menu
Partilhar

Cólica após relação: causas e tratamentos

 
Por Redação ONSalus. 23 novembro 2020
Cólica após relação: causas e tratamentos

As relações sexuais deveriam ser maravilhosas e prazerosas para todas as pessoas que desejam tê-las. No entanto, a mente e o corpo às vezes podem pregar peças.

Sofrer dores após uma relação sexual não é algo desejável, e por isso que entender o que está acontecendo é o primeiro passo para conseguir melhorar este problema. Entre as causas de tais desconfortos podem estar a ovulação, as infecções ou a gravidez, entre outras. Neste artigo do ONsalus, te explicarmos por que você tem cólica relação sexual e o que fazer a respeito.

Também lhe pode interessar: Cólica após relação: causas e soluções

Causas das cólicas após relação

As relações sexuais deveriam ser prazerosas. Sentir dor durante as mesmas ou após elas não é nada agradável. Entender os motivos pelos quais isto acontece pode te ajudar a resolver o problema e a encontrar um caminho para aproveitar dos seus encontros íntimos. Vejamos a seguir quais são as possíveis causas das cólicas ou dores no abdômen depois de ter relações:

Orgasmo

O orgasmo ou clímax é o momento em que se atinge o pico do prazer sexual. São produzidas, em resposta, algumas contrações involuntárias na região pélvica, as quais podem ser sentidas de forma significativa e dar a sensação de sofrer cólicas ou dores.

Em alguns casos, os incômodos se tornam muito fortes e, muitas vezes, o componente emocional tem um papel muito importante. Se a mulher tem medos, frustrações ou proibições durante a relação é possível que as sensações sentidas não sejam completamente prazerosas. Trabalhar isto pode resolver estes conflitos e melhorar suas sensações durante o sexo.

Inclinação uterina

Algumas mulheres têm o útero mais inclinado do que normal. Essa inclinação maior pode fazer com que a sensação durante a penetração seja um pouco mais dolorosa e, inclusive, pode provocar cólicas caso o ato sexual seja mais brusco do que o normal.

Ovulação

Próximo do 14º dia do ciclo menstrual é comum ocorrer a saída de um óvulo do ovário até o útero, esperando a fecundação.

Durante este dia ou nos dias próximos à ovulação, algumas mulheres sentem mais sensibilidade na região genital. É por isso que é possível sentir uma dor no abdômen do tipo cólica depois de ter relações sexuais intensas.

Dispositivo intrauterino

Um DIU é um método anticoncepcional que consiste na colocação de um pequeno dispositivo no útero para impedir a subida dos espermatozoides e a fecundação do óvulo.

Algumas mulheres que utilizam o DIU podem sentir incômodos, dor ou ter sangramentos fora da menstruação. É possível que estes incômodos sejam maiores durante ou depois das relações sexuais.

Neste caso, é importante avaliar se existe algum método mais apropriado e que provoque menos incômodos.

Gravidez

Pode ser que os incômodos que você apresentar sejam contrações do útero. Estas são frequentes em uma mulher grávidas e não é desejável que ocorram, pois podem afetar o bebê.

Portanto, se acha que isto possa estar acontecendo com você, é conveniente fazer um teste de gravidez ou um acompanhamento ginecológico.

Desconforto pós-parto

Ao fim de uma gravidez, existem alguns incômodos normais na parte baixa do abdômen. Via de regra, a indicação médica é que uma mulher que tenha dado a luz espere pelo menos 45 dias para voltar a ter relações sexuais.

De qualquer forma, essa quantidade de dias pode variar de uma mulher para outra. Há algumas que já estarão prontas nesse tempo, mas outras não. É importante saber entender seu corpo e suas sensações e, sobretudo, poder falar disso com seu parceiro.

Infecção urinária

A inflamação ou infecção da bexiga, conhecida como cistite, pode causar bastante incômodo, como sensação de não ter urinado completamente, ardência ao urinar, urinar em pouca quantidade e muito frequentemente, dor espontânea na parte baixa do abdômen e, inclusive, dor durante ou depois de uma relação sexual.

Você pode notar que a urina fica mais turva ou, inclusive, que há sangue nela. Se acha que este é o seu caso, é importante consultar um médico, já que as infecções podem se agravar, sobretudo, em mulheres que sofrem de diabetes ou outras doenças que baixem a imunidade.

