Partilhar

Alimentos que clareiam os dentes

Por Nídia do Carmo, Editora e redatora ONsalus. Atualizado: 14 março 2018
Alimentos que clareiam os dentes

Nada é tão atraente no sorriso de alguém como dentes brancos, uniformes e brilhantes. Ter uma dentadura impecável é possível se os nossos dentes receberem o cuidado necessário para que se mantenham saudáveis e livres de manchas. Muitos são os hábitos e alimentos que danificam o esmalte dos dentes e comprometem a sua cor, assim como o café, o chá, o tabaco e o vinho tinto. Para ter um sorriso de sonho, é necessário restringir o seu consumo.

Na busca de uma dentadura bonita e saudável, o primeiro objetivo é eliminar o tom amarelo dos dentes. Para isso, não é necessário pagar um por um clareamento dental caro, basta incluir alimentos ricos em vitamina C e D na sua alimentação, assim como cálcio e magnésio para que a coloração dos seus dentes possa melhorar de um jeito natural. Existem vários alimentos que clareiam os dentes como os morangos, os queijos, o brócolis, as maçãs, a cenoura e o abacaxi. Continue lendo este artigo do ONsalus e descubra quais são as propriedades destes alimentos que permitem o efeito sorriso branco!

Também lhe pode interessar: Causas de dor de dente

Porque os dentes amarelam?

Os dentes são formados, de dentro para fora, pelas seguintes camadas: polpa, cimento dental, dentina e esmalte. O esmalte é a camada mais superficial do dente, mas é também a mais forte, já que protege as outras camadas mais suaves das bactérias e germes que podem existir na boca e da sensibilidade que os alimentos frios e quentes podem gerar. Além disso, o esmalte tem de ser resistente o suficiente para suportar a pressão exercida durante a masticação.

É possível que você se lembre do momento em que caíram os primeiros dentes e ganhou uma dentadura permanente, em que a cor do esmalte era tão clara que iluminava o seu sorriso. Contudo, com o passar do tempo, a cor dos seus dentes foi ficando cada vez mais opaca e amarelada. O desgaste da cor do esmalte é um processo normal devido à função desta camada e a cor e resistência do mesmo vai se perdendo à medida que apertamos uns dentes contra os outros, mastigamos alimentos duros ou com corante, usamos os dentes como ferramenta para abrir objetos ou negligenciamos o cuidado e a higiene necessária. Além disso, é importante explicar que, com o passar dos anos, o esmalte vai enfraquecendo até ficar cada vez mais fino, ao ponto de ser possível notar a cor da camada dentina. Embora a dentina se mantenha saudável, o esmalte começa a rachar e a acumular manchas dentro dessas fissuras minúsculas nessa fase.

Tipos de manchas dentárias

O processo explicado anteriormente dá lugar ao que, em odontologia, é conhecido como manchas extrínsecas. Este tipo de mancha surge como consequência do consumo de bebidas e alimentos com corante, de hábitos como fumar e do desgaste do esmalte com o passar dos anos. Quando este tipo de mancha dental é superficial, pode ser eliminado com a escovagem dentária e com o uso de uma pasta clareadora ou através do consumo de alimentos que clareiam os dentes.

No entanto, quando a mancha penetra completamente no esmalte e atravessa a dentina, falamos de manchas intrínsecas que, normalmente, se formam por algum tipo de lesão ou pancada, ingestão de flúor, uso de substâncias químicas, medicamentos como a tetraciclina, entre outros. Estas manchas apenas somem com tratamentos especializados e realizados unicamente por um odontologista.

Alimentos que clareiam os dentes - Porque os dentes amarelam?

O que provoca manchas nos dentes - causas

  • Bebidas e alimentos com corantes; café, gasosas escuras, vinho tinto, molho de soja, chá.
  • Alimentos cítricos que possuem ação erosiva no esmalte.
  • Fumar ou mascar tabaco faz com que os depósitos de nicotina se acumulem no esmalte, o que provoca manchas intrínsecas.
  • Consumo de alguns medicamentos ou substâncias químicas.
  • O bruxismo é capaz de rachar ainda mais o esmalte.
  • Higiene dental inadequada.
  • Alguns tipos de amálgamas dentais para tratar as cáries.
  • Radiação e quimioterapia.
  • Quedas, pancadas e qualquer tipo de impacto dental.
  • Excesso de flúor presente na água da torneira, pastas dentárias, enxágues bucais e suplementos.

Morangos

As propriedades dos morangos são incontáveis, sim, mas esta fruta se destaca pelos benefícios que oferece à saúde dental. os morangos são ricos em xilitol, um poliálcool que não é metabolizado corretamente pelos micro-organismos bucais, fazendo com que seja muito eficaz para eliminar qualquer tipo de bactéria nociva para o nosso bem-estar, enquanto estimula a circulação sanguínea das gengivas.

