Partilhar

Presença de muco na urina: o que significa?

 
Por Nídia do Carmo, Editora e redatora ONsalus. 18 março 2020
Presença de muco na urina: o que significa?

O corpo humano possui membranas mucosas em muitas áreas do corpo, tais como as vias oral, respiratória, intestinal e urogenital. Nestas membranas mucosas, existe um tipo de célula produtora de muco que actua como lubrificante e protectora. A presença de muco na urina é muito mais comum nas mulheres, pois é muito fácil que a urina seja contaminada pelo corrimento vaginal normal. No entanto, quando se encontra um excesso de muco na urina, é importante prestar atenção, pois pode ser um sinal de algum tipo de infecção urinária ou doença mais grave que requer tratamento médico. No artigo seguinte do ONsalus, mostramos o que significa a presença de muco na urina e quais são as suas possíveis causas.

Também lhe pode interessar: Infecção urinária atrasa a menstruação?

O que é muco na urina

O muco é produzido pela mucosa que é o tecido que reveste o interior de órgãos como os pulmões ou o intestino grosso, mas também outras partes do corpo como a boca, o nariz, a garganta e o trato urinário. Pode ser definido como uma espécie de substância viscosa e espessa que protege e lubrifica a área onde se encontra.

No caso da urina, um líquido que por si é ácido, se o trato urinário não for protegido por este muco espesso, o interior do trato pode sofrer lesões. Portanto, uma pequena quantidade de muco na urina é normal. No entanto, quando existe um excesso de muco na urina, pode ser um sinal de algum tipo de condição ou problema médico, como veremos na próxima seção.

Causas da presença de muco na urina

Uma presença excessiva de muco na urina pode ser causada por diferentes doenças ou distúrbios, e entre estes encontramos os mencionados abaixo:

Infecção do tracto urinário

As infecções urinárias são muito comuns entre as mulheres e podem ser uma das causas da presença de muco na urina. São causadas por bactérias que entram no trato urinário e podem alcançar a bexiga, uretra, rins ou próstata. Embora os sintomas possam variar de um paciente para outro, geralmente, alguns dos sintomas que podem nos alertar são a necessidade de urinar com frequência, queimação e prurido ao urinar, urina turva com a presença de muco e até sangue, às vezes, febre e náuseas.

No caso de uma infecção urinária, é muito importante ir ao médico e iniciar um tratamento antibiótico quando a infecção é causada por bactérias, ou um tratamento antiviral quando é causada por um vírus.

Gonorreia ou clamídia

Gonorréia e clamídia são duas doenças sexualmente transmissíveis (DST) que podem causar excesso de filamentos mucosos na urina, pois há um aumento das secreções vaginais e mucosas no trato urinário devido à infecção.

  • Gonorreia - uma infecção causada pela bactéria Neisseria gonorrhoeae que causa sintomas como queimadura durante a micção, corrimento vaginal espesso e sangramento vaginal entre períodos.
  • Clamídia - uma infecção causada pela bactéria Chlamydia trachomatis que provoca sintomas como corrimento vaginal anormal, queimadura durante a micção, micção frequente, dor abdominal, desconforto durante a relação sexual, hemorragia intermenstrual, etc.

Pedras nos rins

Os cálculos renais também podem aumentar a quantidade de muco na urina, já que as secreções da mucosa do trato urinário aumentam como mecanismo de defesa contra infecção e irritação do trato urinário. No entanto, a presença de cálculos renais é geralmente descoberta pelo sofrimento de sintomas como dor intensa num dos lados das costas, urina turva ou ensanguentada e febre.

O tratamento vai depender do tipo e tamanho do cálculo renal, já que às vezes é suficiente para aumentar a ingestão de líquidos e tomar medicamentos para ajudar a passar. Em outros, porém, a cirurgia pode ser necessária se as pedras forem grandes e não puderem ser passadas através da uretra.

Doença de Crohn

A doença de Crohn causa inflamação do sistema digestivo e geralmente afeta a parte inferior do intestino delgado. Neste caso, pode ocorrer secreção excessiva de muco nas paredes do intestino, e esse muco pode se acumular na uretra e posteriormente se misturar com a urina.

É importante tratar esta doença para evitar complicações tais como obstrução intestinal, formação de úlceras no intestino e problemas com a absorção de nutrientes. Embora não exista cura definitiva, o tratamento é baseado na melhoria dos sintomas através de medicamentos, suplementos nutricionais, hábitos de vida saudáveis ou cirurgia, se necessário.

Síndrome do Colón Irritável

A síndrome do intestino irritável envolve a inflamação das paredes do intestino grosso (cólon), o que causa um aumento da quantidade de muco a ser passado para fora do corpo na urina. As pessoas com esta condição crónica têm frequentemente sintomas como inchaço abdominal, dor abdominal, gases, períodos de obstipação ou diarreia, náuseas, vómitos, etc.

No artigo seguinte, explicamos em detalhe as causas, sintomas e tratamento do cólon irritável.

Colite Ulcerativa

Esta é uma doença que provoca inflamação e ulceração da membrana que reveste o intestino grosso e o recto. Isto pode fazer com que uma grande quantidade de muco seja expelida, e os fluidos do sistema excretor podem facilmente ficar contaminados na urina. O principal sintoma da colite ulcerosa é a presença de fezes com sangue ou de fezes negras, que podem ser acompanhadas de dor abdominal, urgência e febre.

Outras causas possíveis de muco na urina

  • Câncer de bexiga - Um excesso de filamento de muco urina na urina também pode ser um sinal de cancro da bexiga, embora este provoque frequentemente outros sintomas, como sangue na urina, a necessidade de urinar mesmo quando a bexiga está vazia, urinar com menos força e urinar de forma dolorosa ou com prurido.
  • A toma de alguns medicamentos.
Presença de muco na urina: o que significa? - Causas da presença de muco na urina

Como detectar a presença de muco na urina

A presença de muco na urina é detectada por um exame médico chamado de urinálise. Isto é normalmente realizado em pacientes que têm sintomas como os seguintes:

  • Necessidade de urinar frequentemente, mas sai pouca quantidade de urina.
  • Queimação, prurido ou dor durante a micção.
  • Urina turva, escura, ou com sangue.
  • Cansaço e fadiga.
  • Fraqueza.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Presença de muco na urina: o que significa?, recomendamos que entre na nossa categoria de Rins e sistema urinário.

Escrever comentário sobre Presença de muco na urina: o que significa?

O que lhe pareceu o artigo?

Presença de muco na urina: o que significa?
1 de 2
Presença de muco na urina: o que significa?

Voltar ao topo da página