menu
Partilhar

Corrimento branco e cólica sem menstruação: causas e tratamento

 
Por Redação ONSalus. 10 fevereiro 2021
Corrimento branco e cólica sem menstruação: causas e tratamento

O corrimento vaginal é um dos motivos mais frequentes de consulta com um ginecologista, sendo que caso este venha acompanhado de dor, gera muito preocupação para a mulher. Uma infecção vaginal, o momento da ovulação e os hábitos que você tem podem ser as causas deste tipo de problema.

Se está interessada em conhecer mais sobre as causas e tratamento das cólicas sem menstruação e corrimento branco, explicamos neste artigo do ONsalus.

Também lhe pode interessar: Cólica após relação: causas e tratamentos

Cervicite por candidíase vaginal

Uma das causas mais frequentes de ter dor na parte de baixo da barriga ou na vagina e corrimento branco é a cervicite por candidíase vaginal.

Trata-se de uma infecção causada pelos fungos Candida albicans. O crescimento dos mesmos é favorecido por uma alteração anormal da flora vaginal, o que faz com que os fungos se proliferem e provoquem a inflamação na mucosa. Isto também pode trazer outros sintomas como:

  • Ardência vaginal;
  • Coceira na vagina e nos lábios vaginais;
  • Rachaduras ou lesões na pele genital;
  • Vermelhidão;
  • Irritação;
  • Mau cheiro;
  • Dor ao urinar;
  • Dor ao ter relações sexuais ou depois delas;
  • Urinar em pouca quantidade ou de forma muito frequente.

A candidíase vaginal é um problema muito comum nas mulheres hoje em dia e muitas vezes seu tratamento é difícil, prolongando os incômodos e se transformando em uma doença crônica. É favorecida por uma série de hábitos pouco saudáveis como:

Alimentação

Muitos dos alimentos consumidos diariamente são muito problemáticos para sua saúde. Preste atenção se:

  • Sua dieta está repleta de alimentos processados;
  • Você consome muitos laticínios e carnes;
  • Consome produtos refinados como farinha, açúcar ou sal;
  • O álcool e o café fazem parte do seu dia a dia;
  • Não combina bem os alimentos;
  • Come excessivamente, muito pouco ou sem uma rotina.

Se quer resolver sua infecção de forma simples e definitiva, é melhor você ir direto a causa do problema e adotar mudanças que realmente te ajudem. Desta forma, ao fazer um tratamento, saberá que terá o resultado que espera.

Umidade na zona genital

Existem alguns hábitos que favorecem a candidíase, tais como:

  • Usar absorventes femininos diariamente;
  • Usar absorventes internos durante a menstruação;
  • Usar meias-calças.

Irritantes

O uso de cremes, loções ou produtos de higiene feminina impedem a cura da candidíase, fazendo com que ela se torne crônica.

Duchas vaginais

Embora seu uso tenha se espalhado consideravelmente, esta prática possui muitos problemas.

A vagina deve ser limpada apenas por fora. Ao entrar água, sabonetes, produtos de higiene e até mesmo fazer uma limpeza mecânica com os dedos nela, você auxilia a candidíase, pois não só varre o corrimento, como também aumenta a irritação e remove parte da flora benéfica que luta para combater a cândida. Além disso, este tipo de prática favorece a mudança de pH vaginal, perpetuando, assim, a infecção.

Medicamentos

Alguns medicamentos fazem com que a infecção por cândida apareça e seja prolongada, tais como:

  • Anticoncepcionais orais;
  • Terapia estrogênica durante a menopausa;
  • Antibióticos.

Se este for o seu caso, é conveniente consultar seu médico ou médica de confiança sobre a possibilidade de suspendê-los ou trocá-los.

Outras condições

Embora algumas condições fisiológicas, como a gravidez, ou doenças, como a diabetes, favoreçam uma infecção vaginal crônica por cândida, esta é mais frequente se você tem estes hábitos pouco saudáveis que acabamos de mencionar.

Por isso, se você está grávida ou tem uma imunidade baixa, é muito importante que considere adotar hábitos saudáveis.

Tratamento

A primeira medida é, como já pode notar, mudar seus hábitos. Além disso, se somente tratar os sintomas da infecção, mas não corrigir a causa, pode ser ainda mais difícil para se recuperar, sendo que possivelmente aparecerão outras problemas de saúde.

Além disso, se consultar um(a) ginecologista, é provável que te receite medicamentos para tratar a infecção.

Os antifúngicos mais frequentemente utilizados são:

  • Fluconazol: se tratam de comprimidos. De acordo com o tipo de infecção, podem ser indicados a cada 3 dias semanalmente, às vezes, em tratamentos prolongados.
  • Miconazol e clotrimazol: ambos veem em apresentação tópica para aplicar na forma de creme ou óvulos.
  • Ácido bórico: foram conseguidos excelentes resultados, já que altera o pH da vagina impedindo a proliferação dos fungos.

Corrimento branco e cólica sem menstruação: causas e tratamento - Cervicite por candidíase vaginal

Outras causas da cervicite

Outras infecções, como a tricomoníase ou a gonorreia, podem causar inflamação no colo do útero, cólicas sem menstruação e corrimento vaginal, mas frequentemente este fluxo pega outras colorações entre o amarelo e o esverdeado.

Se você acha que este pode ser o seu caso, consulte um(a) ginecologista. Nele(a) você será examinada, pegarão uma amostra do corrimento, caso seja necessário, e te indicarão o tratamento apropriado.

Corrimento branco e cólica antes da ovulação

Algumas mulheres sentem certos incômodos antes da ovulação. Isto pode acontecer tanto no dia anterior quanto no mesmo dia da ovulação.

Para que um óvulo saia do ovário devem acontecer certas mudanças hormonais que, como consequência, podem gerar dores do tipo cólica. Além disso, nos dias de ovulação, o corrimento vaginal se torna mais espesso e opaco. Algumas mulheres notam ele semelhante à clara de ovo, mas também há aquelas que o tem esbranquiçado.

Conhecer seu corpo te permitirá atravessar estes dias com calma. Notará que os incômodos serão menores se pôr em prática as mudanças de hábitos que te sugerimos anteriormente. Em caso de sangramento, sugerimos a leitura do artigo sobre sangramento na ovulação.

Corrimento e dor do tipo cólica na gravidez

Assim como algumas mulheres sentem estas mudanças na ovulação, é possível que durante uma gravidez o corrimento vaginal mude devido à influência hormonal. No seguinte artigo, te explicamos como é o corrimento nos primeiros dias da gravidez.

Quanto a dor, é importante determinar sua intensidade e quando ela aparece. Caso tenha sido uma dor única nos primeiros dias da gravidez, é possível que se trate da própria implantação do embrião. Se as dores forem mais frequentes ou intensas, convém consultar o mais rápido possível um médico a fim de descartar outros problemas.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Corrimento branco e cólica sem menstruação: causas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema reprodutor feminino.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
Corrimento branco e cólica sem menstruação: causas e tratamento
1 de 2
Corrimento branco e cólica sem menstruação: causas e tratamento

Voltar ao topo da página