Além de ajudar a combater a acumulação de placa dental, o morango permite travar a desmineralização que ocorre quando o pH da boca baixa, uma das principais consequências do desgaste da camada mais importante do dente: o esmalte. Recordemos que, quando o esmalte se gasta, surgem manchas e cáries. Por isso, se bem que é mito que os morangos possuem ação clareadora, estas frutas podem proteger o esmalte para evitar que surjam manchas. Desse jeito, comer morangos é sinônimo de um esmalte mais limpo e resistente.

Os queijos

Os queijos são ricos em ácido láctico que ajuda a manter a dentadura forte e combater as cáries. Além disso, contêm proteínas, cálcio, minerais, fósforo e caseína, sendo esta ultima substância responsável por clarear os dentes, já que previne e reduz a erosão do esmalte, enquanto o seu alto teor de cálcio fortalece a dentadura.

Contudo, os queijos - especialmente o tipo cheddar - estimulam a produção de saliva na boca e, junto com a sua carga de fosfatos e cálcio, permitem endurecer a dentadura para combater a sua decomposição. A produção extra de saliva forma uma barreira protetora no esmalte que previne a sua erosão.

Alimentos que clareiam os dentes - Os queijos

O abacaxi

O abacaxi é rico em bromelina, uma enzima que possui propriedades clareadoras que favorecem a cor do esmalte e a saúde dentária. O abacaxi não atua apenas como um removedor natural de manchas, mas também elimina a placa dentária composta por bactérias que se acumulam nos dentes. Este benefício ajuda a combater as cáries e patologias das gengivas como a gengivite. A placa dentária é uma das principais causas do desgaste do esmalte dental.

Para clarear os dentes comendo abacaxi, recomendamos que você consuma a fruta ao natural e sem nenhum tipo de substância adicionada. Não esqueça que as conservas, sumos ou frutas desidratadas são ricas em açúcar, uma das substâncias que mais provoca erosão no esmalte dos dentes.

Brócolis e maçãs

A maçã é a protagonista dos alimentos que clareiam os dentes, sendo um dos melhores alimentos para a saúde dental geral. Isso acontece porque a maçã aumenta a produção de saliva, protegendo o esmalte. Além disso, a textura da polpa da maçã empurra os dentes em cada mordida, como se fosse uma escova de dentes, deixando a dentadura mais limpa e eliminado o excesso de placa. A composição desta fruta também permite combater o mau hálito.

O brócolis, por sua vez, é rico em cálcio, ácido fólico, ferro, vitamina A e muita fibra. Todos estes componentes concentrados em um só alimento permitem formar uma camada protetora do esmalte que evita que ele se desgaste e que sofra erosão durante o contato com outros alimentos, substâncias e bebidas que podem manchá-lo. Além disso, por ser um alimento crocante, o brócolis estimula a produção de saliva, o que ajuda a diminuir as manchas. Ter dentes mais saudáveis é possível, já que 100 gramas de brócolis equivalem a 210 miligramas de cálcio.

Alimentos que clareiam os dentes - Brócolis e maçãs

A cenoura

A cenoura é um dos alimentos que clareiam os dentes naturalmente, já que é rica em betacarotenos que se transformam em vitamina A no corpo. A vitamina A é a mais importante para manter a saúde do esmalte dental, já que o fortalece enquanto protege as gengivas e combate a gengivite.

Do mesmo jeito que o brócolis, comer cenoura crua e sem pele estimula a produção de saliva, o que ajuda a eliminar manchas superficiais e a remover o excesso de placa dental graças ao seu efeito crocante.

Como deixar os dentes mais claros

  • Diminuir o consumo de alimentos com corantes.
  • Usar pasta dental clareadora.
  • Escovar os dentes com bicarbonato de sódio uma vez por mês.
  • O gel e as bandas clareadoras de farmácia possuem um efeito mais notório do que as pastas dentais.
  • Visitar um odontologista uma vez por ano para fazer uma limpeza dental profunda.
  • Escovar os dentes três vezes por dia, no máximo. O abuso da pasta dental e da escovagem também desgasta o esmalte.
  • Passar fio dentário depois de cada refeição para evitar a formação de placa e a acumulação de bactérias.
  • Deixar de fumar.
  • Consultar o dentista para saber mais sobre os novos tratamentos especiais de clareamento dental.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Alimentos que clareiam os dentes, recomendamos que entre na nossa categoria de Dentes e boca.

Escrever comentário sobre Alimentos que clareiam os dentes

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Dario
Alimentos bons para os dentes nunca são demais. Obrigado pelo aprendizado de alimentos que fazem bem para os dentes!

Alimentos que clareiam os dentes
1 de 4
Alimentos que clareiam os dentes

Voltar ao topo da página