Infecção vaginal

Uma infecção vaginal pode se estender até o útero e as trompas, causando diversos sintomas como: fluxo abundante, fluxo mal cheiroso, dor pélvica, mal-estar geral, febre.

Nas primeiras fases de uma infecção deste tipo, podem ser sentidas dores durante ou depois de uma relação sexual.

Cistos no ovário

Normalmente, os cistos no ovário são assintomáticos, mas pode acontecer de um cisto se romper durante um ato sexual intenso, o qual causa muita dor na região pélvica.

Endometriose

É a presença de tecido similar ao do útero em outro local. O mais frequente é que essa implantação ocorra na cavidade abdominal.

É comum que alguém que sofra de endometriose tenha cólicas menstruais muito fortes, que, eventualmente, também podem surgir durante ou após o coito.

Na maioria das vezes, as causas não são graves, mas você deve ficar atenta com a frequência e gravidade com que apareçam os sintomas, para que desta forma possa consultar o médico quando for necessário.

É normal ter cólicas depois da relação?

Como comentamos anteriormente, não é desejável ter dores durante ou depois de uma relação sexual, por isso que não é normal ter cólicas quando se deveria sentir prazer.

Se você é uma destas mulheres que sentem este tipo de incômodo com muita frequência, a melhor coisa a se fazer é consultar um médico. Descartar possíveis infecções ou outros tipos de alterações na área genital pode te ajudar a fazer o tratamento adequado.

Por outro lado, os obstáculos emocionais podem se apresentar no corpo e podem fazer que uma experiência que deveria ser prazerosa se transforme em sofrimento. Especialmente neste caso, você deve procurar ajuda para resolver o problema. A mente é maravilhosa, mas também pode pregar peças em você.

Como aliviar cólica depois do sexo

Se você não está com febre, infecções, corrimento e nem suspeita de outro problema biológico importante, pode tentar lidar com as cólicas sozinha. Se, pelo contrário, acha que está sofrendo um problema que precise ser resolvido com atendimento médico, é conveniente consultá-lo o quanto antes.

Para aliviar a dor na barriga depois de ter relações você pode:

  • Aplicar uma compressa morna na região inferior do abdômen: as cólicas que surgem durante os orgasmos ou aquelas que aparecem durante a ovulação ou a menstruação são contrações musculares que podem ser suavizadas com a aplicação de calor no local.
  • Tomar uma sopa de gengibre: cozinhar algumas fatias de gengibre descascado durante 10 minutos e depois deixar descansar por mais 10 minutos. Você pode tomar até 3 xícaras desta sopa em um dia, caso seja necessário.
  • Massagear a área que está doendo com óleo de gergelim: este óleo tem a propriedade de fornecer calor. Entre outros benefícios, pode ajudar a acalmar desconfortos musculares, como os que são produzidos por estes tipos de cólicas. As massagens devem ser feitas de cima para baixo.
  • Tomar um analgésico se não tiver doenças que o contraindiquem.
  • Relaxe sua mente. Foque na dor e tente ir liberando os incômodos que ela te causa.

Se as cólicas ocorrem muito frequentemente, causam muitos incômodos ou tem outros sintomas associados, é conveniente consultar seu médico.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Cólica após relação: causas e tratamentos, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema reprodutor feminino.

Bibliografia
  • Tenfelde S, Tell D, Brincat C, Fitzgerald CM. Musculoskeletal Pelvic Pain and Sexual Function in the First Year After Childbirth. J Obstet Gynecol Neonatal Nurs. 2019 Jan;48(1):59-68. doi: 10.1016/j.jogn.2018.10.004. Epub 2018 Nov 30. PMID: 30503526.
  • Ghizzani A, Orlandini C, Bernardi MG, Cevenini G, Luisi S. Sexual pain in women: quality of sex life and marital relations. Minerva Ginecol. 2017 Aug;69(4):381-389. doi: 10.23736/S0026-4784.17.04054-0. Epub 2017 Apr 4. PMID: 28381078.
  • Grangier L, Aerts L, Pluchino N. Les dyspareunies chez les patientes atteintes d’endométriose [Clinical investigation of Sexual pain in patients with endometriosis]. Rev Med Suisse. 2019 Oct 23;15(668):1941-1944. French. PMID: 31643155.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Cólica após relação: causas e tratamentos
Cólica após relação: causas e tratamentos

Voltar ao topo da página