento se têm um tamanho grande e são doloridos, situação na qual o líquido presente nas bolsas é drenado para diminuir os sintomas.

Dor nos seios por mastite

A mastite é a inflamação do tecido mamário que, geralmente, afeta as mulheres que estão no período de lactação devido à obstrução de um dos ductos lactíferos ou à entrada de bactérias nos seios.

Entre os principais sintomas da mastite estão dor nos seios, assim como ardência, vermelhidão, alta sensibilidade e inchaço nas mamas, mal-estar generalizado e febre. Para o tratamento, é necessário tomar medicamentos antibióticos e algumas vezes também pode ser receitado um analgésico para diminuir o desconforto e a dor.

Se o tratamento adequado não for realizado, é possível que a mastite chegue à forma de um abscesso mamário, devido à acumulação de pus, com aparência de um caroço na mama ou de uma dureza no seio.

Dor nos seios por fibroadenoma

Outra das condições que podem causar pontadas e dor nos seios são os fibroadenomas, tumores benignos de causa desconhecida que também podem estar relacionados com alterações hormonais sofridas durante a puberdade e a gravidez.

As protuberâncias que aparecem nas mamas podem ser apalpadas por debaixo da pele e são firmes, mas elásticas. No geral, esses tumores não costumam causar dor ou crescer de tamanho, no entanto, eles podem estar localizados em áreas dos seios que podem ser comprimidas por sutiãs ou ao dormir de bruços.

Outras causas de dor nos seios não cíclica

  • Costocondrite: inflamação da cartilagem que conecta as costelas ao esterno. A dor que essa inflamação causa é torácica, porém ela também pode estar presente nos seios e se intensificar ao respirar fundo ou ao tossir.
  • Necrose adiposa: doença de caráter benigno que se produz quando uma área do tecido adiposo dos seios se danifica. Isso pode acontecer devido a uma lesão da mama, normalmente após um procedimento cirúrgico, um traumatismo no peito ou um tratamento com radioterapia.
  • Distúrbios musculoesqueléticos: nessa condição, como um pinçamento de um nervo na zona das costas ou do pescoço, a dor se irradia até os seios. Pacientes com escoliose, osteoporose ou artrite também podem sentir dores musculoesqueléticas que se estendem até os seios.

A dor no seios não cíclica raramente é associada ao câncer de mama, no entanto se a dor é persistente ou é acompanhada de outros sintomas, como um caroço duro e de bordas irregulares em uma das mamas ou axilas; mudanças na forma, textura ou tamanho dos seios ou dos mamilos; dor no bico da mama ou secreção de um líquido do mesmo, é altamente recomendado consultar um ginecologista o quanto antes para que um diagnóstico possa ser feito.

Para tirar todas as dúvidas que você possa ter sobre sobre câncer de mama leia o artigo: Câncer de mama: tipos, sintomas e tratamentos.

Pontadas nos seios podem ser gravidez?

Uma dor nos seios também pode ser associada com gravidez, assim, é comum que surjam perguntas como "pontadas no seio podem ser gravidez?" ou "dor nas mamas pode ser gravidez?". Muitas mulheres com idade fértil, ao sentir desconforto ou dor nos seios e ao estarem com a menstruação atrasada, podem se perguntar se a dor na verdade é um sintoma de gravidez.

O correto a se dizer é que a dor nos seios e a sensibilidade ou formigamento dos mesmos é sim um dos primeiros sintomas de gravidez. No entanto, também é possível que uma dor nas mamas sejam apenas um sintoma pré-menstrual. Por isso, em caso de dúvidas, não deixe de realizar um teste de gravidez e de ir ao ginecologista.

Já em relação a mulheres que se perguntam se é normal ter dor nos seios na gravidez, durante o primeiro trimestre da gestação se percebe um aumento dos hormônios estrógeno e progesterona para preparar o corpo para os próximos meses da gravidez, o que pode provocar desconforto e dor nos seios.

Porém, essa sensação costuma desaparecer progressivamente à medida em que a gravidez avança e chega ao segundo trimestre.

Além disso, também é importante ressaltar que alguns sintomas mudam de gestação em gestação. Por isso, algumas mulheres têm uma gravidez sem dor nos seios.

Pontadas nos seios: como aliviar

Em primeiro lugar, mais uma vez é importante ressaltar que, mesmo que as dores nos seios mais comuns sejam de natureza benigna, é recomendado consultar seu ginecologista se o desconforto for persistente e aparecer junto a outros sintomas.

Por outro lado, em alguns casos, a s pontadas no seio podem ser aliviadas ou até mesmo evitadas com apenas alguns cuidados pessoais. Por isso, em seguida te daremos algumas dicas de como aliviar dor nos seios:

  • Aplique compressas quentes e frias nos seios.
  • Use um sutiã confortável, com tamanho correto para seus seios e que dê o suporte necessário a eles.
  • Diminua o consumo de sódio e cafeína.
  • Cuide da sua dieta consumindo alimentos saudáveis e ricos em vitaminas B1, B6, E e cálcio.
  • Encontre métodos de relaxamento para diminuir o estresse, a tensão e a ansiedade.
  • Perceba se a dor nos seios é cíclica ou não para poder identificar melhor o problema e, assim, tratá-lo da maneira mais eficiente.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Pontadas no seio: o que pode ser, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema reprodutor feminino.

Bibliografia
  • Healthy Line. Breast Pain: Possible Causes and Treatment. Disponível em: <https://www.healthline.com/health/breast-pain>. Acessado em: 24 de abril de 2019.
  • Smith, Lori. Ten Common Causes of Breast Pain. Medical News Today. Disponível em: <https://www.medicalnewstoday.com/articles/311833.php>. Acessado em: 24 de abril de 2019.

Escrever comentário sobre Pontadas no seio: o que pode ser

O que lhe pareceu o artigo?

Pontadas no seio: o que pode ser
Pontadas no seio: o que pode ser

Voltar ao topo da página