Circuncisão

Por que tenho o prepúcio preso na glande?

 
Redação ONSalus
Por Redação ONSalus. 2 fevereiro 2022
Por que tenho o prepúcio preso na glande?

O prepúcio é a pele que recobre a glande, sendo que esta pele fica presa na glande em praticamente todos os recém-nascidos. O fato do prepúcio ficar preso na glande tem como função prevenir infecções ou irritações por culpa do contato com as fezes, urina e outras substâncias. Com o tempo, um anel rígido de pele que impede que o prepúcio se retraia desaparece, fazendo com que o prepúcio se solte da glande.

Contudo, em alguns homens esta mudança nunca ocorre e o prepúcio continua preso na glande, mesmo chegando à idade adulta. No artigo a seguir, te explicaremos as causas desta condição, suas possíveis consequências e o tratamento que deve ser seguido, do mesmo modo, te responderemos "por que tenho prepúcio preso na glande?".

Também lhe pode interessar: Como saber se tenho fimose
Índice
  1. Causas do prepúcio preso na glande
  2. Sintomas e complicações da fimose em adultos
  3. Prepúcio preso na glande por aderências
  4. Tratamento para fimose em adultos

Causas do prepúcio preso na glande

Se você está se perguntando por que tem o prepúcio preso na glande, é importante saber que está com fimose, uma condição que pode ser congênita ou que tenha adquirido ela mais tarde. A seguir, te explicamos suas possíveis causas:

Fimose fisiológica

Quase todas as crianças recém-nascidas têm fimose, contudo, trata-se de algo temporário. Entre os 5 e 7 anos de idade, o prepúcio se solta da glande, fazendo com que seja possível retrai-lo sem problemas e descobrir a cabeça do pênis. Contudo, existe a possibilidade de que mesmo com a chegada da puberdade, o prepúcio não possa ser completamente retraído, causando complicações no desempenho sexual, ao urinar e para ter uma higiene íntima adequada. Dentro desta categoria, existem diferentes tipos e graus. Os graus vão desde o 1, quando não se pode retrair nada e a glande fica completamente coberta, até o 5, quando é possível retrair todo o prepúcio, mas isso causa dor. Entre os tipos de fimose, encontramos:

  • Puntiforme: embora o aspecto e a espessura do prepúcio pareçam normais, o diâmetro do orifício prepucial é muito pequeno, o que impede que o prepúcio possa ser retraído e que a cabeça do pênis saia.
  • Anular não retrátil: a pele sobre o orifício do prepúcio fica engrossada, o que cria uma espécie de anel, o qual não permite que a glande passe.
  • Anular retrátil: neste grupo estão classificados todos aqueles casos que não podem ser incluídos nos grupos anteriores.

Fimose patológica

Este é outro tipo de fimose que, diferente da anterior, é adquirida, ou seja, surge com o passar do tempo. A causa da fimose patológica é alguma infecção ou ferida no prepúcio que, ao causar uma cicatriz, torna muito difícil abaixar o prepúcio para que a glande saia. É importante dizer que, neste caso, a pessoa não tinha fimose, sendo que foi a infecção ou ferida quem provocou esta condição. A balanite é uma das doenças que pode causar a fimose.

Dependendo do estreitamento do prepúcio, podem aparecer problemas como dificuldade para urinar, ter relações sexuais ou manter uma higiene adequada, por isso é preciso fazer um tratamento.

Por que tenho o prepúcio preso na glande? - Causas do prepúcio preso na glande

Sintomas e complicações da fimose em adultos

O sintoma mais perceptível de que um homem tem fimose é que tem a pele do prepúcio presa na glande, o que impossibilita que esta possa ser retraída e seja possível descobrir glande por completo. A incapacidade de poder fazer isso faz com que as relações sexuais sejam dolorosas ou, inclusive, pode chegar a impedi-las. Dependendo do grau da fimose é possível que haja satisfação sexual, mas costumam aparecer lesões na pele, feridas ou rachaduras no prepúcio, algo que apenas agravará os sintomas.

Nos casos mais agudos, ter a pela presa na glande torna a micção muito difícil, impedindo que a urina saia de forma fácil e fazendo com que seja muito mais fácil contrair infecções urinárias.

Outra das principais complicações da fimose é que, como a pele do prepúcio não pode ser retraída, acaba complicando bastante a higiene e limpeza da área, além disso, faz com que fique acumulado todo tipo de substância provinda da urina, da ejaculação e do suor, o que deixa esta região propensa a sofrer inflamações e infecções.

Os estudos que têm sido feitos demonstram que adultos que sofrem de fimose sem tratar aumentam em 30% o risco de sofrer diferentes tipos de câncer peniano por causa das substâncias que vão ficando acumuladas nesta área.

Por que tenho o prepúcio preso na glande? - Sintomas e complicações da fimose em adultos

Prepúcio preso na glande por aderências

Há aquelas pessoas que confundem a fimose com as aderências do prepúcio, quando na verdade são duas condições diferentes. As aderências prepuciais surgem de forma espontânea e são consequência do desenvolvimento normal do organismo. Além disso, desaparecem conforme a criança vai crescendo, tem ereções e lava o pênis.

As aderências entre o prepúcio e a glande são causadas pela fusão entre estas duas partes depois dos primeiros anos de vida. Além disso, é provável que existam cistos de esmegma, um material oleoso de cor branca ou amarela que fica acumulada entre a glande e o prepúcio e que é eliminado de forma espontânea e com a higienização da região.

Estas aderências devem ser respeitadas, pois forçar seu desprendimento pode causar feridas e sangramentos que podem acabar provocando uma fimose patológica.

Existe outro tipo de aderência balanoprepucial que ocorre em pouquíssimos casos, normalmente em homens que foram circuncidados durante a infância. Esta complicação cirúrgica, que é muito rara, ocorre quando a cicatrização é inadequada e faz com que a parte interna do prepúcio fique presa na glande.

Tratamento para fimose em adultos

Fimose em adultos: tratamento sem cirurgia

Existem dois tipos diferentes de tratamento para a fimose. O primeiro serve apenas naqueles casos em que a condição não é muito grave, sendo que se trata de uma aplicação por via tópica de pomada com corticoides. Sua aplicação é feita 2 vezes ao dia, entre 4 e 8 emanas, enquanto as retrações são feitas até que a pele do prepúcio se solte por completo. Se não conseguir melhorar a condição com a pomada, o paciente deverá se submeter à cirurgia.

Fimose: cirurgia e pós-operatório

A cirurgia que trata a fimose é chamada de circuncisão e consiste em cortar a região do prepúcio que recobre a cabeça do pênis e a glande. Esta é uma intervenção ambulatória, ou seja, que não precisa de entrada hospitalar, e costuma durar entre meia hora e 40 minutos.

O pós-operatório consta basicamente de curativos e limpeza profunda até que a área fique completamente recuperada, algo que costuma acontecer em 2 ou 3 semanas. Durante este tempo é recomendado abstinência sexual, ao menos por um mês.

Agora que você sabe por que tem o prepúcio preso na glande e descobriu diferentes tratamentos para a fimose, não perca este outro artigo sobre como soltar o prepúcio sem dor.

Por que tenho o prepúcio preso na glande? - Tratamento para fimose em adultos

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Por que tenho o prepúcio preso na glande?, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema reprodutor masculino.

Escrever comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 de 4
Por que tenho o prepúcio preso na glande?