Partilhar

Sola do pé vermelha: causas e tratamento

 
Por Dra. Ivonne Nieves Blanco, Médica Cirurgiã. 14 outubro 2020
Sola do pé vermelha: causas e tratamento

Com certeza alguma vez você já olhou para sua sola do pé e se perguntou: "por que tenho a sola do pé vermelha?" Você não é a única pessoa a ter notado isto. Esta situação pode ocorrer de forma frequente e é um motivo comum de consulta com o podólogo que, no entanto, em muitos casos não é levada a sério se não vier acompanhada de outros sintomas mais graves, como a limitação do andar.

Ver a sola do pé vermelha acompanhada de outros sintomas é o que se conhece como fascite plantar: ao longo da vida, qualquer pessoa está exposta a sofrer esta alteração. Existem diversos fatores que podem predispor o aparecimento desta alteração, tais como a obesidade, a prática de alguns esportes, como correr ou caminhar e, inclusive, o uso de calçados inadequados.

Se você quer entender a fundo os motivos que levam deixam os pés avermelhados, continue lendo este artigo do ONsalus e assim poderá esclarecer todas as suas dúvidas sobre a fascite plantar.

Também lhe pode interessar: Dor no peito do pé: causas e tratamento

O que é a fascite plantar

O pé é coberto por um tecido espesso que se estende sobre toda a sola e que liga o calcanhar aos dedos dos pés. Este tecido é chamado de fáscia plantar e sua inflamação ou inchaço é conhecida como fascite plantar.

Esta doença ocorre nas primeiras horas da manhã, quando a pessoa dá os primeiros passos após levantar, notando que a sola do pé vermelha e acompanhada de uma dor pulsante, que vai desaparecendo conforme se move. Esta dor na sola do pé pode reaparecer quando se fica por muito tempo de pé ou, pelo contrário, se fica muito tempo sentado e se levanta.

Causas da sola do pé vermelha

A principal causa do aparecimento da fascite plantar é o estiramento ou sobrecarga da fáscia plantar. Se você se pergunta por que tem a sola do pé vermelha, deve saber que esta alteração, em alguns casos, surge sem uma causa aparente, embora também exista o risco de ocorrer nos seguintes casos:

Idade

É frequentemente visto em pessoas com idades entre os 40 e 60 anos, contudo, isto não impede que aconteça em pessoas mais novas.

Obesidade

As pessoas que sofrem de sobrepeso tem uma maior predisposição a sofrer de fascite plantar, devido à pressão adicional que o peso do seu corpo exerce sobre os pés, o que envolve fáscia plantar.

Prática de alguns exercícios físicos

A prática de alguns exercícios físicos que exerçam muita pressão sobre o calcanhar e os tecidos aderidos a ele pode causar o aparecimento da fascite plantar.

Dentre estas atividades está o balé, a dança aeróbica ou correr longas distâncias.

De acordo com a mecânica do pé

Poderia existir a alteração na forma como é distribuído o peso quando se está de pé, causando uma tensão maior na fáscia plantar, se a pessoa:

  • Tem os pés chatos.
  • Tem o arco do pé alto.
  • Caminha de forma anormal.

Calçado inadequado

Outra das causas que podem explicar essa mancha vermelha na sola do pé é o uso de calçados inadequados para a atividade física a ser realizada, o que pode gerar o aparecimento da fascite plantar.

Encurtamento de um músculo

Esta limitação pode surgir de forma congênita ou por um acidente que o provoque, desta forma, aumentaria a pressão na fáscia plantar, originando a fascite plantar.

De acordo com a postura do pé

Pessoas que precisam ficar muito tempo de pé ou caminhando em superfícies duras podem machucar a fáscia plantar. Isto é frequentemente visto em professores ou pessoas que trabalham em fábricas.

Sola do pé vermelha: causas e tratamento - Causas da sola do pé vermelha

Sintomas da fascite plantar

A fascite plantar surge acompanhada por alguns sintomas característicos que permitem fazer o diagnóstico de forma fácil e rápida:

  • Dor intensa na sola do pé: esta surge na parte interna do calcanhar, onde está localizada a fáscia plantar. Durante a noite esta fica mais curta, por isso que pela manhã ocorre a rigidez matutina, que se torna evidente pela forte dor ao se levantar.
  • Sola do pé vermelha.
  • Inchaço do pé.
  • Sensibilidade no calcanhar.

