Doenças das gengivas

Feridas na gengiva: por que aparecem e como tratar

 
Magce Bonilla
Por Magce Bonilla, Química. Atualizado: 13 junho 2023
Feridas na gengiva: por que aparecem e como tratar

Você provavelmente já sentiu uma sensação de queimação ou ardência na gengiva ao comer algo quente, ou beber líquidos ácidos, o que geralmente ocorre quando um abscesso ou uma ferida se forma nessa parte da boca. Essas lesões geralmente se desenvolvem na cavidade oral e são úlceras bem definidas que parecem arredondadas, de cor esbranquiçada com uma borda avermelhada. Elas quase sempre são dolorosas e muito incômodas ao comer ou beber.

Há vários motivos pelos quais as feridas na gengiva podem aparecer: infecções virais, trauma, estresse, sistema imunológico enfraquecido ou deficiência de vitaminas. Às vezes, elas podem se curar sozinhas em uma ou duas semanas, ou, por outro lado, podem precisar de medicação para se curar completamente. É recomendável consultar um médico se você tiver essas aftas com frequência para obter um diagnóstico preciso e um tratamento eficaz para remediar a situação, pois o mais importante é ter uma boca saudável.

Você tem feridas nas gengivas e quer saber por que elas aparecem? Então, convidamos você a continuar lendo este artigo do ONsalus, no qual explicamos isso de forma clara e simples e damos conselhos sobre como curá-las.

Também lhe pode interessar: O que fazer se tenho um buraco na gengiva?
Índice
  1. Por que aparecem feridas na gengiva?
  2. Quanto tempo pode durar uma ferida na gengiva?
  3. Como curar uma ferida na gengiva

Por que aparecem feridas na gengiva?

Os abscessos são aftas ou feridas bucais que se formam nas membranas mucosas, inclusive nas gengivas, na forma de pequenas lesões esbranquiçadas, de aproximadamente 5 milímetros de tamanho, com uma borda sutilmente avermelhada. Geralmente são causadas por infecções bacterianas orais, embora outras causas também possam desencadeá-las, como:

  • Infecções virais: vários vírus podem causar essas feridas na gengiva. Certos germes conseguem colonizar a flora bucal, incluindo o vírus do herpes humano, o vírus da Herpes zoster e o vírus Epstein-Barr.
  • Aparelhos ortodônticos ou próteses: a fricção contínua de sistemas dentários e próteses pode levar à formação dessas feridas nas gengivas. As dentaduras mal ajustadas também podem causar essas feridas.
  • Alimentos ácidos e muito quentes: a ingestão frequente de alimentos ácidos como limão, abacaxi, laranja, figo e morango ou bebidas muito quentes tende a enfraquecer a mucosa da gengiva e torná-la mais propensa a desenvolver aftas.
  • Deficiências nutricionais: pessoas com deficiência de vitamina B12, zinco, ácido fólico ou ferro são propensas a desenvolver aftas na gengiva, ou em qualquer parte da mucosa oral.
  • Estresse: circunstâncias descontroladas de ansiedade, estresse ou angústia geralmente são fisicamente evidentes no corpo, como lesões na área bucal. É importante tratar psicologicamente para controlar adequadamente os danos corporais também.
  • Sistema imunológico enfraquecido: pacientes com doenças como lúpus, doença celíaca, doença de Crohn ou AIDS podem, às vezes, apresentar aftas ou feridas na boca que duram várias semanas ou meses.

Normalmente, antes da formação da ferida na gengiva, a pessoa começa a sentir uma sensação de queimação e coceira. Dependendo da particularidade de cada caso, as feridas podem ser poucas e desaparecer em uma semana ou, ao contrário, podem ser maiores e levar mais de duas semanas para cicatrizar completamente.

Quanto tempo pode durar uma ferida na gengiva?

As feridas na gengiva geralmente desaparecem sozinhas dentro de 7 a 10 dias. Entretanto, quando são grandes, maiores que 1 centímetro, demoram mais para cicatrizar e, nesses casos, é necessário seguir um tratamento farmacológico para eliminá-las completamente.

