Doenças da bexiga

Ardência ao urinar, mas não é infecção: causas e tratamento

 
Dra. Ivonne Nieves Blanco
Por Dra. Ivonne Nieves Blanco, Médica Cirurgiã. 23 maio 2023
Ardência ao urinar, mas não é infecção: causas e tratamento

A dor ao urinar sem ser infecção pode ser causada por cistite não infecciosa, uretrite não infecciosa, pedras na bexiga ou nos rins, aumento da próstata, entre outras condições e aflições.

Esses incômodos geralmente se apresentam como ardência ou até mesmo dor ao urinar e podem ocorrer em qualquer idade, tanto em homens quanto em mulheres, embora sejam mais frequentes nestas últimas.

A seguir, neste artigo do ONsalus, explicamos cada uma das causas que podem desencadear a ardência ao urinar sem que haja uma infecção e seus respectivos tratamentos.

Também lhe pode interessar: Por que bebo muita água e urino pouco?

Índice

  1. Cistite não infecciosa
  2. Uretrite não infecciosa
  3. Cálculos na bexiga
  4. Pedras nos rins
  5. Hiperplasia prostática benigna
  6. Estenose uretral
  7. Câncer de próstata
  8. Radioterapia ou quimioterapia

Cistite não infecciosa

A cistite é uma inflamação da bexiga que pode ser de origem infecciosa ou não infecciosa. Quando não é causada por infecção, pode ser devida a uma reação a determinados medicamentos, radioterapia ou até mesmo substâncias que podem irritar a bexiga, como produtos de higiene íntima ou géis espermicidas, uso prolongado de cateteres, radioterapia ou complicações de outras doenças.

A cistite não infecciosa se apresenta com dor ou queimação ao urinar, micção noturna frequente e sangue na urina.

Tratamento

O tratamento será baseado no alívio dos sintomas. O médico prescreverá medicamentos anticolinérgicos para ajudar a bexiga a se contrair e esvaziar e relaxantes musculares para reduzir a forte vontade de urinar ou a necessidade de urinar com frequência.

Ardência ao urinar, mas não é infecção: causas e tratamento - Cistite não infecciosa

Uretrite não infecciosa

Outra causa da ardência ao urinar mas sem ser infecção é a uretrite, é uma inflamação da uretra que pode ser causada por uma infecção ou ser de origem não infecciosa. Se não for causada por infecção, pode ser decorrente de traumatismo, colocação de cateter na bexiga, irritação causada por produtos químicos ou produtos de higiene íntima, ou outras causas.

Tratamento

O tratamento será baseado no alívio dos sintomas, com analgésicos e anti-inflamatórios para reduzir a dor e a inflamação causadas por traumatismos ou algum agente que provoque irritação.

Cálculos na bexiga

Os cálculos urinários, como também são conhecidos os cálculos na bexiga, são massas duras que ocorrem quando os minerais da urina se acumulam e impedem sua passagem pela uretra.

Quando uma pedra bloqueia a passagem da urina, ela pode causar os seguintes sintomas:

  • Dor ao urinar ou dificuldade para urinar.
  • Aumento da frequência urinária durante a noite.
  • Urina turva ou de cor escura
  • Sangue na urina.

Para que esses sintomas ocorram no trato urinário, não é necessário passar por um processo infeccioso.

Tratamento

O médico prescreverá a ingestão de muita água para que os cálculos pequenos possam ser mobilizados e eliminados naturalmente. Se forem grandes, serão necessários outros procedimentos:

  • Remoção dos cálculos por meio de um pequeno tubo conectado a uma câmera em uma das extremidades para que o médico responsável pelo procedimento possa ver o cálculo. A remoção pode ser feita por laser, ultrassom ou por um instrumento que quebra o cálculo em pequenos fragmentos.
  • A remoção cirúrgica é outro procedimento usado para remover cálculos. Esse procedimento será realizado na sala de cirurgia sob anestesia.

Pedras nos rins

Seguimos nossa lista com as diferentes causas para a ardência ao urinar sem ser infecção detalhando os cálculos renais, depósitos de minerais e sais que se acumulam no interior dos rins. Eles podem afetar qualquer parte do trato urinário. Dependendo da substância de que são feitos, eles serão feitos de:

  • Oxalato de cálcio.
  • Ácido úrico
  • Estruvita e cistina.

A presença desses cálculos pode ou não causar sintomas. Quando isso acontece, elas podem causar desconforto, como

  • Dor forte e latejante abaixo das costelas ou nas costas, que pode se espalhar para o abdômen e até mesmo para a virilha.
  • Náuseas e vômitos.
  • Sangue na urina.

Tratamento

O tratamento dependerá do tipo de cálculo e da causa do cálculo.

