Partilhar

Verrugas no saco escrotal: o que pode ser

Por Gennesis Gonzalez, Médica Cirurgiã. Atualizado: 14 maio 2019
Verrugas no saco escrotal: o que pode ser

Você notou que está com verrugas no saco escrotal e não sabe o que pode ser? Também conhecidas como verrugas genitais, são um tipo de doença sexualmente transmissível que, apesar de ser pouco falada, deve ser conhecida, assim como tudo o que está relacionado com o seu aparecimento.

A presença de verrugas genitais ou verrugas nos testículos são o resultado do contágio do vírus do papiloma humano, popularmente conhecido como HPV. Estas verrugas, além de aparecerem na pele dos genitais, podem aparecer no ânus e são transmitidas com muita facilidade quando existe contato direto com a pele de uma pessoa infectada. Neste artigo do ONsalus te falaremos detalhadamente sobre as verrugas nos saco escrotal: o que pode ser, sintomas e tratamento adequado.

Também lhe pode interessar: HPV no homem: sintomas e tratamento

Verrugas no saco escrotal: o que pode ser

A presença de verrugas no escroto, isto é, na pele que recobre os testículos, está relacionada com o vírus do papiloma humano. Embora existam muitas variedades deste vírus, nem todas têm a capacidade de causar as temidas verrugas genitais.

É normal que o vírus permaneça muito tempo na pele até que comecem a se manifestar os primeiros sintomas, o que pode demorar meses ou anos.

São muitos os termos utilizados para mencionar as verrugas nos testículos. Elas também são conhecidas como verrugas genitais ou verrugas venéreas. E, além de aparecerem na pele que cobre os testículos, também podem aparecer na virilha e no ânus.

As verrugas no saco escrotal aparecem após o contato sexual com uma pessoa infectada. O problema é que, apesar de ser usado como método de proteção, o preservativo ou camisinha não protege as áreas circundantes do pênis.

Caso não sejam tratadas a tempo, as verrugas nos saco escrotal provocadas pelo vírus do papiloma humano, podem se transformar em câncer em alguns casos, dependendo do tipo do HPV.

Nos Estados Unidos, pelo menos 50% dos homens sexualmente ativos apresentaram o vírus do papiloma humano ao menos uma vez em sua vida[1]. Assim descreve um artigo de revisão realizado pelo Hospital General do México.

Verrugas no saco escrotal: o que pode ser - Verrugas no saco escrotal: o que pode ser

Verrugas nos testículos: sintomas

O vírus do papiloma humano nos homens pode se manter latente durante algum período de tempo, que pode ser de meses ou anos. Além disso, quando aparecem as verrugas iniciais, em alguns casos elas podem não ser vistas a olho nu.

Quando as pequenas verrugas no saco escrotal aparecem, podem surgir de forma isolada ou em pequenos grupos. Estas podem ser de dois tipos (planas ou elevadas) e muitas pessoas as descrevem como similares a uma couve-flor. Algumas não manifestarão nenhum tipo de dor e outras podem causar a sensação de coceira intensa e sangramento, sendo que estas características são variáveis.

Por outro lado, as verrugas visíveis nos testículos podem ser esbranquiçadas ou da cor da pele. Há casos nos quais o tipo HPV não apresenta nenhum sintoma, mas é possível transmiti-lo a outra pessoa que poderá, ela sim, manifestar as verrugas.

Verrugas no saco escrotal: como tratar

Uma vez que você tenha notado que tem uma ou várias verrugas nos testículos, deve ir imediatamente ao médico para ter um diagnóstico preciso. É provável que, se as verrugas nos testículos não geram nenhum tipo de incômodo, você não precise de nenhum tratamento.

Por outro lado, se apresentar algum sintoma ou se as verrugas são suficientemente visíveis para provocar estresse emocional, o médico pode indicar alguns tratamentos eficazes para fazê-las desaparecer, apesar de existir a possibilidade de que possam reaparecer.

Existem alguns medicamentos para verrugas nos testículos que podem ser aplicados diretamente sobre a pele:

  • Imiquimode: este é um creme que estimula o sistema imunológico e combate as verrugas nos testículos. Os efeitos colaterais que podem surgir após a utilização deste creme incluem a irritação na pele, assim como vermelhidão, mal-estar, dor corporal e fadiga.
  • Podofilina: este tipo de medicamento destrói o tecido da verruga que está localizado na pele que cobre os testículos e deve ser aplicado diretamente pelo médico, exceto se for utilizar o podofilox, que contém o mesmo princípio ativo que a podofilina, mas que pode ser utilizado pelo paciente em casa.
  • Ácido tricloroacético: é outro tratamento indicado pelo médico utilizado para tratar as verrugas nos testículos. Este pode causar como efeito colateral irritação leve na pele, dor e algumas feridas.
  • Sinecatechins ou veregen: da mesma forma que os anteriores, este é outro creme utilizado para tratar as verrugas localizadas nos testículos. Os efeitos colaterais são leves, mas podem aparecer e incluem dor e vermelhidão da pele.

Todos estes medicamentos devem ser indicados pelo especialista. Em alguns casos é possível que seja necessário o uso da cirurgia para fazer desaparecer qualquer verruga que tenha um tamanho maior e que não tenha desaparecido com o tratamento utilizado previamente. Os tratamentos cirúrgicos a serem utilizados são:

  • A crioterapia ou congelamento com nitrogênio líquido, onde se gera uma bolha ao redor da verruga, desta forma é possível desprender a pele nova onde está localizada a lesão.
  • Na eletro-cauterização realiza-se um tipo de queimadura nas verrugas através de corrente elétrica.
Verrugas no saco escrotal: o que pode ser - Verrugas no saco escrotal: como tratar

Verrugas genitais: como prevenir

Por se tratar de uma doença sexualmente transmissível e não evitável com o uso de uso de preservativos, a melhor forma para evitar seu aparecimento é através da vacina para o vírus do papiloma humano.

A vacina é recomendada para:

  • Todos as crianças com 11 ou 12 anos.
  • Crianças mais velhas e homens com 21 anos que não tenham sido vacinados quando jovens.
  • Homens com 26 anos de idade, homossexuais ou bissexuais.

A dose da vacina vai depender da idade do paciente e é aplicada na parte superior do braço. Sabe-se que a vacina é muito mais eficaz se aplicada em crianças muito antes de iniciarem a atividade sexual. A presença de verrugas nos testículos não é uma condição que deva ser ignorada, por isso que é necessário visitar o médico para iniciar o tratamento adequado.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Verrugas no saco escrotal: o que pode ser, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema reprodutor masculino.

Referências
  1. Carlos Eduardo Aranda-Flores (2015). Infección por el virus del papiloma humano en varones. Ginecol Obstet Mex 2015;83:697-706. Acessado em 07 de janeiro de 2019. Disponível em: http://www.medigraphic.com/pdfs/ginobsmex/gom-2015/gom1511f.pdf

Escrever comentário sobre Verrugas no saco escrotal: o que pode ser

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Daniel
verruga na virilha é sempre hpv?

Verrugas no saco escrotal: o que pode ser
1 de 3
Verrugas no saco escrotal: o que pode ser

Voltar ao topo da página