Além disso, em determinadas circunstâncias, elas podem aparecer com frequência e complicar a cura, por isso será essencial ser avaliado e monitorado por um especialista, pois elas podem estar ligadas a determinadas patologias sistêmicas.

Normalmente, quando são tratadas com medicamentos e remédios caseiros, o processo de cura é reduzido, entre 2 e 5 dias, dependendo do caso clínico. No entanto, deve-se ter em mente que o processo de cicatrização é mais lento do que em outras feridas, pois elas estão localizadas na boca, uma área úmida.

Como curar uma ferida na gengiva

A primeira coisa a fazer é determinar o fator que desencadeia o aparecimento das feridas para controlá-las. Quando elas causam desconforto e dor, vários tratamentos farmacológicos e alguns naturais são eficazes para curá-las, desde que a lesão seja pequena. Aqui, mencionamos os mais recomendados:

Tratamentos farmacológicos para feridas na gengiva

  • Medicamentos tópicos: cremes, géis e pomadas específicos de venda livre contendo ácido hialurônico, benzocaína, lidocaína, etc. são recomendados para melhorar o desconforto e eliminar as feridas.
  • Enxágues anti-inflamatórios: são geralmente prescritos pelo médico para reduzir a inflamação e a dor, especificamente aqueles que contêm o esteroide dexametasona.
  • Antibióticos: esses medicamentos são necessários quando há uma infecção bacteriana, portanto, o médico assistente geralmente prescreve tetraciclina, doxiciclina, entre outros.

Remédios caseiros para feridas na gengiva

  • Água salgada: é apropriado enxaguar a boca com água salgada morna 2 ou 3 vezes ao dia. Essa solução atua como um poderoso bactericida que permite que as lesões cicatrizem e sejam eliminadas.
  • Bicarbonato de sódio: esse composto ajuda a reduzir a inflamação e a irritação devido às suas propriedades alcalinas. Recomenda-se diluir uma colher de chá de bicarbonato de sódio em água e depois aplicá-lo com um cotonete em cada ferida.
  • Chá preto: aplicar um saquinho de chá preto sobre a ferida, previamente preparado com água morna, ajuda a aliviar a dor e o desconforto, pois tem um componente natural conhecido como tanino que age como adstringente.
  • Leite de magnésia: gargarejar com uma solução de leite de magnésia protege as lesões e permite uma cicatrização mais rápida. Para isso, misture uma colher de sopa em um copo de água.
  • Óleo de coco: aplicar esse óleo diretamente nas feridas alivia a dor e evita que elas piorem devido às suas propriedades antibacterianas e antifúngicas.
  • Cravo-da-índia: mastigar esse cravo-da-índia acalma e cura rapidamente as feridas, pois ele tem propriedades analgésicas e antissépticas.

Agora que você já sabe as causas e tratamentos para feridas na gengiva, não perca este artigo sobre o que podem ser as manchas vermehas na língua e o que fazer.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Feridas na gengiva: por que aparecem e como tratar, recomendamos que entre na nossa categoria de Dentes e boca.

Bibliografia
  • Hitz, I. y col. (2010). Enfermedades víricas y bacterianas de la mucosa oral. Disponível em: https://www.elsevier.es/es-revista-quintessence-9-articulo-enfermedades-viricas-bacterianas-mucosa-oral-X0214098510884339
  • Bonet, R. y Garrote, A. (2015). Aftas bucales. Disponível em: https://www.elsevier.es/es-revista-farmacia-profesional-3-articulo-aftas-bucales-X0213932415727469
  • Manual MSD. (2020). Llagas e inflamación en la boca. Disponível em: https://www.msdmanuals.com/es-ve/hogar/trastornos-bucales-y-dentales/s%C3%ADntomas-de-los-trastornos-orales-y-dentales/llagas-e-inflamaci%C3%B3n-en-la-boca
Escrever comentário
O que lhe pareceu o artigo?
Feridas na gengiva: por que aparecem e como tratar