Partilhar

Espinhas na nuca: causas e como tratar

 
Por Dra. Ivonne Nieves Blanco, Médica Cirurgiã. 8 agosto 2019
Espinhas na nuca: causas e como tratar

O aparecimento de espinhas na nuca surge com muita frequência em pessoas que sofrem de acne, infecções, acúmulo de sebo nessa região ou pelo contato com cremes, xampus ou loções.

A consulta dermatológica é essencial para conhecer as causas do seu aparecimento e tratá-las a tempo para evitar complicações. No seguinte artigo do ONsalus te explicamos todos os detalhes sobre espinhas na nuca: causas e como tratar com as soluções adequadas para não danificar a pele e nem irritá-la.

Também lhe pode interessar: Espinhas na testa: como acabar

Espinhas na nuca: o que pode ser

As espinhas na nuca aparecem por diversas causas, como doenças de pele ou a exposição a substâncias químicas. A seguir, mencionamos o que podem ser espinhas na nuca:

  • Dermatite por contato: isto ocorre frequentemente na região da nuca como consequência da utilização de substâncias químicas como perfumes, sabonetes, xampus ou tintas. Todos estes são capazes de desencadear uma reação alérgica, produzindo assim o aparecimento das espinhas na nuca.
  • Mudanças hormonais: as mudanças hormonais que são geradas em diferentes etapas da vida e em diferentes idades costumam desencadear o aparecimento de espinhas na nuca, especialmente nas mulheres, devido às alterações hormonais que surgem durante a puberdade, a gravidez ou à tensão pré-menstrual. Estas mudanças causam o aumento de sebo na pele, o que traz como consequência a obstrução dos poros, o aparecimento das espinhas na nuca e no couro cabeludo, assim como em outras partes do rosto. Também causam a acne hormonal, que caracteriza-se pela presença de espinhas.
  • Falta de higiene: durante esta etapa, as medidas de higiene devem ser aumentadas para evitar a obstrução dos poros. Não costumamos dar importância à região da nuca devido a sua localização, mas devemos pensar que se trata de uma área que está em contato permanente com o cabelo e que a sujeira e o sebo podem causar o aparecimento das espinhas.
  • Transtornos endócrinos: a deficiência na produção das glândulas endócrinas causa um déficit hormonal, gerando assim lesões na pele como as espinhas na nuca, rosto, costas e pescoço.
  • Transtornos do sistema imunológico: a fraqueza que as vezes pode afetar o sistema imunológico se torna evidente através do aparecimento de lesões externas na pele, como espinhas em diferentes partes do corpo, por exemplo, rosto, nuca e até mesmo nas costas.
  • Problemas hepáticos: o mau funcionamento do fígado gera o acúmulo de toxinas e substâncias que geram o aparecimento de lesões na pele, como as espinhas.
Espinhas na nuca: causas e como tratar - Espinhas na nuca: o que pode ser

Caroços na nuca parecendo espinhas: outras causas

  • Barbear ou raspar a pele: raspar constante a pele com barbeadores ou outros objetos cortantes pode causar arranhões ou escoriações que tragam consigo o aparecimento de lesões como as espinhas.
  • Foliculite: também é conhecida pela inflamação do folículo piloso, pode aparecer devido a um processo infeccioso ou inflamatório após o barbear, raspar ou lesionar a pele nos lugares onde há pelos. Pode causar lesões do tipo espinha na nuca ou no rosto.
  • Estresse: o estresse ou cansaço físico pode fazer com que o corpo reaja diminuindo a circulação sanguínea, afetando assim outros órgãos e causando o acúmulo de toxinas no organismo. Este acúmulo de toxinas pode causar espinhas nas costas e na nuca.
  • Alimentação inadequada: as dietas com alto consumo de açúcares e gorduras causam um aumento de gordura no organismo, gerando a obstrução dos poros, a qual desencadeia a presença das espinhas.

Espinhas na nuca: sintomas

A presença das espinhas na região da nuca gera alguns sintomas característicos que tendem a ser confundidos com outras doenças, por isso que é importante que você saiba quais são:

  • Aumento de volume.
  • Inflamação.
  • Mudança na coloração da região, que se torna avermelhada.
  • Dor dependendo do tamanho da espinha.

A identificação dos sintomas de espinhas na nuca acelera o diagnóstico, bem como auxilia a tratá-los de forma rápida e eficaz.

