menu
Partilhar

Seios sensíveis: causas e tratamento

 
Por Dra. Gennesis Gonzalez, Médica Cirurgiã. 11 março 2021
Seios sensíveis: causas e tratamento

Muitas mulheres, e por diversos motivos, já apresentaram sensibilidade nos seios, na maioria dos casos devido ao que normalmente se conhece como tensão pré-menstrual ou TPM. Apesar disto, esta sensibilidade pode estar relacionada com outras causas, como a menopausa ou o uso de certos medicamentos.

A sensibilidade nos seios, ou sentir dor nos seios ao tocá-los, pode melhorar, em muitos casos, com alguns cuidados ou remédios naturais, no entanto, sempre é conveniente determinar qual é a causa de tal incômodo para saber qual tratamento médico aplicar. Neste artigo do ONsalus, explicamos tudo o que você precisar saber sobre a sensibilidade nos seios: causas e tratamento.

Também lhe pode interessar: Ardência nos seios: causas e tratamentos

Causas dos seios sensíveis

São várias as mulheres que apresentam sensibilidade nos seios ao longo da vida, mas nem sempre é necessário um tratamento médico, já que os fatores causadores são muito variados. A intensidade da dor nos seios ao tocá-los ou a sensibilidade variam dependendo da gravidade da causa associada, além disso, pode se apresentar em apenas um seio ou em ambos. As causas mais comuns da sensibilidade nos seios são:

  1. Tensão pré-menstrual: a menstruação ou a chamada tensão pré-menstrual é a causa mais frequente do surgimento da sensibilidade nos seios. Isto se deve às mudanças hormonais que ocorrem nesta etapa, ou seja, ao aumento e diminuição do estrógeno que está associado ao ciclo menstrual. Segundo a Revista Médica de Costa Rica y Centroamérica[1], por volta de 5 a 8% das mulheres sofrem de Tensão Pré-menstrual (TPM).
  2. Uso de anticoncepcionais orais: o uso deste método anticoncepcional em particular traz consigo alterações hormonais, sobretudo associadas ao estrógeno, e isto faz com que os seios fiquem muito mais sensíveis.
  3. Gravidez: esta etapa da vida da mulher possui diversas mudanças físicas, e uma delas pode ser a sensibilidade nos seios relacionada com as alterações hormonais. Isto costuma acontecer durante o primeiro trimestre da gravidez.
  4. Puberdade: nesta etapa, é normal apresentar sensibilidade nos seios devido ao desenvolvimento do tecido mamário e a todas alterações hormonais que ocorrem no corpo da adolescente.

Outras causas da sensibilidade nos seios

Além das causas descritas anteriormente, existem muitas outras que estão relacionadas com o aumento da sensibilidade em um ou em ambos os seios, como por exemplo:

  • Medicamentos: alguns tratamentos trazem consigo efeitos colaterais, isto acontece com medicamentos antidepressivos ou cardiovasculares, podendo apresentar dor ou sensibilidade nos seios.
  • Roupa íntima inadequada: existem sutiãs no mercado que provocam desconforto nos seios, sobretudo, quando o apoio é inadequado. Da mesma forma, o uso deles durante exercícios físicos pode gerar dor, por isso é recomendado fazer uso de sutiãs esportivos.
  • Amamentação: após o parto, o corpo feminino demora um tempo para voltar ao normal. Tal sensibilidade nos seios pode continuar durante o período de amamentação, também sendo associada ao fato de amamentar nos primeiros dias, o que pode ser algo doloroso, sobretudo naquelas mulheres que estão sendo mães pela primeira vez.
  • Mastite: esta condição pode ser causada por uma secreção inadequada de leite, fazendo com que ele fique acumulado nos ductos, ou por causa de alguma infecção por vírus ou fungos. Além de provocar febre, traz consigo dor intensa nas mamas.
  • Cisto mamário: é um pequeno saco que se forma no interior dos seios e que fica cheio de líquido. Na maioria dos casos, costuma ser uma condição benigna e fácil de detectar através de uma ecografia mamária. No seguinte artigo.
  • Abscessos: há casos em que as rachaduras nos mamilos podem ser uma via de fácil acesso para bactérias, gerando um acúmulo de pus no tecido mamário. Além disso, também podem causar febre e aumentar a sensibilidade mamária.
Seios sensíveis: causas e tratamento - Outras causas da sensibilidade nos seios

Tratamento para os seios sensíveis

O tratamento dos seios sensíveis deve ser indicado pelo médico ou médica de acordo com a causa do seu aparecimento. Contudo, existem alguns cuidados e conselhos simples que podem ser colocados em prática, no caso de que este incômodo esteja associado à tensão pré-menstrual ou a outra condição simples de tratar:

  1. Compressas frias: aplicá-las nos seios durante um tempo adequado e tolerável melhora o inchaço e a dor.
  2. Vitamina E, B6, B1: estes suplementos vitamínicos combatem de forma eficaz a sensibilidade mamária.
  3. Evitar utilizar sutiãs inadequados: é importante escolher o tamanho ideal e um sutiã que suporte de maneira firme os seios.
  4. No caso da dor nos seios ser intensa, não hesite em consultar um médico ou médica. Você pode acalmar este incômodo por um tempo tomando ibuprofeno ou paracetamol.
  5. Tomar um banho de água morna melhora consideravelmente esta condição.
  6. Caso a sensibilidade seja durante a amamentação, extraia o leite quando a mama estiver cheia. Você pode fazer isso dando de mamar ao bebê ou extraindo o leite com uma bomba manual ou elétrica.

A sensibilidade mamária é bastante comum, na maioria dos casos, não representa um problema difícil de ser tratado. Apesar disso, é importante consultar um médico se o incômodo ou sensibilidade estiver associada a outros sintomas, como febre, dor intensa nas mamas por mais de 10 dias, vermelhidão, secreção purulenta ou com sangue pelos mamilos ou presença de algum caroço ou nódulo nos seios.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Seios sensíveis: causas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema reprodutor feminino.

Referências
  1. Solís, J. C. (2013). Diagnóstico y tratamiento del síndrome premenstrual. Revista Médica de Costa rica y Centroamérica, 70(608), 709-715.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Seios sensíveis: causas e tratamento
1 de 2
Seios sensíveis: causas e tratamento

Voltar ao topo da página