Como curar a fascite plantar

A primeira indicação para aliviar a dor da fascite plantar é o repouso mínimo de uma semana, acompanhado de aplicação de gelo local na área onde está a dor. Junto disso, se tem o tratamento farmacológico (podendo ser com Paracetamol, Ibuprofeno ou Naproxeno) para aliviar a dor na sola do pé vermelha e diminuir a inflamação.

É recomendável praticar atividades de alongamento e fortalecimento do calcanhar e do pé. Estas sempre devem ser orientadas por um fisioterapeuta, que saberá como alongar a fáscia plantar, bem como o tendão de Aquiles, além de fortalecer os músculos localizados na parte inferior das pernas.

Além do repouso e alongamentos, também pode ser necessário:

  • Uso de talas noturnas: o fisioterapeuta indicará o uso destes aparelhos para alongar a panturrilha e o arco do pé enquanto dorme. Com isto será possível que tanto a fáscia plantar quanto o tendão de Aquiles sejam mantidos em uma posição esticada durante a noite para facilitar o alongamento.
  • Uso de palmilhas ortopédicas: tanto o médico quanto o fisioterapeuta indicarão o uso destas palmilhas feitas sob medida para distribuir a pressão sobre o pé ao pisar de forma uniforme.

Se a aplicação destas medidas não surtir efeito, o médico indicará:

  • Aplicação de injeções com medicamentos esteroides: os quais aliviam temporariamente a dor naquela região.
  • Terapia de ondas de choque extracorpóreas: esta terapia é indicada na fascite plantar crônica que não responde ao tratamento convencional. Consiste na aplicação de ondas sonoras na região do calcanhar, onde está a dor, através da qual é possível estimular a recuperação.
  • Cirurgia: esta é feita para separar a fáscia plantar do osso do calcanhar. Esta opção é utilizada naqueles pacientes onde a dor é severa e os tratamentos anteriormente descritos não surtiram efeito.

Como evitar os pés avermelhados

Se deseja evitar que a sola do pé fique vermelha, siga estas recomendações:

  • Use calçados que tenham um bom amortecimento: são recomendados calçados com saltos baixos, com suporte ortopédico, solas grossas e que possuam amortecimento extra. É importante evitar caminhar descalço.
  • Calçados em bom estado: se seus calçados esportivos estão desgastados, evite seu uso; troque-os caso estejam velhos, antes que parem de amortecer seus pés.
  • Praticar um esporte de baixo impacto: a realização de exercícios como nadar ou andar de bicicleta evitam a tensão na fáscia plantar, diferentes de outras atividades como correr e caminhar, que a afetam diretamente.
  • Esticar as solas dos pés diariamente: a prática diária de exercícios caseiros permite alongar a fáscia plantar, os músculos da panturrilha e o tendão de Aquiles, isto fará com que a tensão na área diminua.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Sola do pé vermelha: causas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Ossos, articulações e músculos.

Bibliografia
  • Artidiello Bustio, D., Hernández Echevarría, D. C., Aguilar Artidiello, H., & Salazar Camacho, M. C. (2015). Fascitis plantar. Revista de Ciencias Médicas de Pinar del Río, 19(2), 206-213.
  • Leal, R. J. (2010). Tratamiento de la fascitis plantar. Revista española de podología, 21(3), 110-113.
  • Sánchez Rodríguez, R., Martínez Nova, A., Gómez Martín, B., & García, F. (2007). Fascitis plantar. Tratamiento ortopodológico. Fisioterapia (Madr., Ed. impr.), 106-112.

Escrever comentário sobre Sola do pé vermelha: causas e tratamento

O que lhe pareceu o artigo?

Sola do pé vermelha: causas e tratamento
1 de 2
Sola do pé vermelha: causas e tratamento

Voltar ao topo da página