menu
Partilhar

Como eliminar o cáseo definitivamente

 
Por Redação ONSalus. 15 julho 2021
Como eliminar o cáseo definitivamente

O cáseo amigdalar é algo mais comum do que parece e para algumas pessoas pode ser um grande problema, devido ao mau hálito que pode causar. Estas bolinhas brancas ou amareladas, muitas vezes, são confundidas com pus ou com as temidas placas na garganta, o que podem te fazer pensar em uma infecção, mas como veremos a seguir, o cáseo não tem muita relação com as dores faríngeas por anginas.

Se você quer saber o que é e como eliminar o cáseo definitivamente com os melhores tratamentos e conselhos, continue lendo este artigo do ONsalus, no qual encontrará todas as informações adequadas e explicadas de forma muito simples.

O que é o cáseo amigdalar

O cáseo, caseum ou criptólise amigdaliana é uma formação esbranquiçada ou amarelada, as chamadas bolinhas de garganta, que se instalamnas amígdalas. Não ocorrem em todas as pessoas e isso se deve, precisamente, ao formato diferente das amígdalas de cada pessoa.

É importante dizer que é algo totalmente benigno. Não se trata de uma infecção, muito menos de um tumor ou algo que vai trazer mais complicações, por isso que seu tratamento dependerá apenas do quanto incomode a pessoa que a possui.

Às vezes, o cáseo é confundido com placas de pus na garganta, mas estas bolinhas brancas nunca podem fazer com que haja dor na região, já que não é um material infeccioso.

O sintoma mais frequente que alguém com cáseo possui é o mau hálito, embora possa não ser a única causa, portanto, eliminar as bolinhas brancas da garganta pode não acabar com este problema.

Por que aparecem bolinhas brancas na garganta?

Para que o cáseo fique acumulado nas amígdalas, elas devem ser claramente crípticas, e o que isto significa? Trata-se do fato de que as amígdalas não tem uma superfície lisa, mas que são marcadas como pequenos canais desde a superfície até para dentro, como se fossem pequenos poços. Isto permite que dentro destas crípticas sejam acumulados:

  • Restos de comida.
  • Descamações das próprias criptas.
  • Secreções faríngeas mucosas.

Este processo também ocorre mais frequentemente quando o paciente sofre de refluxo gastroesofágico.

Eliminar o cáseo definitivamente - Tratamento e Conselhos

Como foi dito no parágrafo anterior, o acúmulo de cáseo nas amígdalas é uma questão relacionada com o próprio formato das amígdalas, portanto, a única forma de eliminar definitivamente este problema é removendo as amígdalas através de uma cirurgia.

Além disso, como foi citado anteriormente, também existem fatores fundamentais para a formação das bolinhas brancas, que são o refluxo gastroesofágico e a secreção de mucosidade na faringe. Portanto, se estes aspectos forem melhorados, é lógico que a formação de cáseo será muito menor e, sobretudo, seja possível melhorar o mau hálito que, definitivamente, é o que realmente está incomodando. Estas medidas também são úteis se o problema forem dores de garganta recorrentes. Então, não deixe de pôr em prática estes conselhos para tentar eliminar o cáseo de forma natural:

  • Beba água: a água é o melhor hidratante para todas as células do nosso corpo, colaborando em sua limpeza desde o interior. Tome água longe das refeições (30 minutos antes ou 2 horas depois), desta forma, ela será absorvida corretamente e melhorará o refluxo, já que ao comer e ingerir líquidos, obriga o estômago a liberar uma maior quantidade de ácido. Por outro lado, outras bebidas como o álcool, café, refrigerantes e sucos artificiais, te intoxicam e desidratam, piorando o refluxo e aumentando a produção de mucosa.
  • Beba água com limão: o suco de limão recém espremido (em jejum ou longe das refeições) é excelente para limpar o corpo de toxicidades e, apesar de ser ácido, ajuda a manter o estado alcalino (não ácido) do corpo, fundamental para seu bom funcionamento.
  • Evite o cigarro: fumar é muito prejudicial, não somente para seus pulmões, mas também para todo seu corpo. Em relação à faringe, aumenta a produção de catarro, porque a irrita e inflama permanentemente, portanto, se você quiser que o cáseo desapareça sem cirurgia, é fundamental abandonar o cigarro.
  • Melhore sua alimentação: outro ponto fundamental para reduzir a inflamação na faringe e diminuir a quantidade de secreções é que sua dieta seja baseada em frutas e verduras cruas, legumes, frutos secos e sementes. E não só isso, deixe de lado tudo o que seu corpo não consegue digerir bem: carnes, laticínios, óleos vegetais, embutidos e alimentos processados. Este é um ponto muito importante para melhorar todas as possíveis causas do mau hálito (como o refluxo gastroesofágico ou a eliminação de gases fétidos do trato intestinal).
  • Gargarejo com solução de Prinz: é anti-inflamatório e pode ajudar com que o cáseo saia sozinho das amígdalas. Prepare-a misturando meio copo de água pura com 1 colher de sopa de água oxigenada e 1 colher de chá de bicarbonato de sódio. Você pode fazer isso 1 vez ao dia por cerca de 15 dias e, então, fazê-lo 1 ou 2 vezes por semana.
  • Coma devagar e mastigue bem: isto é importante porque é aí que começa a digestão. É importante para reduzir as chances de refluxo.
  • Não se deite logo após comer: você deve esperar pelo menos 2 horas para fazer isso, já que se fizer antes, o refluxo do alimentos e ácidos inflamam a faringe e favorecem o aparecimento das bolinhas brancas.

E, sobretudo, por nenhum motivo tente espremer suas amígdalas para retirar o cáseo, já que é mais provável que se machuque e cause uma infecção.

Se tiver dúvidas, consulte um clínico geral ou um otorrinolaringologista.

Agora que você já sabe como eliminar o cáseo definitivamente, você pode se interessar neste outro artigo do ONsalus em que falamos sobre boca salivando: o que pode ser?

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como eliminar o cáseo definitivamente, recomendamos que entre na nossa categoria de Ouvido, nariz e garganta.

Bibliografia
  • COSTA, Henrique Olival; ECKLEY, Cláudia Alessandra. Correlação do pH e volume salivares com sintomas laringofaríngeos. Revista Brasileira de Otorrinolaringologia, 2004, vol. 70. Disponível em: <https://www.scielo.br/j/rboto/a/W8zck3PcYNgzkNVmNfCTxcQ/?lang=pt&format=html>. Acesso em 5 de julho de 2021.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Como eliminar o cáseo definitivamente
Como eliminar o cáseo definitivamente

Voltar ao topo da página