Espinhas na nuca: como tratar

A presença de espinhas na nuca deve ser examinada pelo dermatologista, ele é a pessoa indicada para avaliar estas lesões e, de acordo com os sintomas, começar um tratamento para eliminá-los rapidamente, sem que a pele fique danificada.

O tratamento específico das espinhas na nuca dependerá das causas que estejam originando seu aparecimento, por isso é importante conhecê-las e iniciar o tratamento imediatamente.

Para tratar as espinhas na nuca, pode-se recorrer ao tratamento farmacológico e remédios caseiros, tal como explicaremos nos próximos parágrafos.

Espinhas na nuca: tratamento médico

Primeiramente é preciso fazer uma avaliação com o dermatologista de acordo com as causas, para que assim ele possa te indicar o tratamento a ser iniciado.

  • Os hábitos alimentares devem ser mudados, aumentar o consumo de verduras e frutas, além de parar com a ingestão de alimentos processados com alto conteúdo químico.
  • Ter uma rotina de limpeza diária na região onde estão as espinhas para evitar a propagação das mesmas e o início de um processo infeccioso
  • Praticar atividades físicas diariamente durante 30 minutos, com isso, é possível eliminar as toxinas que aumentam o risco de ter as espinhas na nuca.
  • Nos casos onde a causa for por uma infecção, será indicado um antibiótico acompanhado de anti-inflamatórios a fim de aliviar os sintomas e acabar com a infecção.
  • Se a causa é de origem hormonal, o endocrinologista será o especialista indicado para fazer um acompanhamento dos níveis hormonais e indicar o tratamento necessário.
Espinhas na nuca: causas e como tratar - Espinhas na nuca: tratamento médico

Remédios caseiros para espinhas na nuca

Existem remédios caseiros muito eficazes para eliminar as espinhas na nuca e pescoço, alguns deles são:

  • Aspirina e limão: a aspirina, também conhecida como ácido acetilsalicílico, misturada com o limão, age diminuindo e eliminando as espinhas na nuca. Consiste em triturar de 6 a 8 aspirinas e misturá-las com o suco de um limão até que tenham a consistência de uma pasta. Aplica-se esta pasta diretamente sobre a espinha durante a noite e ela é removida pela manhã com água em abundância. Recomenda-se não aplicar este remédio durante o dia devido ao fato de que os raios solares combinados com o limão podem causar manchas na pele. Este remédio pode ser aplicado de 3 a 4 vezes ao mês, 1 vez por semana.
  • Aloé vera e alho: este remédio age abrindo o poro, desta forma, elimina-se todo o material acumulado que causa o aparecimento da espinha. O aloé tem efeito anti-inflamatório e o alho evita o aparecimento de agentes que possam causar uma infecção ou complicar ainda mais as lesões. O cristal do aloé vera deve ser liquefeito com um dente de alho, então deixa-se esta mistura descansar por alguns minutos, em seguida, aplica-se sobre a espinha deixando agir por cerca de 40 minutos. A área pode ser coberta com plástico, depois deve ser limpa com água morna em abundância. Este remédio pode ser aplicado 3 vezes por semana durante um mês.
  • Vinagre de maçã: as propriedades antibacterianas e antissépticas do vinagre de maçã o colocam dentro dos produtos mais eficazes no tratamento para tratar espinhas na nuca, bem como bactérias e fungos. Para sua aplicação, deve-se diluir em partes iguais o vinagre de maçã com água, então, aplica-se a mistura na área onde está a espinha com a ajuda de um algodão e deixa-se agir por cerca de 20 minutos para, finalmente, retirar com água morna. Este remédio deve ser aplicado diariamente para ver os efeitos de forma rápida.

Se você sofre de espinhas na nuca ou em outras partes do corpo, consulte seu médico de confiança, ele te indicará o tratamento que mais se adapta aos sintomas que você apresentar e te orientará se pode utilizar alguns dos remédios que aqui te recomendamos de forma paralela com os tratamentos farmacológicos por ele indicados.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Espinhas na nuca: causas e como tratar, recomendamos que entre na nossa categoria de Pele, cabelo e unhas.

Escrever comentário sobre Espinhas na nuca: causas e como tratar

O que lhe pareceu o artigo?

Espinhas na nuca: causas e como tratar
1 de 3
Espinhas na nuca: causas e como tratar

Voltar ao topo da página