Partilhar

Cólica após relação: causas e soluções

Por Leonardo Simon. Atualizado: 27 novembro 2018
Cólica após relação: causas e soluções

Muitas mulheres sentem uma cólica forte após relação, sendo que algumas podem até sentir cólica durante a relação. Sofrer qualquer tipo de de dor ou desconforto depois do sexo não é normal, na verdade, é um indicativo de que algo não está bem e, portanto, o ideal é que você consulte o seu ginecologista assim que possível.

Qualquer dor ou desconforto relacionado com as relações sexuais é conhecido como dispareunia e, na maioria dos casos, está relacionado com problemas nos órgãos femininos, razão pela qual fazer uma consulta é importante para descartar processos infecciosos, inflamatórios e até a presença de cistos nos ovários. Se você quer conhecer as diferentes condições associadas a dor após relação, te convidamos a continuar lendo este artigo do ONsalus sobre a cólica após relação: causas e soluções.

Também lhe pode interessar: Barriga tremendo: o que pode ser

Dor no útero após relação: Lesão durante o ato

Pode acontecer! Em alguns casos, a dor abdominal depois das relações sexuais se deve a um maltrato das paredes da vagina durante a penetração ou a uma penetração muito brusca que afetou sua pélvis. Isto é mais comum em mulheres que apresentam uma leve distensão do saco de Douglas, o espaço entre o útero e o reto. Em geral, quando este é o motivo da cólica após relação, o sintoma passa após algumas horas e melhora rapidamente com o consumo de analgésicos de venda livre.

Para evitar este incômodo é importante conversar com o parceiro sobre as posições que causam menos impacto abdominal na mulher e, se necessário, assumir o ritmo da penetração para evitar qualquer movimento exageradamente brusco que cause o incômodo depois de finalizado o ato. Se a dor não desaparecer dentro de um dia, é importante que você visite seu médico para descartar uma lesão mais grave.

Cólica após relação: causas e soluções - Dor no útero após relação: Lesão durante o ato

Dor forte no útero após relação: Vaginismo

As mulheres que sofrem de vaginismo sentem espasmos involuntários nos músculos que cercam a vagina, os quais podem fechar a vagina e impedir a relação sexual. Existem muitas causas que podem desencadear o vaginismo, as mais comuns incluem ter sofrido algum tipo de abuso sexual no passado, uma resposta involuntária devido à dor física e problemas mentais. Na maioria dos casos, a causa é desconhecida.

O sintoma mais característico que sentem as mulheres que sofrem de vaginismo é a dor durante a penetração vaginal ou a dor pélvica durante as mesmas. As mulheres com esta condição devem ser atendidas por uma ginecologista, uma terapeuta emocional e uma sexóloga para atender cada uma das áreas onde pode se focar o problema. É importante praticar os exercícios de Kegel para relaxar o assoalho pélvico e desfrutar das relações sexuais com mais prazer.

Sentir cólica após relação: Ressecamento vaginal

Através da excitação e da estimulação, a vagina é umedecida naturalmente para facilitar a penetração e o aproveitamento do ato sexual. No entanto, muitas mulheres não lubrificam o suficiente devido a problemas hormonais, menopausa ou ansiedade durante as relações sexuais. Este aspecto pode causar relações sexuais dolorosas e cólica após a relação, que também pode ser acompanhada de ardência nas paredes da vagina.

A boa notícia é que este problema é muito fácil de ser solucionado, pois basta utilizar um lubrificante antes das relações para evitar que isto aconteça.

Cólica após relação: causas e soluções - Sentir cólica após relação: Ressecamento vaginal

Cólica e corrimento depois da relação: Infecção vaginal

Toda mulher experimentará em sua vida ao menos uma infecção vaginal. Esta condição é causada por fungos ou bactérias e é uma das causas mais comuns da dor abdominal depois das relações sexuais. Entre as infecções que provocam este sintoma, encontramos:

  • A candidíase, causada pelo fungo Candida albicans, deve ser tratada com antimicóticos de uso tópico que ajudam a erradicar o fungo da vagina. Entre seus sintomas, ressalta-se o fluxo branco e aquoso similar ao requeijão, ardência e coceira nos lábios vaginais, dor ao urinar, dor ao ter relações sexuais, vermelhidão da vulva. O tratamento pode se estender até 15 dias.
  • A vaginose bacteriana é a infecção vaginal mais comum. É facilmente reconhecível devido à presença de corrimento vaginal de cor cinza e com odor similar a peixe, coceira dentro e fora da vagina, dor ao urinar e dor pélvica que piora após a relação sexual. O médico receitará medicamentos antibióticos orais e tópicos para tratar esta condição e recomenda-se não ter relações sexuais até que a infecção tenha sido controlada.
Cólica após relação: causas e soluções - Cólica e corrimento depois da relação: Infecção vaginal

Dor no útero depois da relação: Cervicite

A cervicite é uma infecção causada por bactérias, vírus, parasitas e fungos que acomete o útero e que, depois das relações sexuais, costuma causar dor intensa na região pélvica. A dor da cervicite pode ser muito mais intensa se o motivo da infecção é o vírus da herpes simples. Em geral, esta condição se manifesta através dos seguintes sintomas:

  • Cólica e sangramento após relação ou entre menstruações.
  • Fluxo vaginal que não desaparece e pode ser de cor branca, cinza ou amarela.
  • Dor vaginal.
  • Relações sexuais dolorosas.
  • Dor, pressão ou sensação de peso na pélvis.

Os medicamentos antibióticos serão o tratamento adequado para tratar a cervicite causada por infecções como a clamídia ou a gonorreia. Os medicamentos antivirais serão necessários para tratar esta doença quando é causada por algum vírus ou herpes. Se a condição não melhorar, pode ser necessário realizar algum tipo de intervenção mais avançada como a criocirurgia ou a terapia com laser.

Dor no pé da barriga após relação: Endometriose

O endométrio é o tecido que cobre o útero. A endometriose ocorre quando o tecido endometrial se encontra fora do útero em grande quantidade, podendo afetar qualquer órgão do corpo, mas mais comumente as trompas de Falópio, os ovários e o colo do útero. As mulheres que sofrem de endometriose sentem uma dor abdominal bastante intensa durante a menstruação, a qual pode inclusive chegar a incapacitar a mulher, fazendo com que ela precise de repouso.

A dor da endometriose também surge durante e depois das relações sexuais prolongadas e com uma penetração profunda. O tratamento para esta condição depende da idade da mulher, da gravidade da doença e se a pessoa deseja, ou não, ter filhos. Em geral, são receitados analgésicos para acalmar a dor, terapia hormonal para evitar que a endometriose piore, cirurgia para remover o tecido dos órgãos e técnicas de relaxamento para suportar os sintomas.

Cólica após relação: causas e soluções - Dor no pé da barriga após relação: Endometriose

Cólica após relação: outras causas

  • Algumas mulheres têm o útero inclinado para trás, o que se conhece como retroversão uterina. Isto pode fazer com que o útero receba impactos durante o coito e que haja dor pélvica depois do ato sexual.
  • Mulheres com ovários policísticos também podem sentir cólica após relação devido ao fato de que algum destes cistos podem ser afetados ou lesionados durante a penetração.
  • As mulheres com doença inflamatória pélvica também sentem cólica forte após relação.
  • Alergia ao látex da camisinha.
  • Ter relações sexuais tendo cistite.
  • Incompatibilidade da forma e tamanho do pênis com a forma e tamanho da vagina.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Cólica após relação: causas e soluções, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema reprodutor feminino.

Bibliografia
  • "Dor pélvica" por David H. Barad, MD, MS, Director of Assisted Reproductive Technology, Center for Human Reproduction. Disponível em: https://www.msdmanuals.com/pt-pt/casa/problemas-de-sa%C3%BAde-feminina/sintomas-de-dist%C3%BArbios-ginecol%C3%B3gicos/dor-p%C3%A9lvica#v4722217_pt
  • "Dispareunia" por Rosemary Basson, MD, Clinical Professor, Department of Psychiatry, University of British Columbia and Vancouver Hospital; Director, UBC Sexual Medicine Program. Disponível em: https://www.msdmanuals.com/pt-pt/casa/problemas-de-sa%C3%BAde-feminina/disfun%C3%A7%C3%A3o-sexual-em-mulheres/dispareunia

Escrever comentário sobre Cólica após relação: causas e soluções

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Maria Paula
Sentir cólica após relação é normal?

Cólica após relação: causas e soluções
1 de 5
Cólica após relação: causas e soluções

Voltar ao topo da página