menu
Partilhar

Saco escrotal enrugado quando ejaculo, é normal?

Saco escrotal enrugado quando ejaculo, é normal?

Durante a ejaculação uma série de músculos na zona pélvica e genital contraem-se sucessivamente e, às vezes, simultaneamente. É por isso que normalmente um testículo pode subir neste momento e dar a impressão de saco escrotal enrugado. A seguir, te explicamos este processo tão complexo de forma mais simples para que possa tirar suas dúvidas.

Além disso, existe uma condição chamada testículo retrátil, que pode apresentar sintomas similares.

Você quer saber mais sobre este tema? Não perca este artigo do ONsalus no qual te respondemos à pergunta "por que meu testículo sobe quando ejaculo?".

Também lhe pode interessar: Por que ejaculo muita quantidade de esperma?

Como é produzida a ejaculação

A ejaculação é um fenômeno normal através do qual o homem secreta fluidos espermáticos durante o orgasmo após o estímulo mecânico do pênis. Algumas vezes este estímulo pode ser apenas mental, como os que ocorrem nos chamados "sonhos molhados", mas o mais comum é que ocorra durante a masturbação ou em relações sexuais. Nestes momentos, o estímulo direto sobre o órgão sexual masculino desencadeia uma série de reflexos que culminam no orgasmo e na ejaculação. Isto ocorre basicamente em três etapas:

  • Fase de excitação: durante a qual é produzida e mantida a ereção peniana.
  • Fase de ejaculação: no clímax da excitação, ocorre o orgasmo e a saída de fluidos espermáticos pelo meato urinário.
  • Fase de detumescência: é a última fase de definição, na qual o pênis vai recuperando sua flacidez original.

A ejaculação propriamente dita, por sua vez, ocorre em duas fases:

Fase de emissão

Durante esta fase, se juntam todos os elementos que formam o fluido espermático. Estes são acumulados na uretra prostática, ou seja, na parte da uretra relacionada com a próstata.

Dura de 5 a 20 segundos. Neste momento, é possível sentir que a ejaculação ocorrerá de forma iminente e inevitável.

Fase de expulsão

É exatamente o momento no qual se sente o orgasmo. Ocorre a saída do sêmen junto à pulsação através da uretra devido ao bombeamento que ocorre nos músculos da zona genital. Dura entre 8 e 15 segundos.

Saco escrotal enrugado ao ter relações

Como vimos acima, durante a emissão são juntadas as secreções e os espermatozoides na parte posterior da uretra. Os espermatozoides chegam a esta área atravessando o seguinte percurso:

  1. Testículos: é ali que surgem os espermatozoides. Quando saem dos testículos, ainda não possuem mobilidade própria, por isso que devem ser expelidos através do movimento dos túbulos seminíferos. Assim vão avançando e conseguindo se mover sozinhos.
  2. Epidídimo: enquanto vão atravessando o epidídimo, vão adquirindo cada vez mais mobilidade e capacidade de fecundação, mas como o trajeto que devem percorrer é bastante longo, são ajudados pelas contrações do músculo do próprio epidídimo.
  3. Ductos deferentes: após sair do epidídimo de cada testículo, os espermatozoides transitam pelos ductos deferentes até a uretra. Fazem isso rapidamente graças a potente contração muscular dos ductos.
  4. Uretra: possui diferentes partes que atravessam a próstata e depois percorre o pênis. Existem dois esfíncteres que freiam momentaneamente a circulação dos espermatozoides para que possam ser adicionados os outros componentes do esperma.

Durante a ejaculação do sêmen desde a uretra até ser expelido, ocorre a contração simultânea de vários músculos pélvicos:

  • Músculo bulboesponjoso ou bulbocavernoso;
  • Músculo isquiocavernoso;
  • Esfíncter urinário externo;
  • Esfíncter anal externo;
  • Músculo pubococcígeo.

Estas contrações muito prazerosas, fazem parte do orgasmo e ocorrem entre 10 e 15 vezes.

Como pode ver, todo o processo relacionado com a ejaculação é muito complexo, ainda mais se sabemos sobre o estímulo mental e nervoso que acontece neste momento.

A contração destes músculos para fazer a passagem dos espermatozoides para a uretra e sua posterior expulsão não ocorre simultaneamente. Tudo vai acontecendo passo a passo, mas de forma muito rápida. É por isso que nesta hora você pode notar diferenças mínimas entre um momento e outro da ejaculação. São durante as contrações musculares que os testículos podem subir. Muitas vezes isto ocorre apenas em um testículo e é um fenômeno completamente normal, no qual você pode ter pouca influência neste momento de muita excitação.

Para aproveitar esta experiência com total liberdade, é importante se deixar levar pelo momento e fluir com o que está acontecendo com você.

Testículo retrátil

O testículo retrátil ocorre pela contração inadequada e excessiva do músculo cremaster. Este músculo é o responsável por tensionar o testículo em condições normais de frio ou estimulação nervosa, mas normalmente esta subida é mínima.

Durante a gestação, o testículo desce para sua posição no escroto depois de transitar a partir do abdômen. Quando a criança nasce, na maioria das vezes o testículo está na posição normal (dentro do escroto), mas quando não desce completamente, tem-se o que é conhecido como testículo não descido e pode ser uma condição causadora de infertilidade na vida adulta.

Além disso, quando o testículo desce para a posição normal, mas logo sobe até desaparecer na virilha, a situação é conhecida como testículo retrátil. É possível descer o testículo para a posição adequada caso se tente fazer isso.

É pouco comum que isto ocorra quando adulto, já que costuma ser curado por conta própria durante a infância ou na puberdade.

Não está claro se isto afeta a produção de espermatozoides, no entanto, o homem deve ser avaliado por um urologista caso o problema continue quando adulto.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Saco escrotal enrugado quando ejaculo, é normal?, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema reprodutor masculino.

Bibliografia
  • Actualización de la fisiología de la eyaculación. Definición, prevalencia y etiología de la eyaculación precoz. (An update on ejaculation physiology and premature ejaculation definition, prevalence data, and etiology). M. Mas (2014). Revista de familia SEMERGEN.
  • Puppo V, Puppo G. Comprehensive review of the anatomy and physiology of male ejaculation: Premature ejaculation is not a disease. Clin Anat. 2016 Jan;29(1):111-9. doi: 10.1002/ca.22655. Epub 2015 Oct 30. PMID: 26457680.
  • Zhang QJ, Xia JD, Song NH. [Neurophysiological mechanisms of ejaculation]. Zhonghua Nan Ke Xue. 2018 Dec;24(12):1126-1131. Chinese. PMID: 32212495.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Grisianio
Olá a minha curiosidade é: Uma vez ou outra eu sinto um tipo de ardencia como se fosse queimação no meu saco escrotal, e isso ocorre quando faço qualquer movimentos. Podem me explicarem qual os motivos disso?

Saco escrotal enrugado quando ejaculo, é normal?
Saco escrotal enrugado quando ejaculo, é normal?

Voltar ao topo da página