menu
Partilhar

Remédios caseiros para a inflamação pélvica

 
Por Redação ONSalus. 3 agosto 2022
Remédios caseiros para a inflamação pélvica

O desconforto na região abdominal pode ser frequente em muitas pessoas, contudo, há certas partes do corpo que são mais propensas a sofrer de várias alterações que podem causar dor ou inflamação, como por exemplo, a região pélvica. Devido a isso, é cada vez mais comum as pessoas falarem da doença inflamatória pélvica, a qual ocorre pela presença de uma infecção causada por bactérias que afetam os órgãos sexuais e os tecidos ao redor. Embora seja importante consultar um médico, o tratamento pode se basear em antibióticos para matar os agentes infecciosos.

Aqueles que sofrem desta condição podem ter sintomas tais como inchaço, febre, dores na lombar, dor ao urinar, a menstruação se torna irregular e também costumam sentir fortes incômodos caso mantenham relações íntimas. Para melhorar esta condição ou simplesmente para aqueles que apenas sentem esta região inchada, é importante seguir as instruções do profissional, contudo, no artigo a seguir do ONsalus, te detalhamos alguns remédios caseiros para a inflamação pélvica que podem acompanhar o tratamento médico.

Remédios caseiros para a dor na pélvis: Alho

Um bom tratamento caseiro para a inflamação pélvica é feito com o alho, um produto natural cada vez mais utilizado em diversos remédios caseiros, pois conta com excelentes propriedades antibacterianas e antibióticas. Ao mesmo tempo, o alho pode regular as bactérias boas do organismo, como as presentes na vagina, evitando uma infecção e reduzindo a inflamação.

Se você sofre da doença inflamatória, é recomendado misturar 2 ou 3 dentes de alho picados com 2 colheres de sopa de azeite de oliva e esquentá-lo até que o alho fique marrom. A seguir, é preciso coar o azeite e deixá-lo esfriar para utilizar um pedaço de algodão limpo, mergulhá-lo neste líquido e passá-lo na vagina de forma uniforme. Por fim, deixar agir durante algumas horas e enxaguar.

Caso precise apenas reduzir a inflamação na pélvis é aconselhado ingerir alho pela manhã em jejum e aumentar o uso deste produto nas refeições ao longo do dia. Isto ajudará consideravelmente a reduzir o inchaço e ao mesmo tempo você aproveitará de vários benefícios devido às propriedades do alho, entre eles a melhora cardiovascular.

No seguinte artigo você pode aprender todos os benefícios do alho para a saúde.

Remédios caseiros para a inflamação pélvica - Remédios caseiros para a dor na pélvis: Alho

Inflamação pélvica crônica cura natural: Cúrcuma

A cúrcuma é uma planta que possui um ingrediente ativo conhecido como curcumina, que funciona como um antibacteriano muito eficaz. Ao mesmo tempo, esta erva oferece benefícios anti-inflamatórios que ajudam bastante a se livrar dos incômodos causados por esta alteração pélvica.

Para reduzir a inflamação na pélvis é recomendado ferver 1 colher de chá desta planta chamada cúrcuma em um copo de leite. É possível encontrar este produto em pó em várias lojas de produtos naturais. Basta tomá-lo frio ou morno 1 vez ao dia até sentir uma melhora.

Caso a opção anterior não seja agradável para algumas pessoas, é possível optar por consumir suplementos desta erva. Aconselha-se ingerir 500 mg 3 vezes ao dia, embora seja indispensável realizar uma consulta com um profissional antes de consumir este tipo de suplemento.

Tratamento caseiro para a inflamação pélvica: Bicarbonato de sódio

O bicarbonato de sódio é outro dos produtos caseiros cada vez mais utilizados para o tratamento natural de diversas alterações, tais como a inflamação pélvica. Trata-se de um composto alcalino que pode diminuir a quantidade de ácido no sangre e que passa por diversos órgãos, por isso pode ser eficaz para eliminar bactérias, equilibrar o pH do corpo e reduzir sintomas como o inchaço abdominal.

Neste remédio caseiro mistura-se ½ colher de chá de bicarbonato de sódio em um copo d'água para tomar em jejum. Pode-se optar por adicionar 1 colher de chá de fibra de psyllium, embora seja importante suspender o consumo se o paciente começar a apresentar efeitos colaterais como diarreia ou náuseas.

Remédios caseiros para a inflamação pélvica - Tratamento caseiro para a inflamação pélvica: Bicarbonato de sódio

Remédio natural para a pélvis inflamada: Equinácea

A equinácea é outro dos remédios caseiros mais recomendados para a inflamação pélvica. Isto se deve ao fato de que se trata de uma planta que oferece fortes efeitos antimicrobianos, anti-inflamatórios ou imunoestimulantes, os quais não só aliviam os sintomas, como também combatem as infecções que a pessoa possa sofrer.

Para aproveitar todos seus benefícios é recomendado ingerir 1 ou 2 xícaras com uma infusão de equinácea por dia, durante 7 dias consecutivos. Depois, é necessário suspender o consumo durante uma semana para, finalmente, voltar a começar o tratamento por mais 7 dias.

Da mesma forma, é possível optar por tomar suplementos de equinácea, contudo, é muito importante consultar um médico antes de ingerir tanto este suplemento quanto qualquer remédio caseiro mencionado. Aquelas pessoas que sofrem de alguma alteração autoimune não devem consumir nenhum produto desta erva.

Iogurte probiótico

Um dos produtos naturais mais recomendados para a inflamação na pélvis é o iogurte probiótico, já que contém cultivos vivos, ou seja, bactérias boas que podem ajudar consideravelmente a matar as bactérias que estejam provocando uma infecção. Além disso, o uso deste tipo de iogurte pode equilibrar o pH de diversas partes do corpo.

Para se beneficiar de suas propriedades é recomendado consumir de 2 a 3 xícaras de iogurte por dia, contudo, pacientes com a doença inflamatória pélvica podem aplicar este produto na vagina e na vulva para deixá-la agir durante algumas horas e enxaguar corretamente a região.

Remédios caseiros para a inflamação pélvica - Iogurte probiótico

Outros remédios caseiros para a inflamação pélvica

Além de tudo o que explicamos até aqui, existem mais tratamentos caseiros que você pode realizar para diminuir a dor e os incômodos da inflamação pélvica:

  • Fazer massagens na pélvis.
  • Aplicar compressas de óleo de rícino na região pélvica.
  • Fazer banhos de assento por 3 minutos com água quente e 1 minuto com água fria, alternando durante 10 minutos.
  • Fazer enxagues vaginais com óleo de árvore do chá.
  • Mudar a alimentação para ingerir alimentos ricos em betacarotenos, como a cenoura, batata, espinafre, abóbora e manga.
  • Tomar suco de mirtilo.
  • Evitar ingerir suplementos de ferro.
  • Não consumir alimentos açucarados e bebidas gasosas.

Agora que você já viu alguns dos tratamentos caseiros mais comuns para a inflamação pélvica, te recomendamos este outro artigo sobre os sintomas e tratamentos para a doença inflamatória pélvica.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Remédios caseiros para a inflamação pélvica, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema reprodutor feminino.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
Remédios caseiros para a inflamação pélvica
1 de 4
Remédios caseiros para a inflamação pélvica

Voltar ao topo da página