Se os cálculos forem pequenos, o médico sugerirá:

  • Beber bastante água.
  • Analgésicos para aliviar a dor.
  • Tomar certos medicamentos para expelir os cálculos.

Quando forem grandes, além de sintomáticas, serão necessárias as seguintes medidas:

  • Procedimentos que utilizam ondas sonoras, como a litotripsia extracorpórea por ondas de choque. Esse procedimento quebra o cálculo em pequenos pedaços para que eles possam ser eliminados do corpo na urina.
  • A cirurgia é realizada na sala de cirurgia sob anestesia geral ou local, dependendo da condição do paciente.
Ardência ao urinar, mas não é infecção: causas e tratamento - Pedras nos rins

Hiperplasia prostática benigna

A hiperplasia prostática benigna é uma condição caracterizada pelo aumento do tamanho da próstata, que ocorre à medida que o homem envelhece. É um processo natural, mas pode causar algum desconforto ao urinar, como, por exemplo:

  • Dificuldade para urinar.
  • Diminuição do calibre do jato urinário.
  • Necessidade de urinar com frequência.

Tratamento

Uma vez feito o diagnóstico, o médico prescreverá medicamentos que reduzem o tamanho da próstata.

Se não houver melhora, o médico recomendará o tratamento cirúrgico, como a ressecação transuretral da próstata, a qual é a cirurgia mais comumente usada.

Estenose uretral

A estenose uretral também pode causar a ardência ao urinar sem ser infecção. Se trata de um estreitamento da uretra, a qual é o tubo que leva a urina para fora do corpo e pode causar desconforto ao urinar sem a necessidade de uma infecção. A estenose uretral resulta de cicatrização e fibrose da mucosa uretral.

Essa condição pode causar o seguinte desconforto ao urinar sem que haja de fato uma infecção:

  • Diminuição do fluxo de urina.
  • Dificuldade ou dor ao urinar.
  • Esvaziamento incompleto da bexiga.
  • Aumento da frequência urinária

Tratamento

O tratamento da estenose uretral dependerá do grau de obstrução que ela estiver causando. Para isso, o médico especialista indicará o procedimento a ser seguido, mas inicialmente recomendará a dilatação da estenose, seja com a colocação de um stent ou por meio de uma endoscopia para ressecar a estenose. Se isso não funcionar, será indicada a cirurgia direta da estenose.

Câncer de próstata

O câncer de próstata é o tumor mais comum em homens. Ele se caracteriza pelo crescimento lento e permanece restrito à próstata por anos, sem causar metástase. Quando esse tumor cresce para dentro da uretra, pode causar obstrução e resultar nos seguintes sintomas:

  • Dificuldade e dor ao urinar.
  • Diminuição do calibre da urina.
  • Aumento da frequência urinária.
  • Hematúria (sangue na urina).
  • Hematospermia (sangue no sêmen).

Tratamento

Se diagnosticado nos estágios iniciais, é curável por meio de cirurgia e radioterapia. Os tumores avançados sem metástase são tratados com esta última, enquanto, em caso de metástase, são usados medicamentos bloqueadores de hormônios (inibição da testosterona). É importante mencionar que esse câncer tem um prognóstico ruim.

Radioterapia ou quimioterapia

Por último mas não menos importante, outra coisa que provoca ardência ao urinar sem ser infecção são os tratamentos de câncer, como radioterapia e quimioterapia, que podem causar desconforto, como dor, ardência e dificuldade para urinar, aumento da frequência urinária e dor abdominal.

Tratamento

O desconforto desaparecerá quando os ciclos de tratamento forem concluídos. O médico prescreverá analgésicos ou anti-inflamatórios para melhorar os sintomas enquanto o efeito do tratamento passa.

Agora que conheceu os principais motivos para a ardência ao urinar sem ser infecção, não perca este outro artigo sobre ardência na vagina após a relação sexual, o que pode ser?

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Ardência ao urinar, mas não é infecção: causas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Rins e sistema urinário.

Bibliografia
  • Llorente, C., Hernández, V., & Goizueta, F. J. D. (2014). Aspectos generales de la estenosis uretral: etiología, epidemiología, fisiopatología, clasificación. Principios generales de la reparación uretral. Arch. Esp. Urol, 67(1), 12-16.
  • Monrroy Vega, D. A., & Mullisaca Vito, R. (2011). Cálculos renales o nefrolitiasis. Revista de Actualización Clínica Investiga, 11, 539.
  • Savoie, P. H., Donat, N., Mortier, P., Verde, K. L., Deledalle, F. X., & Fournier, R. (2015). Cálculos y cuerpos extraños de la vejiga y la uretra. EMC-Urología, 47(3), 1-7.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
1 de 3
Ardência ao urinar, mas não é infecção: causas e tratamento